Serviços de Saúde apelam à aplicação de medidas de prevenção da Febre de Dengue durante actos de culto do Cheng Ming (Dia de Finados)

Os Serviços de Saúde prevêem um aumento do risco de transmissão da febre de dengue em Macau e nas regiões vizinhas.

Durante o feriado de Cheng Ming prevê-se a deslocação de muitos residentes a cemitérios e a columbários para veneração dos antepassados.

Os Serviços de Saúde sensibilizam os residentes a observarem as seguintes medidas:

• Após o culto, eliminar a água estagnada e retirar o lixo para evitar a proliferação de mosquitos;

• Não devem deixar vasos, contentores de comida, latas de bebidas, sacos de plástico e recipientes de ferro de queima de papéis votivos, etc. para prevenir a proliferação de mosquitos.

Em simultâneo, os residentes devem tomar medidas preventivas de mosquitos, quando permanecerem ao ar livre, devendo aplicar um repelente anti-mosquitos com DEET nas partes expostas do corpo e vestir roupas com mangas compridas e de cor clara para evitar serem picados por mosquitos.

Os residentes que manifestem sintomas suspeitos de Febre de Dengue e da doença do vírus Zika, nomeadamente febre e erupção cutânea, devem recorrer de imediato a um médico.

No dia 5 de Abril de 2018 (feriado oficial de Cheng Ming), os Serviços de Saúde enviarão pessoal para sensibilização dos residentes no Cemitério de Nossa Senhora de Piedade.

A situação epidémica do dengue é actualmente bastante grave em muitos países do sudeste da Ásia. Nas Filipinas já foram registados 36.664 casos, 12.084 casos no Sri Lanka, 38.122 no Vietname, 12.545 na Tailândia e 26.545 na Indonésia. Existem 71 países no mundo com registo da doença por virus Zika, as regiões afectadas incluem Sudeste Asiático, América, África, países insulares do Pacífico, entre outros. Em 2019, já foi registado um caso de zika em Singapura. O risco de transmissão do vírus de febre de dengue e do vírus zika vírus não pode ser ignorado.

Em Macau até ao momento foram registados três (3) casos importados de infecção de dengue. Nos primeiros três meses, o índice médio de positividade de ovitrap foi mais elevado em comparação com o período homólogo dos anos anteriores, entre eles, o índice de ovipositores em Março atingiu 11,6%, indicando que o Aedes albopictus entrou em um período activo. Embora os Serviços de Saúde tenham realizado uma série de medidas para fortalecer a higiene e a eliminação de mosquitos, os residentes devem tomar as devidas precauções, incluindo a remoção espontânea de água estagnada e a prevenção pessoal de mosquitos.

Os Serviços de Saúde vão continuar a acompanhar de perto a epidemia da febre de dengue e da doença do vírus Zika nas regiões vizinhas, com fazer a preparação adequada. Atendendo ao elevado risco de propagação, os Serviços de Saúde apelam aos residentes para não ignorarem a actual situação e que devem eliminar todos os potenciais locais com água estagnada quer no domicílio quer no local de trabalho, impedindo assim a proliferação de mosquitos. Além disso, lembram também todos os profissionais de saúde para estarem atentos a doentes suspeitos de febre de dengue e da doença do vírus Zika de modo a procederem de forma atempada à sua notificação e ao respectivo teste. O Laboratório de Saúde Pública dos Serviços de Saúde proporciona gratuitamente testes da Febre de Dengue e da doença do vírus Zika a todas as instituições médicas. Para mais informações ou para esclarecimento de dúvidas, os residentes podem ligar para o número da linha aberta das doenças transmissíveis dos Serviços de Saúde n.o 2870 0800 ou consultar Informações de doenças transmissíveis na página electrónica dos Serviços de Saúde http://www.ssm.gov.mo/csr/.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar