Conferência de imprensa sobre a divulgação de dados de trabalho do primeiro trimestre de 2019 do Corpo de Bombeiros

Conferência de imprensa sobre a divulgação de dados de trabalho do primeiro trimestre de 2019 do Corpo de Bombeiros
  1. Dados estatísticos
  1. Dados das acções operacionais

01/01/2018-31/3/2018

01/01/2019-31/3/2019

Variação

homóloga

Taxa de variação homóloga

Todas as acções operacionais

11.616 casos

12.143 casos

↑527

↑4,54%

Incêndios

259 casos

(189 incêndios) sem o uso de mangueiras

(53 casos) de comida queimada

211 casos

(162 incêndios) sem o uso de mangueiras

(61 casos) de comida queimada

↓ 48

↓18,53%

Saídas de ambulância

10.092 casos

(13.610 vezes)

10.736 casos

(13.478 vezes)

↑644

(↓132)

↑6,38%

(↓0,97%)

Operações de salvamento

344 casos

360 casos

↑ 16

↑4,65%

Serviços especiais

921 casos

836 casos

↓ 85

↓9,23%

b. No que diz respeito às tarefas de protecção contra o fogo, o Corpo de Bombeiros (CB) realizou, entre 1 de Janeiro e 31 de Março de 2019 :

  • 53 palestras de protecção contra o fogo, prevenção de desastres, conhecimento de emergência médica e segurança dos combustíveis, com a participação de 9.425 pessoas;
  • 11 exercícios práticos sobre o uso do extintor, com 374 participantes;
  • 206 actividades de sensibilização, foram distribuídos 24.964 panfletos informativos de prevenção contra o fogo, cartazes e guias para a protecção contra incêndios;
  • 9 simulacros de evacuação e de incidentes, com a participação de 1.266 pessoas.

No primeiro trimestre de 2019, a saída total de incêndio foi de 211 casos, o que representou uma queda de 48 casos face ao mesmo período do ano passado, cuja redução foi de 18,53%. As principais causas do incêndio são : esquecer-se de desligar o fogão e deixar suspeitosamente os fogos nus, portanto, houve no total 86 casos de incêndio, o que apresentou 40,76% em relação à saída total de incêndio. A par disso, houve 162 casos que não tiveram de usar mangueiras, representando uma percentagem de 76,78% do total da saída de incêndio, cujos números são semelhantes ao ano anterior, o que demonstrou que os habitantes têm mantido uma vigilância relativamente alta. Esta Corporação deseja que os cidadãos possam continuar a coordenar com as nossas tarefas de prevenção contra incêndios no futuro, a fim de reduzir a oportunidade da ocorrência de incêndios.

Entre Janeiro e Março de 2019, os casos da saída de ambulâncias foram de 10.736 casos, o que teve um aumento de 644 casos relativamente ao período homólogo do ano passado, cuja subida foi de 6,38%, depois da análise, mostrou-se que a subida foi provocada pelas alterações climatéricas em Janeiro e Março. O aumento dos casos de auxílio estava relacionado com a indisposição dos idosos, tais como a vertigem e a dor de cabeça. Além dissso, houve 13.478 vezes de saída de ambulâncias, o que representou uma redução de 132 vezes em comparação com o mesmo período do ano transacto, cuja redução foi de 0,97%. Devido que os recursos de emergência médica são preciosos e limitados, pois, aproveitamos esta oportunidadepara apelar aos cidadãos de Macau para prevenir o uso abusivo dos respectivos serviços e deixar os respectivos recursos aos cidadãos com necessidades, simultaneamente, esperamos que os condutores cedam a passagem aos veículos de emergência que circulem em serviço de urgênciano exercício de funçõesem condições de segurança, para os bombeiros poderem desenvolver o mais rápido possível os trabalhos de socorro.

O CB executa plenamente os três novos conceitos de policiamento : “policiamento activo”, “policiamento comunitário” e “policiamento de proximidade”, e continua a reforçar as actividades de divulgação sobre protecção contra o fogo,prevenção de desastres, emergência médica e segurança dos combustíveis, por exemplo : enviar pessoal a todas as zonas de Macau para distribuir panfletos informativos, organizar palestras sobre conhecimentos de segurança contra incêndios em colaboração com comunidades, escolas e instituições, visitar entidades da sociedade civil e associações de Macau para ouvir opiniões relacionadas com tarefas de prevenção de incêndios junto dos moradores e proceder à divulgação através da rádio, programa televisivo, we chat, facebook, conta oficial do Instagram, publicidade em jornais, reclamo luminoso e cartaz nos autocarros, de modo a intensificar a consciência deprevenção de incêndios e desastres dos moradores. Nos primeiros três meses de 219, foram efectuados 206 actividades de sensibilização sobre segurança contra incêndios, 53 palestras de protecção contra o fogo, prevenção de desastres, prevenção do uso abusivo de ambulâncias e utilização correcta dos combustíveis, 11 exercícios práticos sobre o uso do extintor e 9 simulacros de evacuação e de incidentes, com a distribuição total de 24.964 panfletos informativos, com o intuito de chegar à meta de “vamos prestar atenção aos conhecimentos deemergência médica e construir conjuntamente um belo lar através da prevenção de incêndios”.

O CB tem executadoas acções governativas de prevenção, com o objectivo de reduzir os riscos e os prejuízos causados pelo incêndio, esta Corporação enviou pessoal a todas as zonas para proceder aos trabalhos de inspecção de segurança contra incêndios, no entanto, foram efectuadas 2.061 respectivas inspecções (vistorias, inspecções e queixas) no primeiro trimestre de 2019, o que teve um aumento de 90 vezes em comparação com o ano anterior, cujo acréscimo foi de 4,57%. Além do mais, realizámos 827 inspecções de segurança dos combustíveis dedicadas a postos de gasolina, depósitos provisórios, depósitos de combustíveis, estabelecimentos de comidas, veículos que transportam combustíveis e fornecedores de combustíveis.

2. Outras informações:

a. O CB organizou o Curso Avançado de Formação do “Chefe de Segurança contra Incêndios Comunitária”

Esta Corporação tem dado grande importânacia à divulgação dos conhecimentos comunitários de emergência médica, para além de criar o Grupo Júnior do CB denominado “Guia Juvenil de Emergência Médica” no dia 7 de Abril do corrente ano, também foi realizado o Curso Avançado de Formação do “Chefe de Segurança contra Incêndios Comunitária” entre os dias 21 e 28 de Março de 2019, de modo a reforçar os conhecimentos de protecção contra o fogo e emergência médica dos “chefes de segurança contra incêndios comunitária” e os certificados já foram atribuídos no dia promocional de segurança contra incêndios comunitária efectuado no dia 14 de Abril do corrente ano.

Os destinatários do Curso Avançado de Formação do “Chefe de Segurança contra Incêndios Comunitária” são os 107 “chefes de segurança contra incêndios comunitária” vindos de associações e instituições de Macau, os conteúdos do Curso englobam a apresentação do certificado de segurança contra incêndios, a teoria dofuncionamento dos elevadores para o serviço de incêndios, a situação alusiva às infracções comuns ao Regulamento de Segurança contra Incêndios e o curso sobre teoria de emergência médica e operação, por exemplo : a operação da ressuscitação cardiopulmonar e do desfibrilhador automático externo, o penso para feridas e o tratamento de sufocamento.

O CB espera, através do curso avançado de formação, consolidar a qualidade profissional dos “chefes de segurança contra incêndios comunitária” na área de protecção contra o fogo e emergência médica, no intuito de conseguir prestar ajuda a outrem em caso de necessidade, demonstrar informações sobre segurança contra incêndios junto de comunidades, elevar a consciência de segurança contra incêndios dos habitantes e construir conjuntamete um ambiente comunitário mais seguro e harmonioso.

b. Exercício de protecção civil intitulado “Peixe de Cristal 2019”

Esta Corporação reforça a consciência de protecção contra o vento e resistênciaa desastres dos habitantes através de actividades, em Março do corrente ano, procedemos à explicação em conjunto com associações e entidades no que concerne à área de evacuação responsável pelo CB, com vista a aprofundar o conhecimento do “plano de evacuação das zonas baixas em situações de storm surge durante a passagem de tufão” junto dos cidadãos, manter uma boa comunicação com associações, entidades e moradores, recolher opiniões e continuar a intensificar a capacidade de coordenação entre esta Corporação e as entidades da sociedade civil. A par disso, esta Corporação irá participar no dia 27 de Abril no exercício de protecção civil intitulado “Peixe de Cristal 2019” coordenado pelos Serviços de Polícia Unitários, que tem como finalidade rever a capacidade de execução do CB, fortalecer a comunicação e a capacidade de coordenação entre os membros da estrutura de protecção civil e as instituições da sociedade civil. Para este exercício, serão recrutados publicamente os cidadãos para a participação nele entre os dias 9 e 22 de Abril, os participantes executamprincipalmente os três processos de evacuação do “plano de evacuação das zonas baixas em situações de storm surgedurante a passagem de tufão”, incluindo : a evacuação segura e ordeira, a evacuação rápida e segura e a evacuação de emergência, para dominar a experiência de operação real. Os cidadãos que queiram participar neste exercício podem deslocar-se a diversas instituições de serviço social ou telefonar para as mesmas para efectuar ainscrição, nomeadamente : o Centro de Serviços Integrados de Apoio à Família - Fonte de Alegria e de Energia, o Complexo de Serviços para a Família e Comunidade do Fai Chi Kei da Federação das Associações dos Operários de Macau, o Centro de Apoio Familiar da Associação Geral das Mulheres de Macau e a Associação de Moradores de Coloane ou efectuar a inscrição online no sítio do Instituto de Acção Social (IAS), onúmero total de vagas é de 450 (as vagas serão preenchidas por ordem de chegada), para mais informações, podem aceder ao sítio do IAS ou telefonar para o IAS, a fim de saber mais pormenores.

3. Apelos sobre segurança contra incêndios :

a. Devido às alterações climatéricas, a humidade aumenta, por isso, os habitantes devem utilizar cautelosamente os equipamentos eléctricos, evitar a sobrecarga e proceder periodicamente à inspecção e manutenção das instalações eléctricas, caso sejam necessários, devem pedir pessoas qualificadas para efectuar a manutenção.

b. Os moradores devem prestar atenção ao uso do esquentador a gás e manter acirculação do ar interna, para precaver a inalação excessiva de monóxido de carbono. Aliás, devem realizar regularmente a inspecção e a manutenção do esquentador a gás ou esquentador eléctrico, caso sejam necessários, devem pedir pessoas qualificadas para realizar a manutenção e escolher fogões que correspondam aos critérios de segurança.

c. Macau irá entrar na época de tufões, os residentes devem preparar antecipadamente para a protecção contra o vento e reservar comida e água suficientes, durante a passagem de tufão e de storm surge, devem prestar estreita atenção às estações de rádio e de televisão, bem como as informações divulgadaspelos respectivos serviços, evitar deslocar-se às zonas baixas e caves, com a finalidade de prevenir riscos.

d. Quando estão a cozinhar, os habitantes devem abordar cuidadosamente os fogos nus e evitar sair, se precisarem de sair ou descansar, devem desligar o fogão.

e. Em caso de incêndio, os cidadãos devem informar-nos o mais rápido possível em condições de segurança através dos números 28572222, 119 ou 120.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar