Left off-canvas

An off-canvas can hold any content you want.

Close this off-canvas by clicking on the backdrop or press the close button in the upper right corner.

 

Some details

  • Width
    240px
  • Height
    100%
  • Body scroll
    disabled
  • Background color
    Default

Gripe activa em Macau – Serviços de Saúde apelam ao reforço da prevenção

Na última semana (19.ª semana), entre os residentes de Macau, foi registado um declínio ligeiro no número de casos com gripe e outros sintomas relacionados com o sistema respiratório, em comparação com a 18.ª semana, mas os números registados ainda se encontram num nível elevado. Perante esta dinâmica os Serviços de Saúde não descartam a hipótese de ocorrer um aumento da situação epidémica nos próximos tempos.

A taxa de ocupação das camas em dois hospitais é semelhante à habitual.

A vigilância de patógenos revelou que há uma actividade forte da gripe B que tem um impacto sobre as crianças, pelo que os Serviços de Saúde apelam aos residentes para que dêem atenção à prevenção.

De acordo com os dados de monitorização hospitalar, em 2019, entre os doentes registados em dois hospitais de Macau, o número de utentes adultos registados com gripe na última semana (6,3%) subiu de forma ligeira quando comparado com a 15.ª semana (6,2%), mas há uma descida em comparação com a 18.ª semana (7,2%). Na última semana (19.ª semana), o número de crianças registadas no Serviço de Pediatria com gripe foi de 20,9%, o que representa um aumento em comparação com o número registado na 15.ª semana (18,0%), mas uma descida quando comparado com a 18.ª semana (22,3%).

Na área da vigilância laboratorial de patógenos, na 19.ª semana de 2019, o Laboratório de Saúde Pública detectou 32,9% de taxa positiva do vírus Influenza entre os pacientes com sintomas semelhantes à gripe, o que representa um aumento em relação à 15.ª semana (23,7%), mas uma descida comparando com a taxa registada na 18.ª semana que foi de 38,2%.

As proporções de vírus Influenza A (H1N1), vírus Influenza A (H3N2), e vírus Influenza B foram de 0,0%, 8,5% e 91,5%, respectivamente. A proporção do vírus Influenza B em todos os vírus influenza está a aumentar de forma constante.

Desde Janeiro de 2019 até à data, em Macau, foram registados 97 casos de gripe conjunta com pneumonia ou outras complicações, destes, sete (7) foram casos críticos de gripe, dois (2) dos quais crianças e cinco (5) adultos, dois (2) casos mortais, ambos do sexo masculino, um com 89 anos e outro com 69 anos de idade. Mais de 80% dos casos acima referidos não tinham administrado a vacina contra a gripe. De Abril até agora, não se registou qualquer caso grave de gripe.

Desde Abril de 2019 até à presente data, foram registados 25 casos de infecção colectiva de gripe, dos quais 16 foram causados pelo vírus influenza B.

Desde o dia 1 de Maio de 2019 até à presente data, foram registados 37 casos de infecção colectiva de gripe, número que representa um aumento significativo em relação aos três casos registados no período homólogo do ano passado. Destes, 11 casos ocorreram em creches e jardins de infância, 17 em escolas primárias, 8 em escolas secundárias e um (1) caso foi diagnosticado num lar para jovens e crianças. Entre os quais, 13 casos foram causados pelo vírus Influenza B, 2 foram causados pelo vírus Influenza A e 4 por outros vírus, tais como metapneumovírus humano, rinovírus e adenovírus, enquanto os restantes 18 casos cujos resultados laboratoriais foram negativos ou ainda estão em análise.

Estes números reflectem que a actividade do vírus inflenza B está activa de modo contínuo e tem um impacto significativo sobre as crianças. Portanto, os Serviços de Saúde estão a monitorar a prevalência de doenças respiratórias em Macau, sensibilizando os residentes para adopção das medidas de prevenção que se seguem poderá diminuir a infecção da gripe e de outras doenças do tracto respiratório superior:

  1. Vacinar-se anualmente contra a gripe sazonal;
  2. Assegurar que todos os membros do agregado familiar têm um sono adequado, uma alimentação equilibrada e uma prática frequente de desporto;
  3. Manter o hábito de uma boa higiene pessoal e lavar frequentemente as mãos;
  4. Cobrir a boca e o nariz quando espirrar ou tossir, bem como manusear cautelosamente as secreções orais e nasais expelidas com um lenço de papel e deitá-lo num caixote de lixo com tampa e depois limpar imediatamente as mãos;
  5. Manter uma boa ventilação de ar e uma boa higiene ambiental;
  6. Evitar o deslocamento a locais lotados;
  7. Usar máscara no caso de ter sintomas de gripe, de necessitar de cuidar de doentes ou de recorrer a um hospital ou clínica;
  8. Em caso de indisposição, recorrer de imediato a um médico e permaneça em casa para descanso.

Para informações detalhadas, os interessados podem consultar o sítio electrónico dos Serviços de Saúde (http://www.ssm.gov.mo/csr/) ou ligar para a linha aberta de informações dos Serviços de Saúde (28 700 800)



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar