Grupo de Trabalho Interdepartamental para a Fiscalização dos Combustíveis recolheu amostras para examinar o volume enchido do gás de petróleo liquefeito

Os trabalhadores estão a recolher amostras dos gases de petróleo liquefeito em botijas para serem examinadas

No intuito de proceder à avaliação sobre o volume enchido do gás de petróleo liquefeito em botija vendido no mercado local, durante o período entre Maio e Junho de 2019, o Grupo de Trabalho Interdepartamental para a Fiscalização dos Combustíveis (adiante designado por Grupo de Trabalho) examinou um total de 100 amostras recolhidas aleatoriamente dos gases de petróleo liquefeito em botijas comercializados por sete operadoras locais (incluindo Mei Fong Gás Companhia, Limitada, Companhia de Produtos Químicos e Petrolíferos Nam Kwong, Limitada, Caltex Oil (Macau), Limitada, Tak Hing Hong Gás (Macau) Limitada, DSG Energia (Macau) Limitada, Companhia de Combustíveis United, Limitada, e Companhia de Petróleo Oriental, Limitada) e o resultado demonstrou que o volume médio de enchimento obtido nas amostras examinadas de cada uma das referidas operadoras está em conformidade com as exigências do plano de teste elaborado.

Este teste foi encarregado a uma instituição de exame localmente reconhecida, a qual elaborou, nos termos dos padrões e medidas de gestão do Interior da China aplicados à medição e fiscalização do gás de petróleo liquefeito e das mercadorias, conjugados com o ambiente real do mercado local, um plano de teste apropriado para medir, fiscalizar e examinar o volume enchido e volume de líquido residual do gás de petróleo liquefeito em botija de Macau (volume de líquido residual refere-se à massa da substância residual na botija, que não pode ser gaseificada e queimada normalmente). Os gases de petróleo liquefeito em botijas examinados dividem-se em três tipos em pesos (12kg, 13kg e 13,5g) e o processo de recolha de amostras foi efectuado com a presença dos membros do Grupo de Trabalho.

Em relação ao volume enchido, o volume médio obtido nas amostras de todas as operadoras sujeitas ao exame está em conformidade com as exigências do plano de teste elaborado. Quanto ao volume de líquido residual, não se verificou nenhuma situação anormal porque o volume residual nas botijas examinadas foi inferior a 0,1kg.

Futuramente, o Grupo de Trabalho vai continuar a prestar atenção ao volume enchido do gás de petróleo liquefeito e realizar o mesmo tipo de acções de teste por amostragem aleatória, com vista à salvaguarda dos direitos e interesses legítimos dos consumidores. Também vai exigir, em tempo oportuno, às operadoras que providenciem medidas de melhoria consoante o resultado de teste e a situação real.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar