Indices de propagação de mosquitos (ovitrap) de Agosto – Serviços de Saúde

Os Serviços de Saúde registaram em Agosto uma média do índice de propagação de mosquitos (ovitrap) de 56,0%, um valor mais baixo do que a média registada nos períodos homólogos anteriores (63.0%).

Os Serviços de Saúde salientam que a actividade do Aedes albopictus ainda está muito activa, e recentemente a epidemia de dengue é muito grave nas áreas vizinhas.

Em 2019, até ao momento, foram registados 18 casos importados de febre de dengue em Macau, representado muito alto do que o registo de todos os anos anteriores, pela qual é feito um forte apelo aos residentes para manterem a higiene ambiental e tomarem medidas anti-mosquitos, do modo de eliminar a proliferação de mosquitos e de larvas e prevenir a proliferação de febre de dengue.

Com o intuito de acompanhar a actividade de proliferação e a distribuição dos mosquitos Aedes Albopictus, os Serviços de Saúde desde 2002 têm instalados 890 mecanismos de vigilância da reprodução de mosquitos (ovitrap) que permitem a recolha mensal de dados para o cálculo da taxa de positividade e os índices.

Os Serviços de Saúde registaram em Agosto uma média do índice de propagação de mosquitos (ovitrap) de 56,0%, um valor baixo à média registada no período homólogo desde o ano de 2002 (63,0%). Na Península de Macau foi registado um valor mais elevado em particular nos bairros sociais de São Lourenço e do Porto Interior, com 63.4% e 59.1%, respectivamente.

Nas Ilhas, o valor mais elevado foi registado em Coloane atingindo os 81.4%. (Tabela I)

Devido às graves epidemias de dengue nas áreas vizinhas e no Sudeste Asiático, bem como a chuva intensa que tem ocorrido em Macau, recentemente, a situação é propicia ao crescimento do Aedes albopictus, razão pela qual os Serviços de Saúde apelam, de um modo geral, a todos os residentes para que dêem a devida atenção à higiene ambiental e também às medidas de prevenção anunciadas, como eliminação de água estagnada no domicílio ou local de trabalho, eliminando a proliferação de mosquitos e de larvas, bem como a instalação de redes mosquiteiras nas janelas ou uso de mosquiteiros e do ar condicionado. Apelam ainda à população que, quando fora de casa ou em viagem a locais com surtos de febre de Dengue, em especial países do Sudeste Asiático, para vestir roupa de mangas compridas de cor clara, para, durante saídas ao ar livre, aplicar repelente anti-mosquitos nas partes expostas do corpo, para evitar picadelas de mosquitos, e em caso de sintomas de febre, erupção cutânea e outros sintomas suspeitos de febre de Dengue, para recorrer atempadamente à assistência médica e informar o médico do historial de viagem.

Os Serviços de Saúde apelam, também, a todos os médicos para estarem atentos a pacientes suspeitos de febre de dengue, bem como procederem à respectiva declaração e teste atempadamente. O Laboratório de Saúde Pública dos Serviços de Saúde proporciona, de forma gratuita, o teste da febre de dengue a todas as instituições médicas. Para mais informações, os cidadãos podem ligar para a linha de doenças transmissíveis dos Serviços de Saúde n.º 28 700 800 ou consultar as informações de doenças transmissíveis no sítio electrónico dos Serviços de Saúdehttp://www.ssm.gov.mo/csr/.

Tabela 1: Índice de propagação de mosquitos (ovitrap) do mês de Agosto m Macau

Agosto

ai Chi Kei

Areia Preta

Porto Interior

São Lourenço

Tap Seac

Taipa

Jardim Oceano

Taipa

Lago

Coloane

Aeroporto

Edifício do posto fronteiriço de Macau da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau

Média

Macau

Taxa

positividade

ovitrap

57.9%

59.0%

59.1%

63.4%

46.3%

57.3%

54.6%

81.4%

36.8%

0

56.0%



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar