6 sociedades concorreram para a “Concepção e construção da 3.ª fase de expansão da Central de Incineração de Resíduos Sólidos de Macau”

A DSPA realizou o acto público de abertura das propostas ao concurso público de “Concepção e construção da 3.ª fase de expansão da Central de Incineração de Resíduos Sólidos de Macau”.

A Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) realizou, no dia 9 deste mês, o acto público de abertura das propostas ao concurso público para a “Concepção e construção da 3.ª fase de expansão da Central de Incineração de Resíduos Sólidos de Macau”, tendo recebido um total de 6 propostas. Hoje (dia 10), após apreciadas e confirmadas pela Comissão do Acto Público, foram admitidas 5 propostas e tendo sido excluída 1 proposta, cujos preços variam entre 1,8 mil milhões de patacas e 3,8 mil milhões de patacas.

O lote desta empreitada situa-se nos terrenos do Pac On, Taipa, localizados na Central de Incineração de Resíduos Sólidos e na Estação de Tratamento de Resíduos Especiais e Perigosos, sendo o prazo máximo de execução de 1.100 dias úteis. A empresa adjudicatária deve realizar a empreitada conforme o planeamento traçado, o que inclui a construção da 3.ª fase da Central de Incineração de Resíduos Sólidos e a instalação de mais 2 incineradores com capacidade de tratamento de 650 toneladas métricas por dia, a construção da nova Estação de Tratamento de Resíduos Especiais e Perigosos, do Novo Edifício Administrativa e da Nova Subestação.

Ver galeria

Anexos



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar