O Fundo das Indústrias Culturais realizou um Espectáculo da Exposição dos Frutos das Indústrias Culturais que apresenta as realizações das indústrias culturais e criativas locais

Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Dr. Alexis Tam

O “Espectáculo da Exposição dos Frutos das Indústrias Culturais”, organizado pelo Fundo das Indústrias Culturais (FIC) e realizado pelo sector, foi realizado no Centro de Convenções e Entretenimento da Torre de Macau às 19h do dia 24 de Outubro. Através dos espectáculos, apresentou os resultados de desenvolvimento das empresas financiadas pelo Fundo das Indústrias Culturais desde a criação do mesmo, o que permitirá um melhor conhecimento por parte do público do desenvolvimento das indústrias culturais em Macau.

O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, DR. Alexis Tam, afirmou que o Governo da RAEM promove as indústrias culturais e criativas de Macau, com a cooperação entre o Governo, indústrias, universidades e instituições de investigação científica, enqunto vários serviços governamentais de diferentes funções produzem um efeito sinérgico. Através da orientação de devida inclinação em políticas para o desenvolvimento de talentos criativos e cultivação de um ambiente cultural e criativo, o Governo apoia o desenvolvimento do sector. Através do FIC, o Governo apoia as empresas na realização de projectos culturais de forma independente ou conjunta e incentiva as empresas a expandir mercados ao exterior. Até agora, algumas empresas já construíram marcas culturais de Macau no exterior. Com o Programa Específico de Apoio Financeiro, o Governo também financia e orienta as empresas a introduzir os produtos culturais e criativos nos bairros comunitários. Aproveitando a oportunidade da designação de Macau como cidade membro da Rede das Cidades Criativas da UNESCO, são desenvolvidos vários projectos culturais e criativos e serviços de experiência com o tema do turismo cultural.

DR. Alexis Tam disse que, em conformidade com o plano de desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e a criação de uma “base de intercâmbio e cooperação que, tendo a cultura chinesa como a predominante, promove a coexistência de diversas culturas”, em resposta à tendência de desenvolvimento do sector, o Governo da RAEM apoiará ainda mais as empresas e projectos com potencial de desenvolvimento, fortalecerá a base das indústrias culturais e criativas em Macau, promoverá a construção das marcas e apoiará as empresas culturais de Macau no aproveitar das políticas nacionais e das oportunidades de desenvolvimento da “Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau” e “Faixa e Rota”.

Mais de 20 empresas culturais e criativas e mais de 40 pessoas apresentaram no Espectáculo, com cinco actuações designdos como “Momento, Fotografia”, “Néon, Música”, “Luz Eléctrica, Ilusão”, “Bairros, Teatro” e “Luz e Sombra, Infinidade”. Através dos vários elementos da dança, produtos de design, produtos culturais e criativos de desporto motorizado, música, moda, cinema, influenciadores de Internet, magia, teatro, criatividade cultural nos bairros comunitários, animação etc., as empresas culturais e criativas apresentaram actuações artísticas e de entretenimento integrando diferentes tipos de produtos culturais e criativos.

Com o evento, o FIC espera apresentar ao público a estratégia do Governo da RAEM em apoiair o desenvolvimento das indústrias culturais, a situação actual das empresas culturais e criativas locais, e os produtos culturais e criativos de Macau. O evento contou com um total de cerca de 300 participantes, incluindo o Sub-Director doDepartamento de Publicidade e Cultura do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Liu Wei, o Vice-Chefe da Divisão de Cultura e Desporto, Xin Jianbo, a Deputada da Assembleia Legislativa, Lam Iok Fong, membros do Conselho de Curadores e do Conselho Fiscal do Fundo das Indústrias Culturais, especialistas da Comissão de Avaliação de Projectos, membros do Conselho para as Indústrias Culturais e do Conselho Consultivo de Cultura, como também representantes das empresas financiadas pelo Fundo das Indústrias Culturais.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar