Chefe do Executivo apela numa carta aberta à união de toda a sociedade na prevenção e combate da epidemia

Carta Aberta do Chefe do Executivo, Ho Iat Seng

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, emitiu, hoje (5 de Fevereiro), uma carta aberta para agradecer a toda a população pela compreensão e apoio dado às tarefas do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, no âmbito da prevenção e combate à epidemia causada pelo novo tipo de coronavírus, na qual expressa também particular agradecimento aos profissionais de saúde e aos agentes da linha da frente das Forças e Serviços de Segurança pela sua dedicação no cumprimento dos deveres e pelo altruísmo demonstrado, prometendo-lhes acesso prioritário a equipamentos de protecção completos e em número suficiente.

Ho Iat Seng indicou ainda que os trabalhos de prevenção e combate à epidemia em Macau entram agora numa fase mais dura e difícil, exortando, por isso, todos os funcionários públicos, incluindo os profissionais de saúde das instituições médicas públicas e privadas e os agentes da linha da frente das Forças e Serviços de Segurança, a continuarem empenhados na luta contra a epidemia, em conjunto com todos os sectores da sociedade.

Segue em baixo o texto integral da Carta Aberta:

Carta Aberta

Macau foi recentemente atacada pela pneumonia viral causada pelo novo tipo de coronavírus, o que deixa a saúde da população e a ordem e segurança públicas a braços com ameaças extremamente graves. Em resposta à epidemia, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) desenvolveu uma série de trabalhos e tomou variadíssimas medidas com o objectivo de salvaguardar a saúde e segurança públicas, bem como a estabilidade social. Assim, venho por este meio manifestar, em nome do Governo da RAEM, os meus sinceros agradecimentos a toda a população pela compreensão e apoio às tarefas do governo de prevenção e combate a esta epidemia. Também quero expressar particular agradecimento aos funcionários públicos pelo trabalho árduo que têm desenvolvido neste período, nomeadamente aos profissionais de saúde e aos agentes da linha da frente das Forças e Serviços de Segurança pela dedicação no cumprimento dos seus deveres e altruísmo demonstrado em prol dobem-estar da população e da estabilidade social.

O Governo da RAEM entende que os profissionais de saúde das instituições médicas públicas e privadas, tal como os agentes da linha da frente das Forças e Serviços de Segurança estão, há já algum tempo, na vanguarda dos trabalhos de prevenção e combate à epidemia, ficando à sua responsabilidade um leque alargado de trabalhos difíceis, tais como de quarentena, transporte, tratamento médico, salvamento, enfermagem, investigação das movimentações dos pacientes confirmados e localização das pessoas com contactos próximos, controlo da migração e manutenção da ordem pública. O cumprimento destas tarefas coloca-os diariamente em contacto próximo com pacientes infectados, casos suspeitos ou potenciais casos e, por isso, enfrentam enormes riscos e pressão constantes. O governo promete, por isso, envidar todos os esforços para priorizar os profissionais de saúde das instituições médicas públicas e privadas e o pessoal da linha da frente na execução da lei em termos de garantia de equipamentos de protecção completos e em número suficiente para que possam desenvolver adequadamente os trabalhos de prevenção e combate a esta doença infecciosa e executarem a lei.

Os trabalhos de prevenção e combate à epidemia em Macau entram agora numa fase ainda mais dura e difícil. Espero sinceramente que todos os funcionários públicos, incluindo os profissionais de saúde das instituições médicas públicas e privadas e os agentes da linha da frente das Forças e Serviços de Segurança, continuem a esforçar-se, em conjunto com todos os sectores da sociedade, na luta contra a epidemia, protegendo com todas as suas forças a vida e a saúde da população de Macau, ao mesmo tempo que garantem a segurança e a ordem na cidade, para que o funcionamento da sociedade e a vida quotidiana da população regressem à normalidade com a maior brevidade possível.

Chefe do Executivo

Ho Iat Seng

5 de Fevereiro de 2020

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar