Serviços de Saúde: Diagnosticado caso de Legionella

Os Serviços de Saúde foram notificados, segunda-feira, 10 de Fevereiro, da detecção de um caso da infecção por Legionella (também conhecida como Doença dos Legionários) pelo Hospital Kiang Wu.

A infecção por Legionella foi diagnosticada num homem de 85 anos de idade, residente de Macau, aposentado, com historial de doenças crónicas e que está a tomar medicação. No dia 7 de Fevereiro, manifestou sintomas como perda de apetite, dispneia e melena, tendo recorrido a um centro de saúde para tratamento. No dia 7 de Fevereiro, depois de ter consultado o Serviço de Urgência do Hospital Kiang Wu foi submetido a internamento hospitalar para tratamento aprofundado.

A amostra de urina do paciente realizada a 7 de Fevereiro revelou anticorpos positivos de legionella pneumophila e a radiografia toráxica revelou pneumonia nos pulmões, tendo sido diagnosticada Legionella. O mesmo foi internado na unidade de cuidados intensivos por pneumonia nos pulmões e choque séptico, sendo o seu estado clínico considerado crítico.

Durante o período de incubação, o paciente não viajou. Os familiares e colegas não apresentaram sintomas semelhantes. Este é o segundo caso de legionella em Macau de 2020.

A doença dos legionários é uma infecção provocada pela legionella, sendo que a sua designação teve origem na ocorrência de um grande surto desta doença em 1976 numa reunião de legionários aposentados nos Estados Unidos da América. A legionella é uma bactéria que vive em ambientes aquáticos naturais, como a superfície de lagos, rios, águas termais e pode proliferar rapidamente na água morna e em lugares mais húmidos e com temperatura mais elevada, especialmente, quando a temperatura varia entre 25 a 40 graus Celsius. A legionella pode ser também encontrada em sistemas aquáticos artificiais, como piscinas, sistemas de refrigeração, jacuzzis, fontes e aparelhos médicos de uso domiciliário. Um doente pode ser infectado pela inalação de gotas de água ou através de nebulizações contaminadas, sendo o período de incubação em geral 2 a 10 dias.

Esta doença não se propaga através de contacto entre humanos ou pelo consumo de alimentos. De um modo geral a ingestão de água contaminada com o vírus não infecta as pessoas. Homens, idosos, fumadores, indivíduos alcoólicos, pessoas com fraca imunidade, em especial doentes crónicos (doenças do foro oncológico, diabetes mellitus, doenças pulmonares ou nefropatia), bem como doentes sujeitos a tratamento com esteróides e inibidores de imunidade têm maior probabilidade de contraírem esta doença. Os sintomas de legionella incluem febre, tosse seca, dificuldades respiratórias, fadiga, dores de cabeça, dores musculares, dores abdominais e diarreia. A doença pode ser tratada com antibióticos.

Os Serviços de Saúde recomendam a aplicação das seguintes medidas de prevenção, a fim de minimizar a hipótese da infecção por esta bactéria:

  1. Os sistemas de abastecimento de água devem ser correctamente concebidos e operados e devem ser alvo de manutenção periódica;
  2. As pessoas devem cessar o consumo de tabaco e de bebidas alcoólicas para a manter um estilo de vida saudável;
  3. Em casa os aparelhos de filtragem de água devem ser periodicamente inspeccionados e o filtro deve ser substituído;
  4. Os humidificadores ou outros equipamentos destinados à produção de aerossol, devem ser limpos e reparados conforme instruções do fabricante, incluindo o vazamento diário da água dentro do recipiente, no mínimo, uma vez por dia, secar o recipiente por todo, e colocar água limpa antes de uso, ou seja, água arrefecida após fervida ou água estéril;
  5. O uso de equipamento médico respiratório no domicílio deve ser efectuado conforme indicações do profissional de saúde e a água usada deve ser água estéril ou água arrefecida depois de fervura, não devendo ser usada água directa da torneira.


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar