DSEJ colabora com as diversas partes interessadas para realizar um trabalho eficaz de combate à epidemia

Com o intuito de responder à contínua propagação, em Macau, da nova epidemia de coronavírus, proteger a saúde de alunos, docentes e funcionários, cooperar com os trabalhos de prevenção da epidemia, desenvolvidos pelo Governo da RAEM, e evitar a grande aglomeração de pessoas, a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude anunciou o adiamento do reinício das actividades lectivas, nas escolas secundárias e primárias, nos jardins de infância e nas escolas do ensino especial, bem como a data da reabertura dos centros de explicações particulares e das instituições de educação contínua. A data da reabertura e do reinício das actividades lectivas será anunciada uma semana antes da sua efectivação.

Comunicar activamente com o sector educativo para facilitar as aprendizagens dos alunos em casa

Para responder às necessidades de aprendizagem dos alunos, durante o período de suspensão de aulas, e permitir que estes continuem a ter bons hábitos de estudo, em casa, a DSEJ tem mantido uma comunicação estreita com as escolas, trabalhando em parceria com elas na concretização da medida de estudo em casa, destinada aos alunos. Durante a implementação da medida, a DSEJ realizou reuniões de trabalho com as instituições, contactou, por telefone e correio electrónico, os vários actores educativos, tais como representantes e directores escolares, docentes, associações de pais e encarregados de educação, entre outras partes interessadas, e estabeleceu um mecanismo de comunicação bidireccional, para manter um diálogo permanente e directo com os responsáveis das escolas, de forma a prestar grande atenção e a certificar-se da efectiva implementação da medida. A DSEJ também enviou directrizes, às escolas, no sentido de clarificar a natureza dos conteúdos a enviar, pelas mesmas, aos alunos, para desenvolvimento dos seus estudos em casa, apontando para que factores como capacidade de aprendizagem dos alunos, condições e equipamentos de apoio em casa deveriam ser tidos em consideração. Além disso, a DSEJ enfatizou que o acompanhamento do programa das disciplinas ou a sua reorganização eram desnecessários; o objectivo não é aumentar a pressão sobre docentes, alunos e pais, devendo o estudo concentrar-se na revisão de conteúdos já leccionados.

Recolher exaustivamente as opiniões das partes interessadas, optimizar e melhorar continuamente a medida

A suspensão das aulas, originada pelo surto da epidemia, coincidiu com as férias de Ano Novo Lunar, para escolas e docentes; a organização do estudo dos alunos, em casa, durante esta suspensão, é uma experiência nova para escolas e docentes, sendo necessário que a mesma sofra vários ajustes. Com base nas opiniões, recentemente recolhidas, junto das partes interessadas, a DSEJ comunicou e trocou, individualmente, ideias com os responsáveis das escolas, procedendo ao acompanhamento imediato de cada caso, a fim de aliviar as preocupações de alunos, pais e docentes. Até ao momento, a medida tem vindo a ser continuamente optimizada e aprimorada, oferecendo uma maior flexibilidade no prazo e na forma de envio das tarefas, fornecendo conteúdos de aprendizagem simples e lúdicos, além de focalizados na revisão dos conhecimentos já adquiridos. A DSEJ continuará atenta à implementação da medida e continuará a optimizar os vários trabalhos de apoio com ela relacionados.

Responder às necessidades de docentes e alunos, prestando apoio atempado

Para ajudar docentes e alunos a acederem, de maneira mais conveniente, a recursos de ensino e aprendizagem online, e permitir que os alunos estudem mais facilmente em casa, a DSEJ criou a página temática “Juntando as mãos para lutar contra a epidemia, aprendendo facilmente em casa”, para disponibilizar vários tipos de vídeos educativos, plataformas e ferramentas de aprendizagem de diferentes regiões, nomeadamente, vídeos de ensino, documentários, artigos literários, entre outros recursos, para que os alunos possam estudar e cultivar os seus interesse, durante a sua permanência em casa; os docentes podem, também, escolher conteúdos diversificados, lúdicos e interessantes, de forma a que os alunos aprendam convenientemente.

Prestar muita atenção às necessidades dos centros de explicações e das instituições de educação contínua

Devido à epidemia, muitas indústrias, incluindo centros de explicações particulares e instituições de educação contínua, apresentam dificuldades no seu funcionamento. Em resposta a isso, o “Plano de Apoio a Pequenas e Médias Empresas”, do Governo da RAEM, pode, em certa medida, ajudar as empresas a superarem essas dificuldades; se as instituições relacionadas precisarem de se candidatar, a DSEJ prestará um auxílio activo. Em relação aos serviços de explicações, o sector colabora, de forma estreita, com a política geral de prevenção da epidemia, implementada pelo Governo da RAEM, tendo suspendido o respectivo funcionamento. Entretanto, a DSEJ comprometeu-se, com os pais e a referida indústria, em coordenar o funcionamento dos centros de explicações, no sentido de encontrar uma solução aceitável por ambas as partes. De um modo geral, os centros de explicações e os pais demonstraram um forte espírito de solidariedade e negociaram, tentando chegar a um entendimento, para enfrentarem, juntos, as dificuldades.

Anunciar atempadamente a organização das competições e actividades interescolares, em conformidade com a situação epidémica

Devido à epidemia, as quase 1.400 competições e actividades interescolares, a realizar no ano lectivo de 2019/2020, poderão ser adiadas ou canceladas. A DSEJ compreende que os alunos já treinam há muito tempo e que esperam mostrar as suas habilidades, por isso, contactou com escolas, docentes e organizadores, tendo decidido anunciar o acordo para adiamento ou cancelamento das competições e actividades, em tempo hábil, dependendo do desenvolvimento da epidemia e após considerar a situação real e condições objectivas como data de reinício das aulas, hora e local de realização, recursos humanos necessários, entre outras.

Espera-se que escolas, docentes, alunos e pais continuem a cooperar com as medidas de prevenção da epidemia, implementadas pelo Governo da RAEM, e com o período de quarentena individual, mantendo-se em casa (devendo sair, apenas, quando isso for realmente necessário) e evitando reunir-se com outras pessoas, para permitir que a epidemia seja erradicada e que docentes e alunos possam retornar à vida escolar normal, o mais depressa possível.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar