Instituto Cultural e Fundo das Indústrias Culturais apoiam o desenvolvimento das indústria culturais e criativas por várias medidas

Instituto Cultural e Fundo das Indústrias Culturais apoiam o desenvolvimento das indústria culturais e criativas por várias medidas

Devido ao impacto da Pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, todos os sectores de Macau estão a enfrentar as dificuldades e desafios. O Instituto Cultural (IC) e o Fundo das Indústrias Culturais (FIC) têm acompanhado de perto a situação actual das indústrias culturais e criativas locais e ajudam as indústrias em vários aspectos e perspectivas para se superar as dificuldades, lançando várias medidas e planos de apoio.

Durante o período da epidemia, o IC e o FIC têm acompanhado a situação das indústrias e mantido estreitamente a comunicação com as mesmas. O FIC adoptou uma medida de adiamento do pagamento de empréstimos por um ano para 75 projectos de empresas culturais e criativas financiadas, que envolvem o reembolso de empréstimos de 36 milhões patacas; as empresas financiadas podem negociar a prolongação adequada do período de reembolso para reduzir o valor do pagamento para cada parcela e prolongar também o período de execução dos seus projectos e o período de apresentação dos relatórios relecionados; as empresas podem ainda solicitar a atribuição antecipada do próximo subsídio ou alternar o uso do financeiro, como usar o financeiro que é originalmente para uso promocional em despesas regulares, especialmente em pagamento da renda ou os salários dos trabalhadores.

Considerando o impacto da epidemia, o IC prolonga o período de conclusão dos planos para os beneficiários de “Série de Programas de Subsídios para as Indústrias Culturais e Criativas de Macau”, incluindo o período de execução dos Programas de Subsídios à produção cinematográfica de longas metragens, álbuns de canções originais e amostras de design de moda. A fim de implementar a medida “Trabalho Sim, Caridade Não” do Governo da RAEM, o IC irá criar activamente as condições de trabalho favoráveis para os profissionais das artes locais, planeando lançar, no primeiro semestre deste ano, um convite aberto à apresentação de propostas para o “Ensino Online do Artesanato Criativo”, recolhendo as propostas de ensino de artesanato criativo dos proficionais das artes e carregando-as em vídeo nas plataformas onlines relevantes, a fim de promover as marcas de artesanato de Macau e as obras criativas. Além disso, o IC planeia lançar um plano de estudos online na área cultural e criativa, permitindo que as indústrias aprimorem os seus conhecimentos em profissões culturais e criativas durante o período da epidemia; continuar a lançar as actividades para cultivar os talentos culturais e criativos, apoiar o desenvolvimento das indústrias culturais e fornecer as plataformas para as indústrias mostrarem os seus trabalhos. Os detalhes dos planos serão anunciados em tempo oportuno. No sentido de contribuir para a recuperação social e económica, o IC oferece três meses de isenção de renda aos operadores dos imóveis sob a sua alçada.

O FIC está a preparar o lançamento dos vários programas especiais de subsídio, a fim de ajudar as empresas a explorar novos mercados após a epidemia, incluindo turismo cultural, criatividade comunitária e promoção de apresentação culturais na área da baia e nos mercados externos. Os detalhes dos planos serão anunciados em tempo oportuno. Ao mesmo tempo, o FIC tem acompanhado o desenvolvimento da situação epidémica no exterior, a fim de ajudar as empresas a reiniciar oportunamente os seus projectos de cooperação que foram suspensos devido à epidemia.

O IC e o FIC irão colaborar com os trabalhadores culturais e artísticos na luta contra a epidemia. No futuro, continuarão a oferecer aos residentes actividades culturais e criativas de diferentes formas, trabalhando em conjunto para a recuperação social.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar