Homem detido por vender cartão de consumo

Homem detido por vender cartão de consumo

No dia 6 do corrente mês de Maio, a PJ recebeu uma denúncia apresentada por um cidadão, indicando que alguém estava a vender cartão de consumo numa rede social havendo, por isso, suspeita de burla ao erário público através de cartão de consumo. A PJ iniciou a investigação e conseguiu identificar um suspeito, de apelido Lou o qual foi interceptado ontem, ao meio dia, na zona da Avenida de Almeida Ribeiro. Dado que foi impedido de vender o cartão de consumo este homem não conseguiu, até ao momento, obter lucro com o mesmo.

O homem envolvido, de apelido Lou, de 36anos de idade, é residente de Macau e está desempregado. Depois de ter sido levado para a investigação na PJ, confessou que precisava urgentemente de dinheiro e, por isso, estava a tentar vender o cartão de consumo com desconto de 50% ($ 1,500 patacas). Por outro lado, o pessoal representante da Direcção dos Serviços de Economia dirigiu-se à PJ para colaborar na investigação e solicitou que se apurasse a responsabilidade criminal deste homem, o qual foi posteriormente presente ao Ministério Público acusado de burla.

A PJ apela à população para o cumprimento das respectivas regras de utilização. Se qualquer pessoa for acusada de vender ou trocar o subsídio de consumo em dinheiro, o respectivo subsídio de consumo terminará automaticamente, e a mesma pessoa terá de restituir as verbas de subsídio ilegalmente utilizadas, podendo ainda incorrer em responsabilidade criminal que ao caso couber.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar