Índice de preços da habitação referente ao período de Janeiro a Março de 2020


Entre Janeiro e Março de 2020 o índice global de preços da habitação foi de 264,1, tendo decrescido 0,2%, em comparação com o período transacto (Dezembro de 2019 a Fevereiro de 2020). Refira-se que o índice de preços de habitações da Península de Macau (265,7) e o índice da Taipa e Coloane (257,6) caíram 0,2% e 0,4%, respectivamente, informam os Serviços de Estatística e Censos.

O índice de preços de habitações construídas (284,1) subiu 0,3%, em relação ao período anterior, destacando-se que o índice da Taipa e Coloane (308,9) aumentou 1,4% e o índice da Península de Macau (278,1) foi semelhante ao do período precedente. Em termos do ano de construção, o índice de preços de habitações construídas pertencentes ao escalão dos 6 aos 10 anos de construção e o índice do escalão inferior ou igual a 5 anos de construção baixaram 0,9% e 0,3%, respectivamente, todavia, o índice do escalão superior a 20 anos de construção cresceu 0,6%. O índice de preços de habitações em construção (280,8) desceu 1,6%, face ao período transacto.

O índice de preços de habitações do escalão igual ou superior a 100 metros quadrados de área útil e o índice do escalão inferior a 50 metros quadrados ascenderam 3,9% e 0,7%, respectivamente, em relação ao período anterior, contudo, o índice do escalão dos 75 aos 99,9 metros quadrados desceu 2,6%. Analisando por altura dos edifícios, o índice de preços de habitações dos edifícios do escalão inferior ou igual a 7 pisos e o índice dos edifícios com mais de 7 pisos aumentaram 0,9% e 0,2%, respectivamente, face ao período transacto.

Analisando por trimestre, no primeiro trimestre de 2020 o índice global de preços da habitação diminuiu 1,3%, face ao registado no quarto trimestre de 2019. Os índices de preços de habitações construídas e de habitações em construção caíram 0,9% e 1,0%, respectivamente, em termos trimestrais. O índice de preços de habitações construídas na Península de Macau caiu 1,3%, em termos trimestrais. Refira-se que os índices de preços de habitações construídas nas freguesias de São Lourenço e de São Lázaro diminuíram 5,3% e 1,8%, respectivamente, porém, na freguesia da Sé o índice aumentou 1,3%.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar