Reunião da Estrutura de Protecção Civil de 2020

“Reunião da estrutura de protecção civil 2020” realizada no Serviço de Migração em Pac On

O Comandante de Acção Conjunta e Comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários, Leong Man Cheong, presidiu, na manhã do dia 15 de Maio, a “Reunião da Estrutura de Protecção Civil de 2020”. A reunião teve lugar no Edifício do Serviço de Migração de Pac On e contou com a presença de representantes das 30 entidades públicas e privadas que compõem a estrutura de protecção civil.

No uso da palavra, o Comandante-geral Leong referiu que em 2017, após a passagem do tufão “Hato”, sob a liderança do Chefe do Executivo e a orientação da Comissão Nacional para a Redução de Desastres, os membros da estrutura de protecção civil deram início a uma série de trabalhos para aperfeiçoar a prevenção de desastres e a gestão de emergência, destacando a elaboração do “Plano de evacuação das zonas baixas em situações de storm surge durante a passagem de tufão”, a criação dos centros de abrigo e locais de permanência de emergência, a aquisição de equipamentos de socorro e remoção de obstáculos, o estabelecimento do mecanismo de cooperação com as associações, entre outros, os quais surtiram efeitos satisfatórios aquando do combate ao tufão “Mangkhut” em 2018.

Dado à imprevisibilidade das calamidades naturais, nomeadamente do tempo de ocorrência, da intensidade e do trajecto, torna-se necessário aos membros da estrutura de protecção civil aperfeiçoar constantemente as medidas de prevenção. Em 2019 foram desenvolvidos os seguintes trabalhos de optimização: 1) alargamento da cobertura do sistema de alerta sonoro nos pontos altos e nas zonas baixas, 2) estabelecimento do mecanismo de suspensão de serviço dos “autocarros dourados” durante o tufão, 3) aumento de centros de abrigo e estabelecimento do mecanismo de abertura dos centros a dois níveis, 4) criação com a TDM do mecanismo de difusão de sinal de alerta de evacuação sob ‘storm surge’ nos pontos altos durante a passagem de tufão. Além disso, 5) foi aperfeiçoada a Plataforma de comando para resposta de emergências que foi usada pela primeira vez aquando da passagem da tempestade tropical “Wipha” no ano passado, designadamente a função de conferência, permitindo a partilha e troca de informações entre os serviços.

Citando a previsão da Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, Leong Man Cheong indicou que este ano Macau vai ser afectado por quatro a seis tempestades tropicais, havendo a possibilidade de serem tufões severos ou superior. Apesar da situação epidémica, os trabalhos de protecção civil não devem parar. Após uma ponderação integrada sobre a evolução da situação epidémica, o funcionamento da sociedade e as necessidades reais, procura-se realizar o exercício de tufão “Peixe de Cristal 2020” no 2º trimestre do ano corrente.

Durante a reunião, os representantes da Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, do Instituto de Acção Social, do Instituto para os Assuntos Municipais, do Corpo de Bombeiros e do Gabinete de Gestão de Crises do Turismo fizeram apresentações sobre tempestades tropicais, instalações dos centros de abrigo e recursos materiais, bem como os trabalhos de prevenção de desastres e a conta oficial de informações de protecção civil no Wechat. Os membros da estrutura apresentaram opiniões e sugestões sobre o exercício. Ao mesmo tempo, foi realizada uma exposição dos equipamentos da protecção civil, tendo sido exibidos vários equipamentos utilizados nas operações de protecção civil.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar