A DSAT critica duramente os actos de violência ocorridos num autocarro


Às 20h de 3 de Junho (quarta-feira) na paragem da Avenida do Almirante Lacerda um motorista foi atacado por um passageiro do sexo masculino no interior de um autocarro pelo que a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) vem criticar duramente os referidos actos de violência e informar que vai prestar a melhor colaboração na investigação policial.

Os passageiros não podem, em qualquer situação, impedir o exercício da condução pelos motoristas dos autocarros, sob pena de comprometer a segurança dos passageiros. A DSAT já instruiu a operadora de autocarros no sentido de que deve averiguar das responsabilidades legais do passageiro em causa e salienta que os motoristas de autocarros assumem, no exercício da condução, a responsabilidade de garantir a segurança da vida dos passageiros, devendo ser respeitados durante a prestação dos serviços, principalmente no concernente à salvaguarda da sua segurança pessoal.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar