Mais de 30 hotéis foram galardoados no “Prémio Hotel Verde Macau 2019”

Os hotéis adoptam tecnologia ambiental avançada para elevar o seu desempenho ambiental.

Com o objectivo de encorajar o sector hoteleiro a implementar com dinamismo a gestão ambiental e em reconhecimento do seu contributo para a protecção ambiental, a Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) começou a organizar o “Prémio Hotel Verde Macau” desde 2007, sendo este ano a 13.ª edição. Nesta edição foram galardoados um total de 31 hotéis, o que ultrapassou o recorde. Todos os hotéis galardoados fizeram melhorias significativas nas vertentes de redução e reciclagem de resíduos, gestão de resíduos alimentares, conservação energética e redução de emissões. Alguns hotéis adoptam, ainda, tecnologia ambiental avançada no sentido de melhorar constantemente o seu desempenho ecológico.

No âmbito do “Prémio Hotel Verde Macau 2019”, foi atribuído o prémio de ouro a 8 hotéis, mais 5 em comparação com a edição anterior; 11 hotéis ganharam o prémio de prata, 6 hotéis o prémio de bronze e 2 o prémio de excelência, tendo também 4 hotéis económicos sido galardoados (vide o anexo sobre a lista dos premiados). Por enquanto, o número acumulado de hotéis vencedores já atingiu 56 (o prémio tem a validade de 3 anos), representando metade da totalidade dos hotéis de Macau.

Nos últimos anos, o sector hoteleiro tem adoptado uma tecnológica ambiental avançada, incluindo a instalação de equipamento de engarrafamento de águas potáveis, painéis solares, entre outros equipamentos ecológicos, de modo a elevar o desempenho ambiental. Com o intuito de minimizar a produção de resíduos descartáveis de plástico, uma parte dos hotéis deixou de facultar água engarrafada em garrafas de plástico nos quartos de hóspedes, instalando nas áreas públicas dispensadores de água de garrafão. O sector hoteleiro tem vindo a concretizar, de forma activa, a gestão de resíduos alimentares e até 2019 em quase 75% dos 56 hotéis galardoados já foi efectuada a recolha de resíduos alimentares, mais de 18% em comparação com 2018, sendo a quantidade total de recolha de resíduos alimentares acumulada cerca de 6.500 toneladas métricas. Aliás mais de 50% dos hotéis vencedores instalaram as suas próprias máquinas de tratamento de resíduos alimentares. Todos os hotéis premiados já efectuaram acções relativas à reciclagem de resíduos recuperáveis, as quais incluem papéis usados, garrafas de plástico, latas de alumínio e pilhas e baterias usadas, entre outros, sendo a quantidade total de recolha acumulada de cerca de 8.300 toneladas métricas em 2019, mais 26% em comparação com o ano de 2018. Quanto à utilização de veículos eléctricos mais de 26% dos hotéis vencedores já utilizam veículos eléctricos – como autocarros de ligação – em vez dos veículos movidos a combustível. Ademais, comparando o desempenho ambiental em 2012 e 2019, a quantidade média de electricidade consumida por cada quarto de todos os hotéis galardoados foi reduzida em mais de 28.000 kwh, representando uma redução de 37%; a quantidade média de água consumida, em relação a cada quarto de hotel, diminuiu em cerca de 230 m3, representando uma redução de 30%, o que reflecte que o sector hoteleiro se empenha no desenvolvimento amigo do ambiente e sustentável.

Aliás, perante o desenvolvimento da epidemia do novo tipo de coronavírus, após a avaliação e ponderação sensata, foi decidido o cancelamento da cerimónia de atribuição do “Prémio Hotel Verde Macau 2019”. O período de candidatura para a nova edição do “Prémio Hotel Verde Macau” tem lugar entre 15 de Julho e 31 de Agosto do corrente ano, o sector hoteleiro é bem-vindo a participar. Para mais informações navegue por favor a página electrónica temática (www.dspa.gov.mo/greenhotel) ou ligue para a linha telefónica destinada aos assuntos ambientais (2876 2626).

Ver galeria

Anexos



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar