Dia Internacional Contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas – Toda a população unida para prevenir e tratar dos males das drogas


A Organização das Nações Unidas (ONU) definiu o dia 26 de Junho como Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas, de modo a alertar para os problemas causados a nível global e incentivar o combate, em conjunto, contra os consequentes danos. Para assinalar este Dia, e em articulação com o trabalho de combate à epidemia lançado pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), o Instituto de Acção Social (IAS), em colaboração com as instituições particulares, vai realizar, entre os meses de Junho e Setembro do corrente ano, várias actividades online de luta contra a droga, a fim de divulgar junto da população a mensagem de combate às drogas e do estilo de vida saudável, a par de apelar a toda população para incidir a sua atenção sobre o problema das drogas, bem ainda incentivá-la a participar activamente nas actividades de luta contra a droga.

De acordo com o “Relatório Mundial sobre Drogas 2019” da ONU, cerca de 271 milhões de pessoas a nível mundial usaram, pelo menos uma vez, a droga, das quais cerca de 35 milhões de pessoas toxicodependentes sofrem de doenças pelo respectivo consumo e cerca de 585 mil pessoas morreram por causa das mesmas. De entre as drogas consumidas, a canábis continua a ser a droga mais usada a nível mundial. Assim, em 2017, cerca de 188 milhões de pessoas usaram a canábis, a qual é também a droga mais vulgar usada como iniciação por pessoas na fase da sua juventude.

Relativamente à situação de consumo de drogas em Macau, refere-se que, de acordo com as informações do “Sistema do Registo Central dos Toxicodependentes de Macau”, em 2019 registaram-se um total de 346 pessoas toxicodependentes, das quais 31 são jovens com menos de 21 anos, portanto uma subida ligeiramente superior ao ano de 2018. Feito um balanço da situação referente aos dados participados nos últimos cinco anos, verificou-se, no número total de toxicodependentes participados, uma tendência para a diminuição e a percentagem de consumo de drogas por parte dos jovens é relativamente baixa. Os tipos de drogas consumidas são predominantemente o Ice e a cocaína, sendo a percentagem, de acordo com o número de pessoas/vezes, de 36,7% e 23,2%, respectivamente. O local de consumo continua a ser oculto, o que é reflectido numa percentagem superior a 75% de consumo ocorrido em casa, na casa dos amigos e nos hotéis. De entre os casos participados relativos aos jovens, verificou-se uma notável subida na percentagem de pessoas/vezes que consomem a cocaína e canábis, sendo de 43,8% e 31,3%, respectivamente. Portanto, o problema de clandestinidade do consumo de drogas é uma chamada de atenção para a população.

Para implementar, de uma forma geral, o trabalho relativo à educação preventiva na área de combate às drogas junto da população geral, o IAS, atendendo aos diferentes destinatários e à tendência das drogas, tem vindo a promover contínuamente educação preventiva de várias vertentes e actividades culturais, desportivas e artísticas, das quais se destacam a “Educação de vida sadia” e “Estratégias Sensatas de Combate a Drogas” que, por sua vez, organizam todos os anos, cursos sistematizados sobre os medicamentos, para mais de 23 mil alunos do 3.º ano de jardim de infância até ao 9.º ano do curso secundário. Ademais, em cooperação com as instituições particulares, são organizadas visitas à Casa de Educação de Vida Sadia e realizadas acções de formação, etc, sendo, por ano, de 6000 o número de pessoas a quem são prestados os serviços. Para além disso, o IAS estendeu a rede de prevenção dos profissionais, organizando continuamente palestras temáticas que se destinam ao pessoal de aconselhamento aos alunos e aos professores, bem como produziu utensílios do jogo de tabuleiro que favorecem o pessoal de aconselhamento no desenvolvimento das suas acções preventivas da área de combate às drogas. Desde a implementação, em 2014, da actividade “Promessa de Combate a Droga, a realizar a partir de casa”, os encarregados de educação foram continuamente encorajados para assistirem as aulas do curso de vida sadia. Em 2016, o IAS, em colaboração com as instituições particulares, lançou o “Livro de pinturas Harold” e o número acumulado de encarregados de educação que foram contactados atingiu mais de 25 mil pessoas/vezes. Ademais, o IAS juntamente com as instituições particulares realizam programas específicos que, por sua vez, desenvolvem regularmente actividades de prevenção do abuso de drogas nos estabelecimentos de ensino superior e, em 2019, foram realizadas um total de 94 actividades, nas quais participaram mais de 2500 alunos/vezes.

A fim de promover os recursos da comunidade para a criação da rede de prevenção e tratamento da toxicodependência, o IAS juntamente com a Clínica dos Operários de Macau e as instituições de serviço de apoio a jovens criaram o mecanismo de encaminhamento de casos, com vista a proporcionar aos jovens toxicodependentes o exame médico para a manutenção de saúde e o serviço de aconselhamento, de modo a que os jovens da comunidade que procuram ocultar o seu consumo possam ser encorajados a se sujeitarem ao tratamento da toxicodependência o mais cedo possível. Paralelamente, para reforçar o conhecimento por parte dos profissionais de saúde e dos agentes de autoridade sobre o trabalho de prevenção e tratamento da toxicodependência, é realizada a “Palestra específica sobre o combate às drogas”, a qual tem formado, em média, 2000 pessoas por ano. Além disso, para a divulgação dos serviços de prevenção e tratamento da toxicodependência, são utilizados vários canais, nomeadamente, linha de apoio para o tratamento da toxicodependência, aplicação do telemóvel – “Posto de informações sobre a luta contra a droga”, “Dicas de desintoxicação”, página electrónica do “Posto de informação sobre a mentafetamina -Ice”, conta pública do WeChat respeitante à “Informação para a família dos toxicodependentes – Smart Family” , entre outros.

Para assinalar o Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas – 26 de Junho, decretado pela ONU, o IAS, em colaboração com as instituições particulares, realizou ao longo dos anos, diferentes séries de actividades de luta contra a droga, no sentido de apelar a toda a população para participar no trabalho de combate às drogas. Este ano para articular com o trabalho de combate à epidemia lançado pelo Governo da Regiãso Administrativa Especial de Macau (RAEM), o IAS, em cooperação com a Associação dos Jovens Cristãos de Macau e Rede De Serviços Juvenis Bosco, organizou a série de actividades alusivas ao Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas 2020, desenvolvendo para o efeito, três actividades online, a saber:”Juntos rap a voz de combate às drogas, “Concurso para pais e filhos sobre histórias relativas à vida sadia” e “Juntos emitem a voz de combate às drogas “ ao vivo . É bem-vindo o envolvimento da população, a unidade no combate a droga e a participação no trabalho de rejeição da droga. Para mais detalhes sobre as actividades, poder-se-á visitar o website antidrogas de Macau: www.antidrugs.gov.mo e aí conhecer o conteúdo da página alusiva ao Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas – 26 de Junho.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar