Exercício de protecção civil “Peixe de Cristal 2020” reforça a capacidade de resposta a tufões no contexto epidémico

Secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, visitou o Centro de Operações de Protecção Civil para se inteirar da situação dos trabalhos desenvolvidos pelas diferentes entidades

No intuito de testar a eficiência e a operabilidade do “Plano de Evacuação das Zonas Baixas em Situação de ‘Storm Surge’ durante a Passagem de Tufão” (adiante designado por “Plano de Evacuação”) e dos planos de contingência de cada entidade interveniente, a Estrutura de Protecção Civil (doravante designada por “Estrutura”) realizou hoje (dia 27) o exercício de protecção civil “Peixe de Cristal 2020”. O exercício visou, sob o contexto da epidemia, reforçar a capacidade de comando, coordenação, comunicação e resposta a emergências dos membros da Estrutura, bem como familiarizar o público com o “Plano de Evacuação”. O exercício envolveu 30 membros da estrutura de protecção civil e contou ainda com a presença do Subchefe do Estado-Maior da Guarnição em Macau do Exército de Libertação do Povo Chinês, Jin Wei.

O Secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, visitou o Centro de Operações de Protecção Civil para se inteirar da situação dos trabalhos desenvolvidos pelas diferentes entidades. O Secretário referiu que o exercício decorreu no contexto da epidemia, aumentando assim o grau de dificuldade aquando da execução. Não obstante deste panorama, os membros da estrutura de protecção civil desencadearam as acções com seriedade e de forma organizada. Ademais, a participação activa da população no exercício demonstra que a consciência de prevenção de desastres do público tem vindo a elevar.

Sob a presidência do Comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários (SPU) e Comandante de Acção Conjunta, Leong Man Cheong, o exercício começou pelas 13H45 e ocorreu nas zonas da Ilha Verde, Fai Chi Kei, Praia do Manduco, Porto Interior e de Coloane, tendo sido simulada a passagem do tufão severo “Peixe de Cristal 2020” sobre Macau, acompanhado pelos fenómenos “storm surge” e maré astronómica. A Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) emitiu o aviso de “storm surge” vermelho, prevendo inundações nas zonas baixas com o nível das águas a atingir entre os 1,5 metros e 2,5 metros. Face a esta situação, o COPC entrou em pleno funcionamento e a Estrutura desencadeou as operações de evacuação nas zonas baixas. Durante a passagem do tufão, as autoridades recorreram ao sistema de difusão sonora nas zonas baixas e diferentes meios de comunicação e plataformas de mídias sociais para transmitirem atempadamente informações de protecção civil à população e aos turistas.

Os membros da Estrutura simularam a execução de uma série de medidas em conformidade com os respectivos planos de contingência, a saber: FSSM – difusão de alerta sonoro através das viaturas policiais e execução dos trabalhos de evacuação em conformidade com as respectivas áreas de intervenção; IAS - abertura ao público dos seis centros de abrigo e dos quatro locais de encontro para pessoas com necessidades especiais; DSAT, CB e Cruz Vermelha - envio de viaturas para transportar as pessoas com necessidades especiais aos centros de abrigo; DSEJ – evacuação das escolas (exercício de mesa); DSAT – encerramento dos auto-silos das zonas baixas.

Além disso, foram criados cenários de incidentes súbitos, nomeadamente embarcação de pesca em risco de afundamento, fuga de corrente, falha no sistema de difusão sonoro, acidente rodoviário grave ocorrido no tabuleiro inferior da Ponte Sai Van, interrupção de energia eléctrica nos centros de abrigo, deslizamento de terra e queda de árvores (exercício de mesa), entre outros.

No decurso do exercício foram elaborados testes ao funcionamento dos cinco subsistemas da plataforma de comando de emergências, com especial incidência sobre a nova função de troca de informações, procurando assim rever a eficácia da partilha de informações entre os serviços, contribuindo desta forma para a optimização do sistema e a gestão inteligente da actividade de protecção civil.

O referido exercício durou cerca de 5 horas, tendo simulado 60 incidentes que poderiam acontecer durante a passagem de tufão e contou com a participação de 2350 pessoas (provenientes das entidades integrantes da Estrutura de Protecção Civil, 20 associações cívicas e voluntários). O número de residentes inscritos foi de 438, sendo 405 os voluntários que efectivamente participaram no exercício. O número de famílias evacuadas foi de 2402. Devido à situação epidémica e em cumprimento das instruções sanitárias impostas pelos Serviços de Saúde, o exercício foi realizado de forma separada e em diferentes grupos. Foram aplicadas medidas de distanciamento para os diferentes grupos de agregados familiares que permanecem nos centros de abrigo. O exercício foi concluído com sucesso, tendo atingido resultados previstos e fortalecido a capacidade de acção conjunta das diversas entidades, assim como a colaboração entre os membros da Estrutura e as associações cívicas.

Participaram no exercício de protecção civil “Peixe de Cristal 2020” as seguintes associações (sem ordem de preferência): Associação dos Proprietários de Máquinas de Construção Civil de Macau, Companhiade Engenharia e de Construção da China, União Geral das Associações dos Moradores de Macau, Federação das Associações dos Operários de Macau, Associação Geral das Mulheres de Macau, Associação Geral dos Chineses Ultramarinos de Macau, Aliança de Povo de Instituição de Macau, Associação de Profissionais do Sector da Administração de Propriedades de Macau, Associação de Administração de Propriedades de Macau, Associação dos Técnicos Profissionais da Administração de Imóveis de Macau, Associação de Beneficência dos Son I, Associação Geral de Estudantes Chong Wa de Macau, Associação de Nova Juventude Chinesa de Macau, Associação de Melhoramento da Sociedade e da Vida dos Residentes de Macau, Cáritas de Macau, Igreja Luterana de Hong Kong eMacau, Associação dos Jovens Cristãos deMacau, Secção de Serviço Social do Anglicano de Macau, Confraternidade Cristã Vida Nova de Macau e a Secção de Serviço Social da Igreja Metodista de Macau.

Serviços de Polícia Unitários

27 de Junho de 2020

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar