Pedido de isenção de observação médica de isolamento por 14 dias em Zhuhai – Concedidas todas as quotas diárias Início do 17.º plano de fornecimento de máscaras aos residentes de Macau a 1 de Julho

Foto em anexo: O Centro de Coordenação de Contingência referiu que, os pedidos de isenção da observação médica de isolamento por 14 dias para os residentes de Macau que entrem em Zhuhai são processados em tempo real. Caso os requisitos do pedido não sejam atendidos, a quota é retirada de imediato. Quanto à isenção de 3.000 quotas pelo governo de Zhuhai, essas foram todas diariamente deferidas.

O Médico-Adjunto da Direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário (CHCSJ), Dr. Lo Iek Long relatou, na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus que, até ao dia 29 de Junho, não há qualquer transmissão comunitária de COVID-19 em Macau. Já decorreram noventa e dois (92) dias desde que foi diagnosticado o último caso de pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus (não foi registado nenhum caso de infecção assintomática) e há três (3) dias consecutivos que não há nenhum caso importado.

Macau tem um total de quarenta e seis (46) casos diagnosticados, dos quais, quarenta e quatro (44) são casos importados e só dois (2) são casos relativos a casos importados. E quarenta e cinco (45) pacientes tiveram alta hospitalar. Não há registo de qualquer infecção entre os profissionais de saúde nem casos mortais. Actualmente, na enfermeira de isolamento do CHCSJ, encontra-se apenas um paciente em tratamento médico. Todos os doentes recuperados concluíram as medidas de isolamento de convalescença. Neste momento, não há nenhum contacto próximo em observação médica. Nos dias 26, 27 e 28 de Junho, foram realizados um número total de 12.949 testes de ácido nucleico do novo tipo de coronavírus em Macau.

O 17.º plano de fornecimento de máscaras aos residentes de Macau inicia esta quarta-feira, 1 de Julho, sendo os locais e horário de venda deste plano idênticos ao 16.º plano (vide outro comunicado). O Dr. Lo Iek Long sublinhou, durante a implementação do plano, houve sempre suficientes máscaras disponíveis para as necessidades da população, no entanto apela, aos residentes para aquando da aquisição das máscaras para considerarem a sua necessidade e a quantidade de máscaras que possuem. Não há necessidade de efectuar a compra de mascaras nos primeiros dois dias após o início do 17.º plano para evitar aglomerações de pessoas e reduzir o tempo de espera. Até ao momento, um total de 4,7 milhões de máscaras foi vendido no 16.º plano, totalizando 92,6 milhões de máscaras ao longo de todos os planos. A cobrança de máscaras pelo Governo foi estipulado por Despacho da Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, assim como o preço da venda das máscaras, no entanto, não está regulado a duração da implementação do referido plano. Portanto, a suspensão do plano depende da situação de oferta no mercado e do desenvolvimento da situação da epidemia. No caso de suspensão do plano, a notificação será feita com a devida antecedência.

Relativamente ao estado de saúde do paciente do 46.º caso confirmado, a sua condição é estável, com febre baixa e sintomas respiratórios leves. O Dr. Lo Iek Long referiu que os pacientes com idade avançada e doenças crónicas têm maior probabilidade de contrair doenças graves ou críticas, mas que é impossível prever a ocorrência da situação. Deste modo, os Serviços de Saúde têm de observar com cuidado a evolução das doenças de cada paciente e proporcionar, imediatamente, os tratamentos correspondentes, incluindo ajuste de medicamentos, disponibilidade de aparelhos auxiliares necessários, entre outros. Com base na experiência de tratamentos médicos ao longo dos últimos 45 casos, os Serviços de Saúde têm programas médicos relacionados com várias condições médicas. Apelou ao publico não se preocuparem.

Relativamente às perguntas de jornalistas sobre a operação “Pedido de isenção da observação médica de isolamento por 14 dias para os residentes de Macau que entrem em Zhuhai”, o médico adjunto respondeu que os pedidos iniciais estão a decorrer bem. Após mais de dez dias de trabalho, nos últimos dias, tem sido ainda possível tratar dos pedidos feitos através do sistema, à noite, por outras palavras, os pedidos de pessoas com mais necessidade foram devidamente tratados. Em relação ao processo de apreciação, a equipa de apreciação processa todos pedidos em tempo real. Caso os requisitos do pedido não sejam atendidos, a quota é retirada imediatamente. Quanto às 3.000 quotas isentas pelo governo de Zhuhai, essas foram diariamente deferidas.

Em relação às medidas de observação médica de isolamento para as pessoas que retornam a Macau vindas de Taiwan, referiu que não havia casos locais em Taiwan desde 13 de Abril, por isso a epidemia lá é relativamente leve. Para facilitar o regresso a Macau de estudantes vindos de Taiwan, estes estão isentos de apresentar certificado de teste de ácido nucleico viral antes de embarcarem no avião, mas ao regressarem a Macau, precisam de ser sujeitos ao teste de ácido nucleico e à observação médica em isolamento por 14 dias em hotéis designados. De acordo com as normas, são realizados dois testes de ácido nucleico durante o período de observação médica para garantir a segurança da comunidade de Macau. Dada a clareza do objectivo e dos destinatários deste plano, na apreciação, basta verificar os dados de identidade dos estudantes, por isso o procedimento não demora muito tempo. O Centro de Coordenação de Contingência, depois de receber as informações relevantes, procede à sua apreciação o mais rápido possível, de forma a satisfazer as necessidades dos residentes.

Por fim, relativamente à questão de consulta do valor dos testes e da suficiência da capacidade do teste de ácido nucleico, o médico adjunto apontou que é difícil uniformizar o preço do teste de ácido nucleico. O local para realização do teste de ácido nucleico em Pac On é fornecido pelo Governo, e é a Polícia de Segurança Pública que ajuda a manter a ordem no local, o que já ajudou a baixar o custo da terceira parte, do fornecimento de serviços de detecção de ácido nucleico. O Governo da RAEM pensa tal como os cidadãos, espera conseguir realizar o teste de ácido nucleico a um preço mais baixo. Mas, considerando o actual padrão de vida e salários de Macau, o valor da cobrança das despesas actuais é razoável, sendo que o Governo da RAEM continuará a lutar por reduzir o valor das despesas com testes no futuro. Quanto ao fornecimento de reagentes de ácido nucleico, além de o volume diário de teste, a sustentabilidade também será considerada por completo. Actualmente, a tecnologia e os padrões de preparação de reagentes são muitos claros, havendo um número considerável de instituições com capacidade de os produzir, pelo que o fornecimento de reagentes não é um problema. Todos os reagentes adquiridos pelos Serviços de Saúde e parceiros passaram nos padrões da Administração Nacional de Produtos Médicos e todos os reagentes provenientes da China ou de países estrangeiros atendem aos padrões relevantes.

Em termos de observação médica realizada em Macau, a Coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas e Vigilância de Doença do Centro de Prevenção e Controlo da Doença dos Serviços de Saúde, Dr.ª Leong Iek Hou, disse que entre os dias 26 e 28 de Junho, houve um total de 243 indivíduos, dos quais 221 são residentes e 22 não residentes. No total, foram enviados para a observação médica 6.420 indivíduos. Há, ainda, 1.281 indivíduos em observação médica, dos quais 1.272 indivíduos num hotel designado, quatro (4) indivíduos em embarcação de pesca e cinco (5) indivíduos nas instalações dos Serviços de Saúde.

Lau Fong Chi relatou o número de pessoas em observação médica em hotéis designados, o número total de pessoas inscritas que regressaram ao Terminal Marítimo Pac On do Aeroporto Internacional de Hong Kong e o número total de bilhetes de barco vendidos do Terminal Marítimo Pac On para o Aeroporto Internacional de Hong Kong.

O Chefe Ma Chio Hong relatou a actual situação da cidade, a situação de entradas e saídas de Macau e a situação de combate aos comerciantes que efetuam vendas paralelas através da fronteira. Os chefes também deram as respostas relevantes.

Estiveram presentes na conferência de imprensa o Médico-Adjunto da Direcção do CHCSJ, Dr. Lo Iek Long, o Chefe da Divisão de Operações e Comunicações do Corpo de Polícia de Segurança Pública, Dr. Ma Chio Hong, a Chefe da Divisão de Relações Públicas da Direcção dos Serviços de Turismo, Dr.ª Lau Fong Chi, e a Coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas e Vigilância de Doença do Centro de Prevenção e Controlo da Doença, Dr.ª Leong Iek Hou.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar