108 dias consecutivos sem caso de COVID-19 em Macau – Aumento do número de vagas dos testes dependerá da evolução diária

Conferência de imprensa realizada pelo Centro de Coordenação e Contingência no dia 15 de Julho

O Médico-Adjunto da Direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário (CHCSJ), Dr. Lo Iek Long fez nota, quarta-feira, 15 de Julho, na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus que após abertura do sistema para marcação de teste do ácido nucleico de COVID-19 às 10h00 de quarta-feira (dia 15 de Julho), em cerca de 10 minutos cerca de 8.000 pessoas agendaram com sucesso o teste. Até às 15h30 cerca de 36.000 pessoas tinham efectuado a marcação do teste.

As vagas abertas esta quarta-feira forma para agendamento de testes no período de 15 a 28 de Julho e até à altura da conferência de imprensa ainda existiam vagas disponíveis. Na quinta-feira, dia 16 de Julho, às 10:00 horas, haverá vagas disponíveis para o dia 29 de Julho.

Macau possuiu quotas suficientes para realizar testes às pessoas com necessidade de passagem transfronteiriça. Apela-se aos residentes que efectuem a marcação conforme as necessidades reais. Os que não tenham urgência podem marcar o teste num período posterior.

O Dr. Lo Iek Long deu ainda conta que para ajudar as pessoas que não sabem usar Internet ou telemóvel inteligente, o Instituto de Acção Social criou 8 postos para facilitar o agendamento do teste de ácido nucleico. A funcionar durante o horário de expediente, até às 16h00 desta quarta-feira, foram assistidos mais de 700 residentes. Também os residentes que tenham urgência em realizar, com urgência, um teste de ácido nucleico por circunstâncias excepcionais, pode, munido de documentação comprovativa da urgência, deslocar-se a um dos postos do IAS e solicitar ajuda.

Os idosos com idade igual ou superior a 65 anos podem realizar o teste no Posto de Testes de Ácido Nucleico do Centro Hospitalar Conde de São Januário, ou podem optar pelo Posto de Testes de Ácido Nucleico - Pac On, selecionando o tipo de identificação como residente de Macau no sistema.

No que diz respeito ao pedido de aumento do número de vagas para realização de testes diários, o Dr. Lo Iek Long sublinhou que, a razão de não haver um aumento de quotas não está relacionada com a capacidade de realizar testes. Esta decisão está somente relacionada com o facto de ser considerado o eventual risco do surto em caso de aglomerações de pessoas nos postos fronteiriços, e estar a ser analisada a adaptação dos residentes ao preenchimento e conversão de códigos de saúde. As autoridades aumentarão o número de vagas de forma gradual e ordenada, quando os residentes tiverem melhor domínio dos respectivos procedimentos.

Para facilitar a compreensão do sistema o Gabinete de Comunicação Social lançou um vídeo de ensino relativo ao preenchimento e conversão do “Código de Saúde de Macau” para o “Código de Saúde da Província de Cantão (Guangdong)”, para que os residentes se familiarizem com os procedimentos.

Video (português) disponível em: https://news.gov.mo/detail/pt/V20GNLLvbO?2 )

Em termos de observação médica realizada em Macau, a Coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infeciosas e Vigilância de Doença do Centro de Prevenção e Controlo da Doença dos Serviços de Saúde, Dr.ª Leong Iek Hou, disse que entre os dias 13 e 14 de Julho, mais 215 indivíduos foram submetidos à observação médica, 180 dos quais são residentes de Macau e 35 não residentes de Macau. No total, foram enviados para a observação médica 8.231 indivíduos. Há, ainda, 1.604 indivíduos em observação médica, dos quais, 1600 em hotel designado, um (1) em domicílio e três (3) nas instalações dos Serviços de Saúde.

Além disso, após a implementação das medidas de reinício da entrada e saída de pessoas dos dois territórios, Cantão (Guangdong) e Macau, o número de residentes de Macau e de turistas ira aumentar. Assim, os Serviços de Saúde elaboraram orientações antiepidémicas relevantes para o sector de venda a retalho e os estabelecimentos de restauração, incluindo observações claras para os funcionários e clientes. Os funcionários destes sectores têm mais possibilidades de entrar em contacto com outras pessoas e quando ocorra um caso confirmado, eles são, também, mais propensos a serem infectados, portanto, apelou que todos os funcionários devem usar máscaras durante o período do trabalho.

Sobre a organização de testes de ácido nucleico para osprofissionais do sector do jogo nos casinos, a Dr.ª Leong Iek Hou afirmou que os Serviços de Saúde e a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos, estão em contacto estreito com todos os operadores de jogo de Macau e estão a realizar trabalhos relacionados de maneira ordenada. Espera-se que os primeiros lotes de profissionais da linha de frente do sector do jogo, nos casinos, sejam submetidos quinta-feira (dia 16) ao teste. Não é obrigatória a conclusão dos testes antes dos funcionários começarem a trabalhara, o período e o modo para a realização dos testes será efectuado passo a passo pela Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos. A Dr.ª Leong Iek Hou acrescentou que os casinos já implementaram as novas medidas e passaram a exigir aos clientes que entrem nos seus espaços a medição de temperatura corporal, apresentação de um código de saúde válido e um certificado de teste de ácido nucleico com resultado negativo desde as O0h00 da quarta-feira. Os Serviços de Saúde e a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos acompanharam a implementação destas medidas e a sua execução decorreu bem.

Quanto à questão relacionada com a data de entrada em Macau de trabalhadores não residentes de Macau, provenientes do Interior da China, mas sem residência na Cidade de Zhuhai, a Dr.ª Leong Iek Hou disse que em resposta à epidemia, o Chefe do Executivo exarou o Despacho n.o 40/2020 em meados de Fevereiro deste ano para tomar medidas especiais para restringir a entrada em Macau de todos os trabalhadores não residentes de Macau, provenientes do Interior da China; Mais tarde, à medida que a situação epidémica no Interior da China e Macau aliviou gradualmente, o Governo da RAEM relaxou gradualmente a entrada relevante de trabalhadores não residentes para entrar em Macau. Em primeiro lugar, serão abertos trabalhadores não residentes de Macau com registo de domicílio em Zhuhai ou autorização de residência em Zhuhai e, depois trabalhadores não residentes de Macau permanentes em Zhuhai como residência habitual. As autoridades estão a avaliar continuamente o desenvolvimento da epidemia e esperam que, no futuro próximo, haja mais trabalhadores não residentes de Macau possam retornar ao trabalho em Macau.

No que diz respeito de algumas pessoas sem “Salvo-conduto para Deslocação ao Interior para os Residentes de Hong Kong e Macau (vulgarmente conhecido por Salvo-conduto para Deslocação à China) e não conseguem preencher as informações para marcar o teste, a Dr.ª Leong Iek Hou disse que o número do Salvo-conduto para Deslocação à China é informação necessária para a conversão entre “Código de Saúde de Macau” e "Código de Saúde de Guangdong”.

As autoridades também levaram em conta a necessidade de realização de testes de ácido nucleico para as pessoas que não queiram deslocar-se ao Interior da China. Portanto, o sistema foi modificado permitindo que aqueles que não tenham Salvo-conduto para Deslocação à China podem preencher este campo com o número "M99999999".

Na reunião, a Dra. Lau Fong Chi dos Serviços de Turismo relatou o número de pessoas em observação médica em hotéis designados, o número total de pessoas inscritas que regressaram do Aeroporto Internacional de Hong Kong ao Terminal Marítimo Pac On e o número total de bilhetes de embarque vendidos do Terminal Marítimo Pac On para o Aeroporto Internacional de Hong Kong. A Dra. Lau Fong Chi também informou que a Direcção dos Serviços de Turismo enviou cartas as indústrias relacionadas aconselhando-as a cumprir as recomendações e orientações emitidas pelos serviços de saúde competentes sobre a prevenção de pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus e reiniciará o trabalho de publicidade no Interior da China para atrair gradualmente os turistas provenientes do Interior da China para Macau. O serviço especial de barcos terminará amanhã e a Direcção dos Serviços de Turismo recomendou que as pessoas com necessidade possam usar o Aeroporto Internacional de Macau para outros destinos.

O Chefe da Divisão de Ligação entre Polícia e Comunidade e Relações Públicas do CPSP, Dr. Lei Tak Fai relatou a actual situação da cidade, a situação de entradas e saídas de Macau e apelou de novo às pessoas que queiram passar a fronteira devem concluir a conversão entre “Código de Saúde de Macau” e “Código de Saúde de Guangdong” antes de viajar.

Recorde-se que Macau desde 22 de Janeiro de 2020 diagnosticou quarenta e seis (46) casos de COVID-19, dos quais, quarenta e quatro (44) são casos importados e só dois (2) são relativos a casos importados. Quarenta e cinco (45) pessoas já tiveram alta. Não é registada qualquer transmissão na comunidade de COVID-19, há 108 dias e já passaram 19 dias sem diagnósticos de casos importados.

Não há registo de qualquer infecção entre profissionais de saúde nem casos mortais. Na enfermaria de isolamento do CHCSJ, encontra-se apenas um doente em tratamento médico em condição clínica considerada estável. Todos os doentes recuperados concluíram as medidas de isolamento de convalescença. Neste momento, não há nenhum caso de contacto próximo em observação médica.

Nos dias 13 e 14 de Julho, foram realizados 12.621 testes de ácido nucleico do novo tipo de coronavírus em Macau.

Estiveram presentes na conferência de imprensa o Médico-Adjunto da Direcção do CHCSJ, Dr. Lo Iek Long, o Chefe da Divisão de Ligação entre Polícia e Comunidade e Relações Públicas do CPSP, Dr. Lei Tak Fai, a Chefe da Divisão de Relações Públicas da Direcção dos Serviços de Turismo, Dr.ª Lau Fong Chi, e a Coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas e Vigilância de Doença do Centro de Prevenção e Controlo da Doença, Dr.ª Leong Iek Hou.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar