Governo garante não reduzir regalias da população nem a remuneração e subsídios dos trabalhadores da Função Pública


O Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) anunciou, recentemente, a sua decisão sobre a austeridade nos serviços públicos, devido à actual situação económica do território, cortando nas despesas administrativas desnecessárias.

O Chefe do Executivo, recentemente, clarificou que a medida em causa não inclui despesas no âmbito do bem-estar da população, nem dos serviços públicos prestados e realçou ainda que não irá reduzir a remuneração nem as regalias dos trabalhadores da Função Pública.

A equipa dos trabalhadores da Função Pública, que durante o combate à epidemia permaneceu nos seus postos e contribuiu imparcialmente, recebeu elogios e o reconhecimento da população local pelo trabalho realizado. O Governo da RAEM agradece a toda a equipa pela união e o esforço prestado.

Recentemente circularam rumores sobre uma redução na remuneração ou suspensão da atribuição do subsídio de Natal dos trabalhadores da Função Pública. O Governo sublinha, mais uma vez, que não irá reduzir a remuneração nem haverá corte de regalias dos trabalhadores da Função Pública, apelando, ao mesmo tempo, à população para não acreditar em informações ou rumores sem confirmar a sua veracidade. Toda a população de Macau deve unir-se para combater a epidemia e esforçar-se em conjunto numa recuperação acelerada da sociedade e da economia de Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar