Apresentação do relatório de trabalho na Argélia e no Sudão do Grupo de Peritos Médicos Antiepidémicos do Governo da China, para aprofundar o intercâmbio e partilha de experiências antiepidémicas

Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Dra. Elsie Ao Ieong U

Os membros da Equipa Internacional de Emergência Médica da China (Macau) que fizeram parte do grupo de Peritos Médicos Antiepidémicos do Governo da China que se deslocou a África, nomeadamente à Argélia e ao Sudão, regressaram recentemente a Macau após terem concluído com sucesso a sua missão antiepidémica. Organizada pelo

Ministério das Relações Exteriores da China e Comissão Nacional de Saúde esta equipa, que inclui elementos do Governo de Chongqing foi convidada a deslocar-se a ao território para fazer apresentar os fundamentos de prevenção de epidemia e partilhar a experiência obtida. Neste âmbito foi realizada, na segunda-feira, 20 de Julho, pelos Serviços de Saúde a apresentação do relatório de trabalho.

Presente na sessão a Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Dra. Elsie Ao Ieong U, mencionou que por iniciativa do Estado, cinco (5) elementos da Equipa Internacional de Emergência Médica da China (Macau) forma integrados num “Grupo de peritos médicos antiepidémico do Governo da China” que incluiu, também, membros de Chongqing, todos destacados, durante um mês para efectuarem uma missão contra a COVID-19 em África, nomeadamente na Argélia e no Sudão.

Esta foi a primeira vez que o Governo de Macau enviou para o exterior membros para efectuar uma missão internacional de emergência médica, o que para a Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura assinala ser uma grande honra, uma grande responsabilidade e com enorme significado. A Dra. Elsie Ao Ieong U agradeceu, por isso, àComissão Nacional de Saúde, ao Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e ao Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China na RAEM, o reconhecimento, o apoio e a confiança dada a Macau. A Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura mencionou, ainda, com regozijo o facto do Governo da RAEM ter tido a honra de receber uma carta de agradecimento do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China, homenageando os membros de grupo de Macau.

A secretária fez ainda questão de frisar que durante a missão em África a equipa teve de superar muitas dificuldades e desafios mas apesar disso concluíram com sucesso as tarefas que lhes foram propostas tendo, por isso recebido o reconhecimento e louvor das Embaixadas e Consulados da República Popular da China no estrangeiro, das empresas de capitais chineses, dos chineses,dos chineses ultramarinos, do Governo do Sudão e da Argélia, do povo do Sudão e da Argélia e de um modo geral de todos os sectores da sociedade.

A Dra. Elsie Ao Ieong U destacou que a participação nesta missão não só aumentou a capacidade prática da equipa médica de emergência de Macau, como também permitiu a estes membros acumular experiência internacional na resposta ao COVID-19. Estas acções são resultado da mensagem transmitida pelo Presidente Xi Jinping, na 73.ª Assembleia Mundial de Saúde, nomeadamente quando discursou sobre “Vencer a COVID-19 com Solidariedade e Cooperação e Construir uma Comunidade Global de Saúde para Todos”, e a criação dos grupos de peritos enviados a África são o resultado da implementação das medidas apontadas pelo Presidente Xi Jinping.

A Região Administrativa Especial de Macau concluiu a missão de acordo com as expectativas do Estado, cumpriu a missão com honra, apoiou as relações internacionais com acções concretas e contributos significativos. Tudo isto comprova de forma plena a prática bem sucedida do princípio um país, dois sistemas.

Por fim, a Secretária Dra. Ao Ieong U, prestou homenagem aos membros do Grupo de peritos médicos e espera que, através da apresentação deste relatório e com a experiencia adquirida com o intercâmbio nacional e internacional possam aumentar o nível de resposta de saúde pública de Macau.

Por seu turno, a Vice-Directora do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau, Dra. Yan Zhichan afirmou que, com o apoio do Governo Central, o Governo da RAEM tem conseguido coordenar e unir todos os sectores da sociedade na resposta, de forma activa e eficaz, à epidemia de COVID-19 e obteve um sucesso gradual. Há mais de 110 dias que não são diagnosticados casos locais e actualmente Macau é uma das cidades mais seguras no mundo. O Governo da RAEM, leva muito a sério a prevenção e controlo de epidemia e em simultâneo participa de forma activa no apoio ao exterior através da colaboração e empenho na criação do Grupo de peritos em conjunto com o Governo de Chongqing. A Dra. Yan Zhichan fez questão de salientar que este foi o grupo com maior numero de peritos, constituído para combater a epidemia no exterior, e que teve o maior número de diferentes especialidades profissionais. Sendo este um grupo composto por duas dias, foi o grupo que conseguiu concluir, também, o maior número de missões o que ganhou o reconhecimento e elogio elevados de diferentes sectores.

A Vice-Directora do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau destacou que esta missão foi a primeira participação oficial Equipa de Emergência Médicade Macau, acreditada pela OMS em 2019.

Esta missão não só demonstrou a capacidade de prevenção e controlo contra a epidemia em Macau, bem como colocou em prática e possibilitou melhorias no combate da epidemia no exterior. Os membros do Grupo aproveitaram de um modo pleno as suas vantagens e talentos, criando um forte grupo de combate à pandemia constituído por uma província do Interior da China e a RAEM, concretizando uma resposta única, em matéria de saúde publica, no quadro “Um País, Dois Sistemas”. Espera-se, por isso, que haja no futuro um reforço e intercâmbio na área da saúde entre as duas regiões, Macau e Chongqing.

Por fim, a Dra. Yan Zhichan referiu que, com o impulso positivo do Governo da RAEM, do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central, do Governo da Província de Cantão (Guangdong) e de vários sectores e com a autorização do Governo Central, o restabelecimento gradual do intercâmbio entre Cantão (Guangdong) e Macau , iniciado a 15 de Julho, demonstra a atenção e o apoio que o Governo Central dá à RAEM para que esta promova o regresso à produção e à vida normal de Macau. Contudo, salientou, que ainda existem riscos relativos a casos importados, esperando que, o Governo da RAEM possa continuar a consolidar a eficácia dos trabalhos de combate à epidemia realizados na fase anterior, promover, de forma estável e ordenada, o fluxo de pessoas entre Cantão (Guangdong) e Macau, de modo a efectuar bem os trabalhos de prevenção e controlo da situação epidémica. Para isso terá todo o apoio do Gabinete de ligação, concluiu.

Já a Comissária-adjunta do Ministério dos Negócios Estrangeiros da RPC na RAEM, Dra. Wang Dong, fez questão no seu discurso de referir que o Governo de Macau, com o apoio do Governo Central, reagiu de forma rápida, activa e controlou eficazmente a propagação da epidemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus. As actividades económicas e sociais estão a recuperar gradualmente, tendo os trabalhos de prevenção e controlo sido destacados com grande reconhecimento pelo Governo Central e tido o suporte da população da RAEM. O Governo da RAEM assumiu com empenho as suas responsabilidades enviando pessoal para participar na luta contra a epidemia em África no âmbito do Grupo de Peritos Médicos Antiepidémicos tendo concluído com sucesso a sua primeira missão de apoio a operações externas, contribuindo para a promoção da cooperação de saúde e de aprofundamento das relações bilaterais entre o nosso país e os países em causa.

Perante a situação epidémica cada vez mais grave na África, o Grupo de peritos estiveram empenhados com entusiasmo, competência profissional e altruísmo na realização da sua missão, transmitindo ao povo africano a amizade do povo chinês e partilhando a experiência, a força e a confiança na luta contra a epidemia, tendo conquistado alto reconhecimento e um elevado grau de reputação entre os dirigentes e sectores sociais dos dois países, o que demonstrou plenamente a verdadeira e sincera irmandade entre China e África, assumindo, que o nosso país, assuma a sua responsabilidade na construção de uma comunidade na defesa da saúde humana.

Sob um princípio de “Um País, Dois Sistemas”, a RAEM participou pela primeira vez na acção internacional de apoio a África no combate à epidemia e o Grupo de peritos teve um forte apoio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Conselho Nacional de Saúde, Gabinete de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado, Conselho de Saúde de Chongqing, do Governo da RAEM, e das embaixadas na Argélia e do Sudão. Todas estas entidades deram orientação e assistência para que o Grupo de peritos pudesse cumprir a sua missão sem problemas. Por outro lado, o Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros, de acordo com os acordos unificados do Governo Central, procedeu aos trabalhos de ligação e coordenação, reforçando o efeito positivo desta acção.

A Comissária-adjunta do Ministério dos Negócios Estrangeiros da RPC na RAEM mencionou em particular que, os membros da RAEM se uniram e colaboraram com os profissionais de saúde de Chongqing para aproveitar as suas vantagens e viver à luz do multilateralismo e da comunidade do destino humano através da acção prática, mostrando a imagem como um principal potência responsável. Em simultâneo, revelou à comunidade internacional a prática bem sucedida de “um país, dois sistemas”, com características próprias de Macau, bem como a solidariedade de Macau na luta contra a epidemia, o que constitui um grande reconhecimento e uma forte promoção das experiências de prevenção e controlo da epidemia de Macau.

Sob a politica “Um país, dois sistemas” a RAEM participa nos assuntos nacionais para o exterior e contribui para apoiar e cooperar com as novas práticas do país no desenvolvimento de cooperação estrangeira e bilateral, assim, será possível alargar a influência da RAEM no domínio da saúde pública internacional e aumentar a capacidade integrada de resposta à emergência em matéria de saúde pública da RAEM. Por fim, referiu que durante a visita a Macau, em Dezembro do ano passado, o Presidente Xi Jinping reconheceu o sucesso das relações externas de Macau, destacando que o intercâmbio entre Macau e o exterior após a transferência de soberania tornou-se mais dinâmico, há uma maior visibilidade e influência de Macau-China, na arena internacional. O Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros encoraja e apoia activamente a RAEM a aproveitar as necessidades do país e a desenvolver as vantagens de Macau, no sentido de se integrar no desenvolvimento nacional, a fim de concretizar o seu próprio melhor desenvolvimento. O Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros irá continuar a promover o intercâmbio com o Grupo médico no exterior, a participar nas iniciativas externas, prestando-lhe todo o apoio possível, contribuindo conjuntamente para o sucesso da diplomacia de “Um País, Dois Sistemas”, bem como para a diplomacia geral do Estado.

Durante a reunião, o Subchefeda Comissão Municipal de Saúde de Chongqing,Dr.Zhou Lin, responsável pelo Grupo de Peritos Médicos Antiepidémicos da China, que se deslocou à Argélia e Sudão, fez uma apresentação dos trabalhos de luta contra a epidemia nos dois países e em representação do Grupo agradeceu ao Governo Central, ao Governo da RAEM, ao Governo Municipal de Chongqing e a todos os serviços públicos e às embaixadas na Argélia e no Sudão o grande apoio prestado aos trabalhos do Grupo, de forma a que fosse possível concluir as suas tarefas sem problemas. Ao mesmo tempo, agradeceu o convite do Governo da RAEM para que a delegação da Comissão de Saúde de Chongqing viesse a Macau, neste momento especial, no sentido de aprender e efectuar um intercâmbio de ideias.

O Dr. Zhou Lin sublinhou, ainda, que as características de formação do Grupo reflectiu o princípio de “Um País, Dois Sistemas”, que realmente desempenha um papel complementar, elogiando a participação activa dos membros de Macau no Grupo sobretudo no intercâmbio das línguas estrangeiras, relações com organizações internacionais e na formação de pessoal das instituições de capital chinês, estes factos foram altamente reconhecidos pelo Conselho Nacional de Saúde. O Dr. Zhou Lin resumiu que a missão alargou o seu conteúdo, estabilizou o espírito local, obteve a amizade internacional e fortaleceu a capacidade da equipa, acreditando que no futuro as pessoas podem confiar neles para onde quer que sejam enviados.

O primeiro vice-chefe do Grupo, O Leong, membro de Macau, apresentou o conteúdo e os destaques do trabalho prestado pelos membros de Macau, indicando que durante o intercâmbio oficial, os membros de Macau apresentaram propostas e por sua iniciativa, assumiram diferentes tarefas entre as quais a apresentação do relatório, bem como apresentarem sugestões práticas às instituições médicas externas. O mesmo responsável referiu ainda que os membros de Macau do Grupo participaram na orientação dos trabalhos de combate à epidemia em hospitais de capital chinês, formação no local e formação de vídeo, etc.. Foi ainda apresentado um balanço do desempenho das tarefas de ligação e coordenação com o exterior, garantindo que os trabalhos diários eram bem desenvolvidos pelo Grupo de peritos, demonstrando à comunidade internacional os resultados da cooperação de “Dois Sistemas, Um País” com características próprias de Macau.

Durante a reunião, foi realizado um intercâmbio aprofundado sobre as experiências do Grupo de peritos no apoio à luta contra a epidemia em África e na resposta à epidemia em Macau.

A reunião contou com a participação de representantes do Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM, do Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China na RAEM, da Comissão de Saúde de Chongqing, dos Serviços de Saúde do Governo da RAEM, do Centro Hospitalar Conde de São Januário, bem como dos Centros de Saúde de Macau, nomeadamente com a presença da Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Dra. Ao Ieong U, a Vice-Directora do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau, Dra. Yan Zhichan, a Comissária-adjunta do Ministério dos Negócios Estrangeiros da RPC na RAEM, Dra. Wang Dong, o Subchefeda Comissão Municipal de Saúde de Chongqing,Dr.Zhou Lin, a Chefe do Gabinete da Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Dra. Ho Ioc San, o Director do Departamento de Publicidade e Cultura do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Dr. Wan Sucheng; o Director dos Serviços de Saúde, Dr. Lei Chin Ion, o Director do Gabinete de Emergência de Saúde da Comissão Municipal de Saúde de Chongqing, Dr. Xing Dian Guo, e entre outros.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar