Resposta do Governo da RAEM ao Relatório Anual da União Europeia 2019


O Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) vem, na sequência do Relatório Anual da União Europeia 2019, manifestar o seu mais firme repúdio para com o referido documento, que ignora a realidade do desenvolvimento político e socioeconómico de Macau, e cujo conteúdo está repleto de comentários que carecem de objectividade e são tendenciosos.

Volvidos vinte e um anos desde o estabelecimento da RAEM, a concretização do princípio “Um País, Dois Sistemas”, com características próprias de Macau, obteve resultados frutíferos, com a região a manter a prosperidade e estabilidade a longo prazo. Todos os sectores profissionais florescem e a população goza de amplos direitos e liberdades. No entanto, a União Europeia faz-se valer, anualmente, do dito relatório para tecer comentários levianos sobre Macau, totalmente desfasados da realidade e irresponsáveis. O Governo da RAEM considera que esta é uma ingerência grosseira nos assuntos internos da China e, por isso, exorta a União Europeia a cessar imediatamente este tipo de actos, que violam os princípios básicos das relações internacionais, prejudicando o relacionamento sino-europeu.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar