O Centro de Formação da Administração Pública da Universidade de Macau foi hoje inaugurado e deu início à primeira edição do Curso de Formação de Liderança para os Trabalhadores dos Serviços Públicos

O Chefe do Executivo Ho Iat Seng preside à cerimónia de inauguração do Centro de Formação da Administração e Pública da UM

O Centro de Formação para a Administração e Função Pública da Universidade de Macau (UM) realizou hoje, dia 14, a sua cerimónia de inauguração, a par da cerimónia de abertura da primeira edição do Curso de Formação de Liderança para os Trabalhadores dos Serviços Públicos. O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, exortou os 30 formandos da primeira edição do curso a aproveitarem esta oportunidade de suspensão provisória das actividades profissionais para reciclagem, com a duração de três meses, para cultivarem uma perspectiva holística do funcionamento de Macau e apoiarem a reforma da administração pública do Governo da RAEM por meio da apresentação de opiniões construtivas.

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, o Secretário para a Administração e Justiça, Cheong Weng Chon, o Presidente do Conselho da Administração da UM, Lam Kam Seng Peter, o Reitor da UM, Song Yonghua, o Director dos Serviços de Administração e Função Pública, Kou Peng Kuan e o Coordenador do Centro de Formação da Administração Pública da UM, Shui Bing, presidiram à cerimónia e visitaram o referido Centro.

O Chefe do Executivo ao dirigir-se aos 30 formandos, referiu que tem grandes expectativas relativamente à primeira edição do Curso de Formação de Liderança para os Trabalhadores dos Serviços Públicos, e espera que este venha a ser ministrado continuamente, de modo a formar equipas de reserva altamente qualificadas para o Governo da RAEM. O Chefe do Executivo incitou os formandos a aproveitarem os três meses de aprendizagem para aprofundarem os seus conhecimentos sobre o desenvolvimento da Pátria sob novas conjunturas e a analisarem as deficiências existentes no âmbito da administração pública da RAEM. Tendo em consideração o desenvolvimento sustentável de Macau e a satisfação dos seus cidadãos, os formandos devem, ainda, aprofundar a sua compreensão das diferentes áreas de actuação, estudar formas que sustentem a elevação do rigor e qualidade da governação da RAEM, e que motivem os trabalhadores dos serviços públicos a aprofundarem o sentido da prestação de serviços. Ho Iat Seng determinou que no final do curso os formandos apresentassem um relatório, o qual poderá servir de referência ao aperfeiçoamento das próximas edições do curso.

No discurso da cerimónia de inauguração, o Reitor da UM, Song Yonghua, reconheceu que, com base no conceito de integração funcional dos serviços públicos da RAEM, a UM criou o Centro de Formação da Administração Pública, implementando o conceito de “articulação da formação com a educação” e construindo uma plataforma de convergente formação para elevar a qualidade dos trabalhadores dos serviços públicos, de modo a formar talentos pragmáticos e inovadores, que optimizem a reforma da administração pública da RAEM.

O Director do SAFP, Kou Peng Kuan, afirmou, no seu discurso, que o curso, ao ser realizado de acordo com uma suspensão provisória das actividades profissionais para reciclagem, é pioneiro em Macau, desejando que ele se manifeste no alargamento dos conhecimentos dos formandos em diversas áreas de intervenção, elevando a sua proficiência e reforçando a sua capacidade de liderança. Deste modo serão valorizadamente impelidos a participar na reforma da administração pública da RAEM, bem como a apresentar propostas que integrem a inovação e o pragmatismo para a concretização dos trabalhos da acção governativa. Kou Peng Kuan deseja que futuramente, através da colaboração com o Centro, se possa estabelecer um sistematizado programa de competente formação, cujo ensejo é formar mais quadros qualificados com elevada capacidade profissional e de gestão.

Em suma, o Curso de Formação de Liderança para os Trabalhadores dos Serviços Públicos tem uma duração de três meses, com 30 formandos por edição. A participação no curso será feita recorrendo à suspensão provisória das actividades profissionais para reciclagem. O curso integrará aprendizagens teóricas e práticas, será realizado mediante palestras temáticas, seminários e visitas, cujos âmbitos abrangerão informações sobre a actualidade da Pátria, a Constituição, a Lei Básica, a Administração Pública e o Governo Electrónico. Os 30 formandos da primeira edição do curso de formação são técnicos superiores em efectividade de funções, com certa experiência profissional, bom desempenho e que foram recomendados pelos serviços ou entidades tutelares a que pertencem. A segunda edição do curso de formação decorrerá no primeiro semestre do ano de 2021.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar