A PLPEX contribui para cooperação bilateral entre as empresas expositoras da China e dos Países de Língua Portuguesa

Com três edições realizadas, a PLPEX é reconhecida pelas empresas locais como uma força motriz na diversificação dos canais comerciais e na expansão da área de influência coberta pela marca.

A 25.ª Feira Internacional de Macau (25.ª MIF), a Exposição de Franquia de Macau 2020 (2020MFE) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (Macau) 2020 (2020PLPEX) vão realizar-se, em simultâneo, no Venetian Macao, entre os dias 22 e 24 de Outubro. Com o impacto da epidemia, a edição deste ano não vai poder contar com a participação presencial de muitas empresas estrangeiras. Porém, algumas empresas dos Países de Língua Portuguesa afirmam que irão aproveitar as três exposições programadas pela entidade organizadora e destinada a sessões de bolsa de contactos online, para explorar possíveis parcerias.

A PLPEX contribuiu para as empresas dos PLP explorarem o mercado do Interior da China, na edição do ano passado

Alves Monteiro, representante da “Shanna”, uma marca oriunda de Cabo Verde dedicada a vestuário, afirma que, durante a edição do ano passado, muitos fornecedores vindos do Interior da China compareceram junto à banca de exposição da marca, com amostras de pano e brochuras informativas, para comunicar e negociar. Actualmente, e graças à PLPEX, a “Shanna” importa matérias-primas têxteis de excelente qualidade da China, para a concepção de alguns dos seus produtos, os quais já ocupam 50% do volume de negócio da empresa. A representante acredita que a PLPEX é uma plataforma que oferece acesso a fornecedores de óptima qualidade, mas a baixo custo, e manifestou a vontade de poder participar presencialmente na edição deste ano, de modo a procurar mais oportunidades de negócio. Não obstante, por motivo da pandemia, somente poderá acompanhar a exposição via online, prestando especial atenção aos fornecedores fabricantes de produtos têxteis, como toalhas de banho e lençóis de cama, com a expectativa de poder explorar mais parcerias nesse sentido. Segundo Alves Monteiro, a marca está a planear alargar a sua linha de produção com a adição do fabrico de uniformes para fins médicos, máscaras e batas médicas descartáveis, apontando o início deste projecto ainda para este ano, pelo que espera encontrar mais parcerias e fornecedores interessados, através da plataforma da PLPEX.

As empresas de Macau expandem os canais comerciais com a plataforma da PLPEX

A Sra. Ng, assistente do Director Executivo da Quinta da Marmeleira, empresa que se dedica à produção de vinho, revela que, enquanto uma firma recém-estabelecida, a Quinta da Marmeleira iniciou a sua produção e comercialização de vinho tinto no ano passado, por isso participou, pela primeira vez, na edição anterior da PLPEX, tendo obtido resultados muito satisfatórios, traduzidos na recepção de diversos pedidos de reserva dos seus vinhos, durante a exposição, o que catalisou a exportação dos mesmos para o Interior da China, Reino Unido, Singapura, algumas regiões do Sudeste Asiático e Macau, contribuindo progressivamente para a diversificação dos canais comerciais da empresa e para a expansão da área de influência coberta pela marca. Com a expectativa de explorar mais oportunidades de negócio, a Sra. Ng afirma que a empresa participará nesta nova edição da PLPEX.

Outra empresa que voltará a expor os seus produtos na PLPEX é o Supermercado Dah Chong Hong, cujo representante, o Sr. Lei, salienta que a participação nas exposições da PLPEX tem trazido benefícios, como a expansão da área de negócio, nomeadamente ao agenciar a comercialização de produtos alimentares e característicos de marcas portuguesas de excelência e na recepção de mais pedidos de encomenda de produtos de Países de Língua Portuguesa, como carne seca, produtos secos, e artigos de porcelana de Portugal, e canela brasileira, entre outros, que, por sua vez, vêm enriquecer a diversidade no mercado local. Durante a edição anterior da PLPEX, a empresa preparou o seu expositor com artefactos feitos de barro e porcelana, produtos artenasais tradicionais e petiscos, entre vários artigos simbólicos de Portugal. De acordo com o representante, o ambiente das sessões de bolsa de contactos no local é muito dinâmico, sendo o fluxo de visitantes e a existência de potenciais oportunidades de negócio factores que fazem surpreender. A empresa conseguiu estabelecer uma parceria com a companhia portuguesa Casa Angola International, através da assinatura de um acordo de cooperação, que visa a importação de vinho tinto português para o Interior da China, mas, sobretudo, introduzir, comercializar e popularizar marcas de vinho tinto portuguesas no mercado chinês. Este ano, o Sr. Lei espera cooperar com mais empresas do Interior da China.

Para mais informações, contacte o Centro Administrativo e de Serviços da PLPEX, através do número de telefone (853) 2882 8711 ou via o endereço electrónico info@plpex.mo. Para acompanhar as novidades mais recentes, adicione a conta de Wechat: MICE_IPIM, ou visite a página oficial da PLPEX: www.plpex.mo.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar