Todos os indivíduos provenientes de Hong Kong são submetidos a observação médica durante 14 dias quando chegam a Macau – Pessoas que pretendam deslocar-se a Hong Kong devem prestar atenção aos requisitos de entrada na RAEK


Nos últimos dias, o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus recebeu bastantes pedidos de informações e esclarecimentos sobre se existe algum Teste de ácido nucleico, com validade de 24 horas, que isente a observação Médica em Macau, durante 14 dias, no caso de se deslocarem a Hong Kong e regressarem a Macau no mesmo dia.

O Centro de Coordenação de Contingência alerta que o “Return2hk Scheme”, implementado pelo Governo da RAEHK no dia 23 de Novembro é apenas aplicável aos residentes de Hong Kong que regressem à RAEK provenientes da Província de Cantão (Guangdong) ou da RAEM. Para obter esta isenção os Residentes de Hong Kong necessitam de efectuar um pedido prévio de isenção prévia e só quando obtiverem a resposta é que ficam isentos de quarentena de 14 dias no momento da entrada em Hong Kong.

Os interessados devem, ainda, ter em consideração, que esta medida é unidirecional, ou seja, quaisquer pessoas que sejam provenientes de Hong Kong ao chegar a Macau serão submetidas a observação médica de isolamento centralizado por 14 dias.

O Centro de Coordenação de Contingência alerta que mesmo aquelas pessoas que saiam de Macau, utilizando o Posto Fronteiriço de Hong Kong da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, e que tenham de regressar à RAEM porque não lhes foi concedida entrada em Hong Kong, independentemente do tempo de permanência em Hong Kong, essas pessoas serão submetidas a observação médica de isolamento centralizado por 14 dias.

O Centro de Coordenação de Contingência apela para que as pessoas, antes de se deslocarem a Hong Kong, se informem das condições de entrada naquela região, de modo a não serem submetidas a observação médica centralizada por 14 dias após o regresso a Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar