Cooperação mais profunda e concreta entre Macau e Shenzhen

Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, cumprimenta o vice-secretário do Comité do Partido Comunista da província de Guangdong e secretário do Comité do Partido Comunista da cidade de Shenzhen, Wang Weizhong.

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng prosseguiu, hoje (11 de Janeiro), a sua visita à Grande Baía, deslocando-se à cidade de Shenzhen, onde teve um encontro com o vice-secretário do Comité do Partido Comunista da província de Guangdong e secretário do Comité do Partido Comunista da cidade de Shenzhen, Wang Weizhong e o vice-secretário do Comité do Partido Comunista de Shenzhen e presidente municipal, Chen Rugui. Ambas as partes consideram que existe uma cooperação sólida entre os dois territórios, em vários domínios, e fizeram votos para uma promoção gradual nas áreas da inovação tecnológica, educação e das indústrias culturais e criativas para que a colaboração bilateral seja mais aprofundada e concreta.

No encontro, Wang Weizhong deu as boas vindas ao Chefe do Executivo e disse que Shenzhen está empenhado na construção de uma área-piloto de demonstração do socialismo com características chinesas, de acordo com o discurso proferido pelo Secretário-Geral do Comité Central do Partido Comunista da China,Xi Jinping, no ano passado, no âmbito da cerimónia do 40º aniversário do estabelecimento da Zona Económica Especial de Shenzhen. Adiantou ainda que a cidade irá colaborar no novo padrão de desenvolvimento do País, ou seja, o mercado interno servirá «como base» o que permite aos mercados interno e externo se impulsionem mutuamente.

Adiantou que Shenzhen e Macau têm mantido cooperação nos domínios da ciência e tecnologia, saúde, cultura e outras áreas, cujos resultados alcançados são notáveis. Disse esperar que o intercâmbio e a cooperação bilateral sejam alargados para atingir um padrão de nível da internacional.

Wang Weizhong disse ainda que, Shenzhen quer aproveitar as vantagens de Macau no sentido de promover em conjunto uma cooperação mais concisa nos serviços modernos e na inovação tecnológica, bem como, aproveitar o papel de Macau como plataforma comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e incrementar o intercâmbio e a integração com os países lusófonos. Considerou ainda que os dois territórios podem promover conjuntamente a partilha de recursos educativos dentro da Grande Baía.

O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, disse também que, foram construídas boas bases de interacção entre Macau e Shenzhen, em diferentes áreas, e espera que esta seja reforçada nos campos da educação, da inovação tecnológica e da transformação de investigação científica. Adiantou que uma parte das universidades em Macau já atingiu um certo nível de qualidade na área da investigação científica tendo por isso obtido bons resultados. Por isso, espera, através da cooperação com o Interior do País, incluindo as empresas de Shenzhen, um desenvolvimento aprofundado na promoção conjunta da inovação tecnológica e da sua transformação. Revelou ainda que o governo da RAEM pretende integrar os recursos de investigação científica dos laboratórios de referência do estado nas instituições do ensino superior de Macau, para compartilhar com as universidades da Grande Baía, considerando ser um dos rumos estudados para a cooperação regional que permite uma maior cooperação na área da educação da Grande Baía.

Disse ainda que Macau está a empenhado em desenvolver a indústria da medicina tradicional chinesa e que, no futuro, os medicamentos podem ser registados em Macau e vendidos para a Grande Baía e gradualmente até às outras regiões. Considerou que, em Shenzhen, deve haver muitas empresas que pretendem internacionalização, sendo possível aproveitar o papel de plataforma de Macau para explorar os mercados dos países lusófonos. O governo da RAEM vai aperfeiçoar de forma constante a sua função de plataforma de serviços para a cooperação empresarial sino-portuguesa. Além disso, espera dinamizar o desenvolvimento do turismo cultural e das indústrias culturais criativas enquanto Shenzhen conseguiu alcançar um desenvolvimento frutífero nestas áreas pelo que espera reforçar a cooperação bilateral.

O Chefe do Executivo agradeceu ainda à cidade de Shenzhen pelo apoio prestado a Macau na resposta à pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus. Frisou ainda que, actualmente, Macau é uma cidade segura e saudável com zero casos activos, mas acautelou que o governo da RAEM, junto de todos os sectores da sociedade, não irá baixar a guarda e continuará a persistir na execução dos trabalhos de prevenção e controlo, e ao mesmo tempo que irá empenhar-se na recuperação económica e social , no ajustamento da estrutura económica e na diversificação adequada da economia de Macau.

Estiveram presente no encontro, o secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, a chefe do Gabinete do Chefe do Executivo, Hoi Lai Fong, a directora dos Serviços de Turismo, Helena de Senna Fernandes, o director dos Serviços de Economia, Tai Kin Ip, a coordenadora do Gabinete de Protocolo, Relações Públicas e Assuntos Externos, Lei Ut Mui, o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, Lau Wai Meng e a directora do Gabinete de Comunicação Social, Inês Chan. E da parte de Shenzhen estiveram presente o membro do comité permanente e secretário-geral do comité municipal de Shenzhen, Gao Zimin, o vice presidente do município, Ai Xuefeng, o secretário-geral do governo de Shezhen, Gao Shengyuan, o chefe do gabinete do comité municipal para os assuntos da Grande Baía e director da comissão de desenvolvimento e reforma de Shenzhen, Guo Ziping , o sub-chefe do gabinete do comité municipal para os assuntos da Grande Baía, Jiang Likun e ainda o director dos serviços de comércio, Wang Youming, o director dos serviços da cultura, radiodifusão e televisão, turismo e desporto de Shenzhen, Zhang Heyun bem como o presidente da Autoridade de Supervisão Financeira de Shenzhen, Jiang Likun.Contou ainda com a comparência do director do gabinete para os assuntos de Hong Kong e Macau da província de Guangdong, Li Huanchun.

A cidade de Shenzhen foi a última paragem da visita do Chefe do Executivo à Grande Baía. Acompanhado pelo secretário do Comité do Partido Comunista da cidade de Shenzhen, Wang Weizhong, o Chefe do Executivo visitou esta manhã uma empresa local de Internet. E à tarde, o Chefe do Executivo visitou ainda a bolsa de valores de Shenzhen e o parque de uma empresa local de tecnologias, antes de terminar a sua visita de quatro dias à Grande Baía e regressar a Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar