Serviços de Saúde: Dados de doenças de declaração obrigatória do mês de Dezembro de 2020


Para que seja efectuada uma monitorização contínua, mais eficaz, das doenças transmissíveis e do domínio da tendência epidémica de doenças transmissíveis na Região Administrativa Especial de Macau, os Serviços de Saúde determinaram, de acordo com a Lei de Prevenção, Controlo e Tratamento de Doenças Transmissíveis e do Mecanismo de Doenças Transmissíveis de Declaração Obrigatória que os responsáveis pelos organismos de saúde pública e privados, os médicos que efectuam o primeiro diagnóstico, os médicos responsáveis pelo preenchimento de certificados de óbito e os técnicos responsáveis pela realização de diagnóstico laboratorial são legalmente obrigados a notificar os Serviços de Saúde os casos de doenças transmissíveis detectados no exercício da sua função.

Actualmente, existem 44 tipos de doenças que são abrangidas pela obrigatoriedade de declaração. Com estes dados os Serviços de Saúde podem definir e actualizar as medidas de prevenção e controlo de doenças necessárias.

Os Serviços de Saúde passaram mensalmente a publicar os dados obtidos através da monitorização, permitindo que a sociedade possa ter conhecimento da tendência de evolução de doenças transmissíveis em Macau.

No mês de Dezembro de 2020, os Serviços de Saúde registaram 236 situações em que foi efectuada a declaração obrigatória. Verificou-se que existem alterações evidentes em algumas doenças, nomeadamente:

Foram diagnosticados 18 casos de intoxicação alimentar bacteriana, o que representa uma subida em comparação com o mesmo mês do ano anterior (0 caso), e uma subida de 260% quando comparado com o mês anterior (5 casos).

No caso de infecção por norovírus foram registados 75 casos, o que representa uma subida de 226,1% e uma redução de 17,6% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (23 casos) e o mês anterior (91 casos).

Foram diagnosticados 35 casos de infecções por Salmoneloses, o que representa uma subida de 150% e uma redução de 50,7% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (14 casos) e o mês anterior (71 casos).

Foram registados 19 casos de varicela, número representa uma redução de 72,5% e de 34,5% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (69 casos) e o mês anterior (29 casos).

Foram diagnosticados 19 casos de infecção por enterovírus, número representa uma redução de 83% e de 38,7% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (112 casos) e o mês anterior (31 casos);

Foram ainda registados 4 casos de escarlatina, o que representa uma redução de 96,3% e uma subida de 100% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (109 casos) e o mês anterior (2 casos);

Foram registados 5 casos de influenza, o que representa uma redução de 99,2% e uma subida de 150% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (602 casos) e o mês anterior (2 casos);

Por outro lado, foram ainda registados, em Dezembro de 2020, 31 casos de tuberculose pulmonar, o que representa uma redução de 8,8% quando comparados com o período homólogo do ano passado (34 casos); e registados 9 casos de VIH sem manifestação dos sintomas da doença, 1 caso de SIDA e 1 caso de doença de legionário.

Informações mais pormenorizadas podem ser consultadas através do sítio electrónico dos Serviços de Saúde (https://www.ssm.gov.mo) ou através da linha aberta dos Serviços de Saúde n.º 28 700 800.

Actualmente, existem 44 tipos de doenças que são abrangidas pela obrigatoriedade de declaração. Com estes dados os Serviços de Saúde podem definir e actualizar as necessárias medidas de prevenção e controlo de doenças.

Os Serviços de Saúde passaram mensalmente a publicar os dados obtidos através da monitorização, permitindo que a sociedade possa ter conhecimento da tendência de evolução de doenças transmissíveis em Macau.

No mês de Outubro de 2020, os Serviços de Saúde registaram 230 situações em que foi efectuada a declaração obrigatória. Verificou-se que existem alterações evidentes em algumas doenças, nomeadamente:

Foram diagnosticados 113 casos de infecções por Salmoneloses, o que representa uma subida de 334,6% e de 71,2% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (26 casos) e o mês anterior (66 casos);

Foram registados 19 casos de varicela, número representa uma redução de 44,1% e uma subida de 111,1% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (34 casos) e o mês anterior (9 casos);

Foram registados 5 casos de parotidite, o que representa uma redução de 50% e uma subida de 25% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (10 casos) e o mês anterior (4 casos);

Foram diagnosticados 32 casos de infecção por enterovírus, número representa uma redução de 85,4% e uma subida de 100% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (219 casos) e o mês anterior (16 casos);

Foram ainda registados 3 casos de escarlatina, o que representa uma redução de 90,3% e uma subida de 50% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (31 casos) e o mês anterior (2 casos);

No caso de infecção por norovírus foram registados 4 casos, o que representa uma redução de 96,5% e uma subida de 300% quando comparados com o período homólogo do ano anterior (113 casos) e o mês anterior (1 casos);

Não foram registados casos de influenza (ZERO (0) casos). Uma redução do número de casos em comparação com período homólogo do ano anterior (61casos) e com o mês anterior (3 casos).

Por outro lado, foram ainda registados, em Outubro de 2020, 33 casos de tuberculose pulmonar, o que representa uma redução quando comparados com o período homólogo do ano passado (36 casos); e registado 1 caso de VIH sem manifestação dos sintomas da doença.

Informações mais pormenorizadas podem ser consultadas através do sítio electrónico dos Serviços de Saúde (https://www.ssm.gov.mo) ou através da linha aberta dos Serviços de Saúde n.º 28 700 800.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar