Reacção positiva nos anticorpos no sangue em 2 residentes de Macau que regressaram de Tóquio


O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus informa que foram detectadas nas análises sanguíneas positivas em dois (2) residentes de Macau que regressaram de Tóquio.

Um (1) residente teve reacção positiva nos anticorpos IgG específicos e 1 residente com reacção positiva nos anticorpos IgM específicos e ambos foram encaminhados para o Centro Hospitalar Conde de São Januário para submeterem a exames mais pormenorizados.

Há, ainda, uma terceira pessoa, com reacção positiva suspeita em anticorpos IgM e após a repetição do teste a reacção foi negativa. Havendo a possibilidade de esta situação ser considerada como uma provável falsa reacção positiva, é necessário realizar um novo teste.

Considerando que os países ou regiões de onde os residentes regressaram, no dia 21 de Janeiro, com a ultima escala realizada em Tóquio, pertencem a locais onde existe uma situação epidémica considerada grave, onde há a detecção de vírus mutante, com alta contagiosidade, com alto risco de infecção e em simultâneo, com evidências, registadas noutros países que tiveram confirmação de casos após vários resultados negativos de ácido nucleico, foi decidido, para reduzir o risco para a saúde pública, para a família e para a comunidade os passageiros deste voo, antes da saída do local de observação, que estes residentes, além de serem submetidos por 4 vezes a testes de ácido nucleico, seriam submetidos, por 2 vezes a exames de anticorpos de Covid-19 no sentido de despistar infecções da Covid-19.

Em geral, após ser infectado, o corpo humano apresenta em primeiro, anticorpos IgM específicos na fase inicial da doença, e anticorpos IgG específicos nas fases intermédia e final da doença. Os anticorpos IgM gradualmente desaparecem.

Os resultados do teste de anticorpos sanguíneos realizados, quarta-feira, 3 de Fevereiro, revelaram que três (3) pessoas tiveram resultados anormais.

A primeira pessoa, do sexo masculino, 30 anos de idade, executivo de uma empresa, residente de Macau e de nacionalidade Portuguesa e chegou a Macau neste voo proveniente de Portugal. As análises apresentaram anticorpos IgG positivos e anticorpos IgM negativos. Uma vez que os 3 testes de ácido nucleico nos 14 dias anteriores foram todos negativos e sem sintomas clínicos, considera-se que a possibilidade de ter estado infectado antes da chegada muito elevada. Por razões de segurança, este residente será enviado do hotel para enfermaria de isolamento do Centro Hospitalar Conde de São Januário onde será sujeito à realização de exames imagiológicos torácicos, tratamento e exame de ácido nucleico.

A segunda pessoa é homem, 43 anos de idade, um cozinheiro, residente de Macau, nacional da china e regressou a Macau proveniente da Suíça para Macau. As análises efectuadas revelaram anticorpos IgM positivos e anticorpos IgG negativos. O três testes de ácido nucleico realizados anteriormente também foram todos negativos e não manifesta sintomas clínicos. Este residente, também foi enviado, do hotel, para a enfermaria de isolamento do Centro Hospitalar Conde de São Januário onde será à realização de exames imagiológicos torácicos, tratamento e exame de ácido nucleico.

Caso os testes de ácido nucleico que serão efectuados sejam positivos, significa que a doença está na fase inicial; pelo contrário, caso o teste de ácido nucleico para efeito de acompanhamento sejam negativos, significa que a doença está no período de recuperação.

Neste momento, os dois indivíduos acima mencionados não estão listados como casos confirmados.

A terceira pessoa é uma mulher, de 20 anos de idade, com nacionalidade chinesa, uma estudante britânica que regressou a Macau proveniente de Inglaterra. Nos primeiros exames foi identificada uma suspeita de anticorpo IgM positivo. Após a realização dos exames, os resultados foram negativos. Por isso, considera-se que a possibilidade de ter sido anteriormente infectada é elevada. Nos próximos 7 dias serão realizados a esta estudante mais 2 testes de anticorpos e de ácido nucleico, para excluir a possibilidade da infecção.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar