Wong Sio Chak incentiva vacinação voluntária do pessoal da linha de frente

O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, fala à comunicação social

O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, em declarações, hoje (8 de Fevereiro), à comunicação social, após presença numa reunião da Assembleia Legislativa, afirmou que os serviços da sua tutela encontram-se a proceder à contagem do número de trabalhadores da linha de frente que se inscreveram para receber a vacina contra a COVID-19, realçando que a vacinação é voluntária e que não será obrigatória.

O mesmo responsável indicou ainda existirem actualmente cerca de 8000 agentes policiais da linha da frente, dos quais entre 1300 e 1400 são agentes dos serviços de emigração e mais de 1000 bombeiros. De acordo com as instruções dos Serviços de Saúde, os agentes policiais da linha da frente e os bombeiros estão incluídos no grupo de indivíduos prioritários da primeira fase de vacinação, estando esses serviços presentemente a efectuar a contagem do número desses trabalhadores. O secretário acrescentou que os respectivos serviços irão organizar, de forma adequada, a vacinação dos seus agentes da linha da frente, salvaguardando o normal funcionamento dos trabalhos policiais.

Wong Sio Chak revelou ainda que será amanhã inoculado, sublinhando ter confiança na vacina inactivada da Sinopharm contra a COVID-19. Espera, assim, com este acto de vacinação, ajudar no incentivo à inscrição voluntária dos agentes policiais da linha da frente.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar