Índice de preços no consumidor (IPC) referente a Fevereiro de 2021


O IPC Geral de Fevereiro de 2021 situou-se em 102,58, sendo a variação homóloga de-0,95%, a qual abrandou face à de Janeiro de 2021 (-1,18%), informam os Serviços de Estatística e Censos.

Em Fevereiro deste ano a diminuição homóloga do IPC Geral foi impulsionada, principalmente: pela descida dos preços das excursões e dos hotéis durante a pandemia; pelo decréscimo dos preços da gasolina e da carne de porco (os quais eram elevados no ano passado); pelos saldos do vestuário; pela queda dos preços dos serviços de telecomunicações e dos produtos hortícolas. No entanto, o crescimento dos preços: da joalharia, ourivesaria e de relógio; das consultas externas; dos transportes aéreos de passageiros e dos serviços domésticos desacelerou a diminuição do índice de preços.

Analisando as secções de bens e serviços, o índice de preços da secção da recreação e cultura baixou notavelmente 8,27%, face a Fevereiro de 2020 e os índices de preços das secções das comunicações, do vestuário e calçado e dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas diminuíram 7,64%, 6,63% e 1,24%, respectivamente. Salienta-se que apenas os índices de preços destas quatro secções contribuíram para uma diminuição homóloga de 1,17 pontos percentuais do IPC Geral. Por seu turno, os índices de preços das secções da saúde, dos equipamentos e serviços domésticos, dos produtos e serviços diversos subiram 2,50%, 1,89% e 0,98%, respectivamente, em termos homólogos, contrabalançando parte do decréscimo do IPC Geral.

Em Fevereiro deste ano o IPC Geral cresceu 0,27%, em termos mensais, este crescimento subiu ligeiramente 0,02 pontos percentuais, face ao de Janeiro de 2021 (+0,25%). O índice de preços da secção da recreação e cultura subiu 2,36%, em termos mensais, devido à subida dos preços de algumas excursões à província de Guangdong durante o Ano Novo Lunar. O índice de preços da secção dos transportes cresceu 1,04%, em termos mensais, em virtude do crescimento dos preços dos bilhetes de avião e da gasolina. Por seu turno, o índice de preços da secção do vestuário e calçado baixou 1,37%, em termos mensais. O IPC-A e o IPC-B também tiveram um acréscimo idêntico de 0,27%, em termos mensais.

O IPC Geral médio dos 12 meses terminados no mês de referência, em relação aos 12 meses imediatamente anteriores (Março de 2019 a Fevereiro de 2020), ascendeu 0,19%. Os índices de preços com os crescimentos mais significativos foram os das secções da saúde (+3,67%), da educação (+2,76%) e dos produtos alimentares e bebidas não alcoólicas (+2,29%). O IPC-A e o IPC-B, ambos índices médios, aumentaram 0,28% e 0,06%, respectivamente, face ao período anterior.

O IPC Geral permite conhecer a influência da variação de preços na generalidade dos agregados familiares de Macau. O IPC-A corresponde a cerca de 50% dos agregados familiares, que têm uma despesa média mensal compreendida entre 12.000 e 35.999 Patacas e o IPC-B corresponde a cerca de 30% dos agregados familiares, que têm uma despesa média mensal compreendida entre 36.000 e 62.999 Patacas.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar