O IPM organizou um conjunto de actividades de intercâmbio cultural para os alunos estrangeiros conhecerem a essência da cultura chinesa

IPM organizou a actividade "Dia de África" para promover o intercâmbio cultural

No âmbito da iniciativa nacional “Uma Faixa, Uma Rota” e do desenvolvimento de Macau como “Um Centro, Uma Plataforma e Uma Base”, o Instituto Politécnico de Macau (IPM) tem vindo a promover activamente a construção de um ambiente multicultural naquele Instituto, com o objectivo de elevar a competitividade internacional dos seus alunos universitários. Durante o período lectivo, o IPM organizou um conjunto de actividades diversificadas, realizadas dentro e fora do IPM, visando promover o desenvolvimento integral dos alunos e o intercâmbio cultural, desta forma conseguindo obter uma participação activa de alunos de Macau, do Interior da China e de vários países de língua portuguesa, tais como Portugal, Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Essas actividades proporcionam aos alunos a experiência de uma vida universitária mais repleta e feliz, apesar do actual contexto especial no qual as medidas preventivas contra a epidemia se tornam uma parte integrante das nossas vidas.

A Aline, aluna de Cabo Verde, finalista do curso de Administração Pública, referiu que o IPM lhe deixou uma imagem muito boa, impressionante, acrescentando que os professores do IPM são muito profissionais e trabalhadores, dedicam-se muito aos alunos e por consequência os alunos podem aprender muito com eles, adquirindo amplos conhecimentos profissionais, beneficiando muito com esses conhecimentos. Durante o estudo no IPM, a Aline participou activamente nas actividades extracurriculares organizadas pelo IPM de forma a adquirir experiências sobre a essência da cultura chinesa. Essas experiências incluíram aprender a fazer "Jiao-zi" (bolinhos de massa chineses), a escrever dísticos em chinês em conjunto com alunos de diferentes origens, bem como passar por uma primeira experiência nas artes marciais e na arte de chá da China, o que lhes permitiu, para além de obter melhores condições físicas, desenvolver capacidades em termos da moralidade, de forma a elevar simultaneamente as suas qualidades física e mental. A aluna Aline, que concluiu os quatro anos de estudo no IPM e irá agora prosseguir o estudo no Interior da China, confessou que iria voltar a escolher o IPM para estudar se pudesse fazer novamente uma escolha. Os alunos Henrique, do Brasil, e Sara, de Portugal, ambos do curso em Ensino da Língua Chinesa como Língua Estrangeira, consideram que o IPM oferece um ambiente escolar harmonioso em que as culturas chinesas e ocidentais coexistem, o que ajuda a promover o intercâmbio e o estudo dos jovens de diferentes contextos culturais, acrescentando que agradecem ao IPM por proporcionar aos seus alunos várias actividades escolares diversificadas e maravilhosas, o que lhes permite conhecer e experimentar o encanto da cultural local e lhes desenvolve o interesse e paixão pela cultura tradicional chinesa.

O IPM preocupa-se em proporcionar aos alunos universitários uma vida escolar plena e diversificada. Nesse sentido, a Divisão de Assuntos de Estudantes (DAE) do IPM tem vindo a realizar um conjunto de actividades extracurriculares diversificadas para promover o desenvolvimento integral dos jovens universitários, elevando a qualidade geral de todos os seus alunos, incluindo dos alunos oriundos dos países de língua portuguesa, permitindo que esses alunos estrangeiros possam aproveitar bem o intercâmbio e o tempo de estudo em Macau, para um melhor conhecimento sobre a excelente cultura tradicional chinesa.

Neste mês, nas férias do Verão, a DAE-IPM vai organizar a actividade ao ar livre “Gozar o Verão com o IPM”, no sentido de estimular os alunos universitários a aproveitarem bem o tempo livre e a fazerem exercício físico, bem como visando promover o intercâmbio e a convivência harmoniosa entre os alunos de diferentes origens.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar