“Dia Mundial da Prevenção do Suicídio” divulga “Criar esperança através da acção”- Serviços de Saúde


Com o intuito de chamar a atenção para as questões relacionadas com o suicídio, em 2003 a Organização Mundial da Saúde e a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio determinaram que o dia 10 de Setembro seria assinalado como o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio.

O tema de 2021 é “Criar esperança através da acção” (“Creating Hope through Action”), que tem como objectivo alertar para o facto de todas as pessoas serem participantes activos na prevenção do suicídio, pois só em algumas situações estar atento e ouvir com atenção pode trazer esperança às pessoas que estão com incertezas

No âmbito do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio 2021, os Serviços de Saúde, tal como em anos anteriores, continuam a suportar associações cívicas na realização de actividades relacionadas com o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio e apelam aos residentes para que este dia - 10 de Setembro - cerca das 20:00 seja assinalado com uma vela perto da janela, para relembrar os falecidos e apoiar o trabalho de prevenção e controlo do suicídio.

De acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde, o suicídio ainda é uma das principais causas de morte no mundo. Em 2019, a nível mundial, cerca de setecentas mil (700.000) pessoas cometeram suicídio. A taxa global de suicídio padronizada por idade foi de 9 em cada 100 mil pessoas.

Os Serviços de Saúde em 2020 registaram 76 suicídios em Macau, dos quais 65 eram residentes de Macau (41 homens e 24 mulheres).A taxa total de suicídio foi de 11,1 por 100 mil habitantes, o que representa um aumento de 13,3% em relação a 2019.

Em 2021, no primeiro semestre do ano, registaram-se 22 casos, uma redução de 16 casos em comparação com o período homólogo de 2020.

Um único caso de suicídio já é demais, por isso é necessária a cooperação entre todos os sectores de sociedade, para todos proteger-mos a vida.

As causas do suicídio são complexas e frequentemente envolvem vários factores, como doença mental, factores psicológicos, socioeconómicos, familiares, relações interpessoais e factores biogenéticos, etc. No entanto, é importante notar que o suicídio é evitável. Para reduzir a ocorrência de suicídio, os residentes podem estar atentos às pessoas que lhes são próximas, ajudando mais, ouvindo mais, encorajando as pessoas com problemas emocionais a recorrerem à ajuda dos profissionais de saúde.

Os Centros de Saúde (Centro de Saúde do Tap Seac, do Fai Chi Kei, da Areia Preta, da Ilha Verde, dos Jardins do Oceano, do Carmo-Lago e da Praia do Manduco) dispõem de consultas externas de saúde mental. Os residentes podem efectuar a marcação para a consulta externa de saúde mental, a título gratuito, sem necessidade de encaminhamento.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar