Faleceu panda-vermelha do Parque de Seac Pai Van por motivos de doença


A panda-vermelha Tong Tong, criada no Parque de Seac Pai Van, faleceu, no dia 8 de Setembro, devido a doença. A panda-vermelha começou a sofrer de diminuição no apetite desde o início do mês, e os médicos-veterinários do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) submeteram-na a um exame físico e elaboraram imediatamente um plano de tratamento, juntamente com especialistas da Base de Pesquisa de Criação de Pandas Gigantes de Chengdu, na Província chinesa de Sichuan. Até que, a 8 de Setembro, Tong Tong faleceu. Foi preliminarmente apurado que a causa da morte podia estar relacionada com tumor, o que deverá ser confirmado após mais testes de laboratório.

No início do mês, a equipa de gestão e manutenção de animais do IAM verificou que a sua prática de actividades e o apetite diminuiram, tornando-se mais sensível ao ambiente circundante. Após exames veterinários, verificou-se que tinha estomatite aftosa, pelo que foi levado a cabo imediatamente um exame de raios-X, que revelou a suspeita de tumor. Depois de ter sido feito o acompanhamento, com um plano de tratamento elaborado em conjunto com especialistas de Chengdu, foi realizado o tratamento da panda doente, à qual foram administradas águas e nutrição por meio de infusão. Em simultâneo, a equipa relevante continuou a fiscalizar a situação da sua tomada de medicamentos, mas a situação de saúde da panda piorou, tendo esta falecido no dia 8 de Setembro. Foi apurado preliminarmente que a causa da morte estaria possivelmente relacionada com o tumor, o que carece de confirmação através de testes laboratoriais.

A panda-vermelha Tong Tong tinha oito anos, chegou a Macau, vinda de Chengdu juntamente com o panda-vermelho Luo Luo, em 2016, e vivia no Parque de Seac Pai Van. De acordo com os registos, os pandas-vermelhos em cativeiro têm geralmente um esperança de vida de 8 a 15 anos.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar