DSAL empenhada no apoio ao emprego dos residentes Vários serviços de emprego retomados imediatamente após atenuação da epidemia

A DSAL dá apoio aos jovens na integração nos sectores e na ascensão profissional através de diferentes medidas

A Direcção para os Assuntos Laborais (DSAL) continua atenta à evolução do mercado de trabalho, dá apoio aos residentes no emprego e presta vários serviços de apoio adequados, com o fim de ajudar, de várias formas, os candidatos a integrarem-se no mercado de trabalho o mais breve possível.

Vários serviços de emprego retomados imediatamente após atenuação da epidemia a fim de dar apoio aos residentes com necessidades

Com a atenuação da situação epidémica do novo tipo de coronavírus em Macau e tendo-se consultado a opinião sobre a prevenção da epidemia dos Serviços de Saúde, a DSAL retomou, a partir de Setembro, os serviços de encaminhamento e emparelhamento de emprego, nomeadamente as sessões de emparelhamento de emprego especializadas para diversos sectores e os testes de técnicas para os estaleiros de obras da construção civil, tendo ainda acrescentado sessões de emparelhamento de emprego para dar apoio aos residentes com necessidades.

A partir da retoma dos serviços de encaminhamento e emparelhamento de emprego em Setembro, foram contactados um total de 197 candidatos através dos habituais serviços de apoio, tendo um total de 48 indivíduos comparecido à entrevista, dos quais 24 foram contratados. Além disso, estima-se que serão organizadas, em Setembro, no mínimo quatro sessões de emparelhamento de emprego especializadas para diversos sectores, tendo neste momento já sido organizada uma sessão para seguranças e contactados 61 candidatos, dos quais 24 compareceram à entrevista e 23 tiveram sucesso.

Um total de 2 144 pessoas foram contratadas através das medidas habituais e específicas de emparelhamento de emprego nos primeiros nove meses

Em relação aos habituais serviços de apoio ao emprego, no período entre Janeiro e 3 de Setembro do corrente ano, foram encaminhadas pela DSAL e compareceram à entrevista 7 513 pessoas, das quais 1 797 foram contratadas, principalmente para os sectores da construção civil (811 pessoas), serviços de segurança e limpeza (250 pessoas) e comércio a retalho (153 pessoas), representando 68% do total.

A fim de dar apoio aos residentes na procura ou mudança de emprego o mais breve possível, a DSAL tem vindo a organizar, desde Setembro de 2020, no mínimo três sessões mensais de emparelhamento de emprego, para sectores específicos tais como a restauração, hotelaria, comércio a retalho e segurança e administração de propriedades. Entre Janeiro e 3 de Setembro do corrente ano, foram organizadas 25 sessões específicas de emparelhamento de emprego para diferentes profissões e sectores, incluindo os acima mencionados, tendo 643 pessoas comparecido às entrevistas, com 347 contratadas pelas empresas, tendo 120 sido integradas no comércio a retalho, 103 na segurança e administração de propriedades, 72 na restauração, 49 na hotelaria e 3 na enfermagem.

Atendendo à oferta e à procura no mercado de trabalho de Macau, a DSAL organizou, no corrente ano, 14 acções de recrutamento de grande envergadura, em conjunto com as seis empresas de lazer, tendo encaminhado um total de 2 797 candidatos que foram contactados pelas empresas para a entrevista, sendo que, de acordo com os resultados fornecidos, 440 foram contratados.

Organização contínua do plano de estágio para os recém-graduados das instituições do ensino superior com mais de 552 pessoas contratadas pelas empresas para estágio

Em Junho do corrente ano, a DSAL lançou de novo o Plano de Estágio “Criar Melhores Perspectivas de Trabalho”, tendo ainda organizado, antes do lançamento deste Plano, a actividade “Visitas guiadas – conhecer a actividade das empresas de lazer”, a fim de ajudar os jovens interessados em inscrever no Plano a conhecer as funções dos departamentos das empresas. Participaram nas visitas guiadas 74 jovens.

O Plano de Estágio desta edição teve como objectivo ajudar os recém-graduados a integrarem-se no mercado de trabalho e a expandirem a carreira profissional. Este ano foi alargado o leque das empresas colaboradoras, contando para além das empresas de lazer, do sector financeiro e de utilidade pública, já colaboradoras no ano passado, com outras dos sectores da saúde, transporte aéreo, construção civil e comércio a retalho. Foram oferecidos no total 1 874 postos de estágio, relacionados principalmente com as áreas especializadas da linha da frente da restauração e hotelaria, finanças e indústrias, tecnologia de informação, análise de dados, construção civil e saúde, totalizando 42 empresas de estágio.

O período de inscrição foi dividido em duas fases, sendo destinatários os alunos do ensino superior recém-graduados ou graduados em 2020, com 964 pedidos recebidos. Após entrevista e selecção por parte das empresas que proporcionaram as vagas de estágio, 552 pessoas foram admitidas. Até ao dia 7 de Setembro, 329 jovens admitidos iniciaram os respectivos estágios, com os restantes a ter início gradualmente durante o mês. Neste momento, é conhecido através das empresas que 21 estagiários passaram a ser trabalhadores a tempo inteiro devido ao seu excelente desempenho. Fazendo o balanço da situação da admissão ao Plano de Estágio deste ano, a taxa de admissão foi de cerca de 60%.

Lançamento de vários projectos de estágio em empresas de renome do Interior da China no terceiro trimestre

Em Fevereiro do corrente ano, a DSAL lançou pela primeira vez, em conjunto com uma empresa multinacional de renome do Interior da China, o “Plano de Estágio na ByteDance para Jovens de Macau no Interior da China”, e deu apoio a 17 jovens para estagiarem naquela empresa. A DSAL irá continuar a cooperar com várias empresas de renome do Interior da China e lançar gradualmente outros projectos de estágio, com vista a alargar as vias de emprego dos jovens de Macau e a formar futuros quadros qualificados necessários para os futuros ramos de actividade da RAEM.

Encontram-se abertas as inscrições para a nova edição da “Formação subsidiada”

Após a conclusão com sucesso dos cursos da 11ª edição da “Formação subsidiada”, as inscrições para os cursos da 12ª edição tiveram início no dia 6 de Setembro. O período de inscrição para o “Plano de formação subsidiada orientada para o aumento das competências técnicas” decorreu entre 6 e 10 de Setembro, tendo-se registado aproximadamente 690 vagas de formação para este Plano e a inscrição de 421 pessoas. Para o “Plano de formação subsidiada orientada para a empregabilidade”, o período de inscrição decorrerá entre 13 e 17 de Setembro, com cerca de 1 000 vagas de formação. A selecção será feita segundo a modalidade “primeiro o sorteio, depois a apreciação da candidatura e em seguida a entrevista”.

A DSAL vai continuar a acompanhar de perto, como de costume, as mudanças no mercado de trabalho, implementando, no momento oportuno, medidas para diminuir a pressão sentida pelos residentes na área do emprego e fazendo o ajustamento e o equilíbrio entre a oferta e a procura no mercado de trabalho, a fim de proteger os direitos e interesses dos residentes de Macau.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar