Três (3) dias consecutivos sem casos confirmados em Macau | Vacinação disponível outra vez após conclusão da 3.ª testagem massiva de ácido nucleico

Conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus

Na conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, (dia 8 de Outubro) pelo Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, o médico-adjunto, Dr. Tai Wa Hou adiantou que não foram registados, por três (3) dias consecutivos, novos casos em Macau, cumulativamente foram diagnosticados 75 casos, dos quais, sessenta e quatro (64) tiveram alta hospitalar, sessenta (60) foram casos importados do exterior e quinze (15) foram relacionados com casos importados e não foi registado qualquer caso de infecção entre os profissionais de saúde nem casos mortais.

No Centro Clínico de Saúde Pública, no Alto de Coloane estão actualmente internados dez (10) casos conexos, um (1) caso confirmado importado, todos os pacientes encontram-se em estado clínico considerado estável, sem febre, sem sintomas do tracto respiratório, com condições gerais favoráveis. Há ainda quatro (4) pessoas em isolamento do período de convalescença, um (1) caso de recaída e vinte e três (23) contactos próximos.

Até às 16h00 de 8 de Outubro, foram administradas 697.952 doses da vacina, num total de 384.580 pessoas vacinadas, das quais 69.037 com a primeira dose da vacina e 315.543 pessoas completaram as duas doses da vacina.

Nas últimas 24 horas, foram registados dez (10) eventos adversos, dez (10) eventos adversos ligeiros; zero (0) eventos adversos graves, sendo nove (9) casos relativos à vacina inactivada da Sinopharm e um (1) caso relativo à vacina de BioNTech mRNA. Desde o início da vacinação até ao presente momento, houve 3.014 notificações de eventos adversos, incluindo 3.006 ligeiros, oito (8) graves.

No que se refere ao teste de ácido nucleico, no dia 7 de Outubro, foram testadas em Macau 139.409 pessoas.

O Dr. Tai Wa Hou anunciou a organização dos testes regulares de ácido nucleico para moradores das Zonas do Código de Saúde Amarelo a partir de 9 de Outubro (para mais informações em https://www.gcs.gov.mo/detail/pt/N21JHcoEfB?1 . Os moradores que se encontram nas Zonas do Código de Saúde Vermelho, incluindo na Rua da Palmeira e nos blocos C, D do Edf. Palácio da Avenida de Horta e Costa, serão submetidos hoje (dia 8 de Outubro) ao último teste de ácido nucleico, caso os resultados do teste sejam todos negativos, as respectivas zonas serão desbloqueadas às 24:00 do Sábado (dia 9 de Outubro), e o Código de Saúde dos moradores em causa passarão a ser verde.

Os Serviços de Saúde procederam aos trabalhos de inspecção abrangente e de investigação epidemiológica no Casino Oceanus, incluindo a recolha de amostras ambientais em muitos lugares desse estabelecimento, e os resultados obtidos foram todos negativos; e ao mesmo tempo, foram solicitados todos funcionários do Casino Oceanus para sujeitar-se aos 4 testes de ácido nucleico, respectivamente, no 1.º, 3.º, 5.º, e 7.º dia, e actualmente, foram concluídos os primeiros dois testes, sendo os resultados também negativos. Após a avaliação global de todos os dados, julgou-se que o Casino Oceanus reúne condições para ser reaberto.

Após a conclusão da 3.ª ronda da testagem massiva, mais de 1.300 residentes e cerca de 3.000 não residentes de Macau ainda não concluíram o teste de ácido nucleico (é possível que algumas pessoas tenham usado diferentes documentos de identificação para fazer login no Código de Saúde de forma repetida, pelo que as autoridades estão a acompanhar a situação para confirmação do número final).

O pessoal da Direcçãodos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude, do Instituto deAcção Social, e do Instituto Cultural estão a contactar via telefone, os indivíduos envolvidos, de modo a aconselharam-lhes para efectuarem, o mais rápido possível, antes das 21h desta sexta-feira (dia 8 de Outubro), o teste de ácido nucleico por conta própria em oito postos de testes. Caso contrário, o seu Código de Saúde será convertido em Amarelo e no dia 9 de Outubro, a polícia irá deslocar-se à residência destes indivíduos e para leva-los à realização do teste em locais designados. Estas pessoas só poderão regressar à sua residência quando tiverem o resultado do teste. É possível que alguns residentes que já tenham concluído o teste de ácido nucleico ainda recebam um SMS ou chamada telefónica em que se solicita pelo Governo para a realização do teste de ácido nucleico, a razão consiste em que esses residentes se registaram com dois tipos de documentos de identificação no sistema do Código de Saúde, por exemplo, o Salvo-Conduto e o passaporte. Para resolver a situação basta que justifiquem a situação junto dos trabalhadores.

Actualmente, existem 1.870 pessoas nas Zonas do Código de Saúde Vermelho e 2.184 nas Zonas do Código de Saúde Amarelo.

ODr. Tai Wa Hou explicou, ainda, que após a conclusão da 3.ª testagem massiva de ácido nucleico, ficou satisfeito com que a situação de vacinação em Macau se tornou muito activa. Actualmente, existem 18 postos de vacinação em Macau que disponibilizam, diariamente, mais de 10 mil vagas destinadas aos residentes para inoculação de vacinas, incluindo efectuada com marcação prévia e no local.

O Centro de Saúde da Areia Preta tem sido o centro de saúde mais popular, com mais residentes, dado que muitas pessoas que recorrem a consultas médicas e à vacinação ao mesmo tempo, e também se encontra disponível a inoculação no local para os residentes sem marcação prévia, mas neste caso o tempo de espera no Centro de Saúde da Areia Preta será mais longo. As autoridades consideram optimizar a forma de triagem, recomendando que os residentes possam deslocar-se ao Centro Desportivo de Mong-Há já que este possui maior capacidade de vacinação.

A Coordenadora, Dr.ª Leong Iek Hou, relatou que, no dia 7 de Outubro, mais 49 pessoas provenientes das zonas de alto risco foram submetidas à observação médica, das quais, 15 são residentes de Macau e 34 não residentes de Macau. Até às 24h00 do dia 7 de Outubro(quinta-feira), o número acumulado de pessoas submetidas à observação médicas era de 51.617. Actualmente, há 1.212 pessoas que se encontram a ser submetidas a observação médica em hotéis designados.

Desde 4 de Outubro, através da investigação epidemiológica estão a ser observadas 2.859 pessoas, das quais, 108 contactos próximos, 2.354 pessoas que têm um percurso comum com as pessoas infectadas e 397 contactos próximos por via secundária.

Relativamente ao andamento do rastreamento e investigação epidemiológica em que os jornalistas estão atentos, a Dr.ª Leong mencionou que as autoridades dão prioridade ao acompanhamento de pessoas que estiveram em contacto próximo com casos confirmados e pessoas de contacto próximo por via secundária, e foram contactadas as primeiras pessoas envolvidas. No entanto, não se pode excluir os potenciais indivíduos que estiveram em contacto próximo com os casos confirmados, devido à actualização dos itinerários dos pacientes. Actualmente, ainda está em curso o trabalho de investigação epidemiológica global e está a ser acompanhada a situação dos indivíduos que tiveram um percurso comum com os casos confirmados.

Em relação ao 73.º caso confirmado que fez compras no Mercado Iao Hon, a Dr.ª disse que com a cooperação e investigação dos serviços relevantes, conseguiu-se encontrar a tendinha do mercado onde o doente se deslocou, além disso, o dono da tendinha e os indivíduos relevantes foram submetidos à observação médica. Até ao presente, não foram detectados outros residentes que tenham estado em contacto com o 73.º caso confirmado.

Quanto à classificação dos indivíduos que tenham os percursos idênticos aos casos confirmados (apanharam os mesmos autocarros), a Coordenadora indicou que existem três tipos de indivíduos:

1) Aqueles que estiveram no mesmo autocarro com pacientes confirmados;

2) Apesar de os residentes de Macau entrarem pela porta da frente e saírem pela porta traseira do autocarro, em princípio, não há intersecção entre as duas situações, tendo em conta que nos horários de pico do tráfego, é possível que os residentes entrem ou saem pela porta da frente ou porta traseira, daí que, por razões de segurança, os indivíduos que entraram ou saíram do autocarro na mesma paragem são classificados como indivíduos com percurso idênticos aos casos confirmados.

3) Indivíduos que entraram no mesmo autocarro nas duas paragens seguintes à paragem onde desceram os casos diagnosticados são classificados indivíduos com percurso idênticos aos casos confirmados, uma vez que a carruagem do autocarro foi eventualmente contaminada pelos casos infectados.

Relativamente à suspensão da função de pagamento do Cartão “Macau Pass” dos indivíduos que viajaram no mesmo autocarro com o caso confirmado, até aos 12:00 de hoje (dia 8), em 1.900 cartões “Macau Pass” (incluindo cartões identificados e não identificados) foram desactivadas a função de pagamento. A Coordenadora ressalvou que isto não significa que todas as 1.900 pessoas tenham tido um percurso comum com a pessoa confirmada, por limitação das funções do cartão, é possível detectar o tempo de entrada dos passageiros no autocarro, mas é possível rastrear o tempo de saída dos mesmos. Portanto só quando for possível contactar com os passageiros é que é possível inteirar-se dos locais concretos de entrada e saída do autocarro, comparando-os com o percurso do caso confirmado.

Até ao momento, mais de 1.100 pessoas têm um percurso comum com o caso confirmado e foram remetidas para observação médica. Quanto aos cartões não identificados, conseguiram-se contactar alguns portadores através de diversas plataformas, tendo sido encaminhados pela Policia para receberem teste de ácido nucleico no Posto de Quarentena Provisório de Pac On. Muitos cidadãos quando detectaram a suspensão da função de pagamento do seu cartão, tomaram iniciativa de contactar os serviços competentes e declararam o percurso em pormenor. Quando verificaram que não tinham percurso comum com o caso confirmado, notificou-se imediatamente a companhia de Macau Pass para reactivar a função suspensa.

Sobre a insuficiência de equipamentos e orientações no Posto de Quarentena Temporário, a Coordenador admitiu que há espaço para melhoria, mas enfatizou ter feito o possível para que haja uma divisão de zonas, existe uma zona de espera para teste de ácido nucleico, zona de espera para epidemiologia e assinatura do termo de consentimento e zona de espera para transporte em veículos específico, onde há instruções claras. Quando há um grande número de pessoas permanecem no Posto de Quarentena Temporário, o movimento dos mesmos aumentará o eventual risco, portanto, apelou ao público para colaborarem com os trabalhadores, ficarem em espera na zona indicada, a fim de diminuir o risco.

Na conferência, a Chefe da Divisão de Relações Públicas da Direcção dos Serviços de Turismo, Dr.ª Lam Tong Hou reportou o número de pessoas em observação médica em hotéis designados.

O Chefe da Divisão de Ligação entre Polícia e Comunidade e Relações Públicas, Dr. Lei Tak Fai relatou a situação social e a situação de entradas e saídas de Macau;

O Chefe do Departamento do Ensino Não Superior dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude, Dr. Wong Ka Ki, e o Chefe da Divisão de Ligação de Assuntos Policiais e Relações Públicas dos Serviços de Polícia Unitários, Dr. Cheong Kin Ian responderam às perguntas dos meios de comunicação social.

Estiveram presentes na conferência de imprensa: o Médico-Adjunto da Direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário, Dr. Tai Wa Hou, o Chefe do Departamento do Ensino Não Superior dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude, Dr. Wong Ka Ki, o Chefe da Divisão de Ligação de Assuntos Policiais e Relações-Públicas dos Serviços de Polícia Unitários, Dr. Cheong Kin Ian, o Chefe da Divisão de Ligação entre Polícia e Comunidade e Relações Públicas, Dr. Lei Tak Fai, a Chefe da Divisão de Relações Públicas da Direcção dos Serviços de Turismo, Dr.ª Lam Tong Hou e a Coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas e Vigilância de Doença do Centro de Prevenção e Controlo da Doença dos Serviços de Saúde, Dr.ª Leong Iek Hou.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar