Continuidade de implementação da medida de prorrogação do reembolso para atenuar as dificuldades na epidemia


Para aliviar o impacto contínuo na economia derivado da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, o Fundo das Indústrias Culturais (FIC) implementa, mais uma vez, em 2021, a medida de apoio de “prorrogação do reembolso por 1 ano”, para reduzir a pressão económica das empresas culturais e criativas financiadas por empréstimos sem juros.

O período de apresentação do pedido para a medida de “prorrogação do reembolso por 1 ano” é de 1 de Novembro a 31 de Dezembro de 2021. As empresas culturais e criativas que irão vencer o reembolso dos empréstimos sem juros em 2022, podem requerer ao FIC, por escrito, a prorrogação do reembolso até 2023, de acordo com as necessidades reais, mas o prazo do reembolso prorrogado não pode exceder 10 anos.

O FIC lançou duas vezes a medida de apoio de “prorrogação do reembolso por 1 ano”, em Março de 2020 e Março de 2021 respectivamente. Em 2020, foram 63 empresas beneficiárias, envolvendo o montante de cerca de 28 milhões de patacas; enquanto que em 2021, foram 79 empresas beneficiárias, com o montante envolvido de cerca de 38 milhões de patacas. Prevê-se que esta medida de apoio beneficie no total 90 empresas, envolvendo um montante aproximado de 41 milhões de patacas.

As empresas interessadas podem descarregar o formulário de pedido na página electrónica (www.fic.gov.mo). Para quaisquer esclarecimentos, pode contactar o FIC, através do n.º de telefone (2850 1000), ou correio electrónico (info@fic.gov.mo).

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar