Conselho para o Desenvolvimento Turístico realiza segunda reunião plenária de 2021 – DST empenhar-se-á na recuperação e desenvolvimento da indústria turística no próximo ano guiada por quatro pontos prioritários

Secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, preside à segunda reunião plenária de 2021 do CDT

O Conselho para o Desenvolvimento Turístico (CDT) realizou hoje (dia 12) a segunda reunião plenária de 2021, presidida pelo Secretário para a Economia e Finanças e Presidente do CDT, Lei Wai Nong. Durante a reunião, vários membros do CDT apresentaram, de forma activa, sugestões sobre a actual situação da indústria turística de Macau. No próximo ano, a DST impulsionará a recuperação e o desenvolvimento da indústria turística através de quatro áreas, nomeadamente mediante o alargamento das fontes de visitantes, o impulsionar da economia de turismo nos bairros comunitários, o aprofundar do “turismo +” e da cooperação regional.

Durante a reunião, o Secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, referiu que a pandemia causada pelo novo coronavírus em Macau surtiu um impacto considerável no sector do turismo e da economia de Macau. Tendo em conta os princípios de prudência e do bom uso dos recursos financeiros, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) lançou oito medidas de apoio às pequenas e médias empresas para assegurar a sobrevivência e garantir o emprego dos trabalhadores locais, a fim de manter a estabilidade social.

O Secretário acrescentou que, no seguimento do lançamento do “Plano Geral de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau na Ilha de Hengqin”, o Governo da RAEM irá aproveitar plenamente as novas oportunidades de desenvolvimento integrado na Zona de Cooperação Aprofundada, no sentido de impulsionar a cooperação bilateral entre Hengqin e Macau e os sectores relacionados. Lei Wai Nong espera que a indústria colabore activamente com a direcção de trabalho do Governo da RAEM, no planeamento e promoção de passeios turísticos entre Hengqin e Macau, de excursões de cuidados de saúde de medicina tradicional chinesa e itinerários turísticos específicos, bem como ao nível do turismo + convenções e exposições, desporto, entre outros, a fim de alargar o espaço de desenvolvimento, e de agarrar as novas oportunidades de desenvolvimento.

Número de visitantes aumentou 43% em termos anuais nos primeiros nove meses

O subdirector da DST, Cheng Wai Tong, fez uma apresentação na reunião sobre a situação actual da indústria turística de Macau. De acordo com os actuais dados estatísticos, entre Janeiro e Setembro deste ano, o número global de visitantes, de visitantes que pernoitaram e hóspedes de hotéis registaram todos um aumento significativo. O número de visitantes chegados a Macau foi de 5,756 milhões, representando um aumento de 43,2%, comparativamente a igual período no ano passado. A média do tempo de permanência dos visitantes em Macau foi de 1,6 dias (+ 0,2 dias, em termos anuais). Mais de 2,904 milhões de visitantes pernoitaram na cidade (+ 61,3%), os quais permaneceram em Macau por um período médio de 3,1 dias (+ 0,3 dias, em termos anuais), e registaram-se 5,04 milhões de hóspedes em hotéis (+ 111,7%), com um tempo médio de permanência de 1,8 noites (+ 0,2 noites, em termos anuais).

Em termos gerais, durante o período de Janeiro a Outubro, a taxa de ocupação média dos estabelecimentos hoteleiros manteve-se entre 40% e 60%.

Situação epidémica mantém-se estável, subida de visitantes nos últimos meses

Desde Setembro até ao início deste mês, embora o fluxo do número de visitantes a Macau tenha sido afectado pela pandemia, assim que as medidas de controlo de entrada e saída foram relaxadas, a par com o apoio das divulgações e promoções da DST, o número de visitantes recuperou num curto período de tempo. De acordo com os dados estatísticos, o número de visitantes aumentou significativamente nos últimos meses, comparativamente ao período anterior, sendo que, entre 20 de Outubro e 10 de Novembro, o número médio diário de visitantes foi de 25.168, um aumento de 20% em relação à média diária de visitantes registada no mês de Setembro.

Marketing de precisão e aumento estável dos visitantes jovens do Interior da China

Os dados estatísticos mostram que, nos primeiros nove meses deste ano, a percentagem de visitantes do Interior da China, com idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos, tem vindo a subir de forma estável. Tendo em conta o potencial dos grupos de consumidores jovens para viajar, a DST tem utilizado, nos últimos anos, estratégias de marketing de precisão para reforçar a promoção junto destes grupos alvo, tirando partido dos seus hábitos de uso de plataformas na internet.

Aproveitando a retoma, a partir de Setembro de 2020, da emissão de documentos de viajem para residentes do Interior da China visitarem Macau, a DST tem vindo continuamente a realizar actividades promocionais online e offline. Além de organizar a série de actividades das Semanas de Macau em diferentes províncias e cidades do Interior da China, ao nível da promoção online, lançou sucessivamente iniciativas promocionais através das redes sociais, incluindo de cupões de 50% do preço dos hotéis de Macau, cupões de consumo para visitantes e bilhetes de avião “compre um, ganhe um grátis”. Além disso, foram também convidados líderes de opinião da Internet do Interior da China para experienciar actividades em Macau e promover nas suas plataformas, com o objectivo de incentivar os visitantes do Interior da China a visitar Macau.

Aproveitando a tendência de crescimento do número de visitantes verificada entre os meses de Janeiro e Setembro, a DST aumentou o número de eventos para atrair visitantes nos meses de Novembro e Dezembro. A abertura, em Dezembro próximo, do Festival de Luz de Macau 2021 e da “Gala de Drones Brilha sobre Macau”, produzirão um duplo apelo junto dos visitantes, adicionando programas de lazer nocturnos a Macau. Por outro lado, em cooperação com diferentes associações e com a colaboração de vários serviços públicos, a DST está a organizar a “Feira de Diversões para Desfrutar Macau”, a decorrer de Novembro até ao início do próximo ano, com o objectivo de atrair residentes e visitantes a visitarem e a consumirem nas diferentes zonas de Macau, promovendo a economia comunitária.

Apresentação do resultado do primeiro estudo do Plano Geral aos membros do conselho

A DST apresentou também sumariamente aos membros do CDT o resultado da primeira revisão e estudo do Plano Geral do Desenvolvimento da Indústria do Turismo de Macau. No futuro, a DST implementará medidas que abrangem “acções em foco” em seis áreas: produtos e instalações turísticas, turismo de qualidade e apoio, marketing de precisão, construção urbana, tecnologias inteligentes e cooperação regional e internacional.

Quatro pontos prioritários para o próximo ano: Alargamento de fontes de visitantes, economia de turismo comunitário, aprofundamento de “turismo +” e cooperação regional

Na reunião, a directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, assinalou que, no próximo ano, a DST irá impulsionar os trabalhos conforme quatro pontos prioritários:

  1. Alargar as fontes de visitantes para apoiar a recuperação dos sectores de serviços de turismo: promover Macau como cidade segura e apropriada para visitar através de múltiplos canais e criar novos conteúdos para atrair visitantes;

  2. Dinamizar a economia comunitária: lançamento do Programa de Apoio Financeiro Específico para Actividades para “Dinamizar a economia comunitária no âmbito do turismo”, para “Promover a cultura gastronómica” e de “Turismo marítimo”, ajustamento do “Programa de Avaliação de Serviços Turísticos de Qualidade”, e produção de um vídeo promocional que combine os pontos turísticos e elementos culturais mais procurados de Macau;

  3. Aprofundar a integração intersectorial de “turismo +”, promover a melhoria da qualidade da indústria turística: incluindo o “turismo + convenções e exposições”, “turismo + desporto”, “turismo + comércio electrónico”, “turismo + indústrias culturais e criativas”, promover a melhoria da qualidade da indústria turística;

  4. Aprofundamento da cooperação regional: aprofundamento da cooperação turística com Hengqin e reforço da cooperação turística na Grande Baía.

Membros do CDT intervêm activamente e apresentam várias sugestões

Durante a reunião, vários membros do CDT apresentaram as suas opiniões e sugestões, incluindo: sobre o aprofundamento do desenvolvimento do “turismo +” convenções e exposições, gastronomia e desporto, desenvolvimento e instalações complementares da Zona de Cooperação Aprofundada, turismo inteligente, qualidade do turismo, estratégia de marketing, benefícios, promoção de pontos para selfies, formação de talentos, prolongamento do tempo de estadia, vistos do Interior da China, mercado de Hong Kong, entre outros.

Estiveram também presentes na reunião de hoje: a Chefe do Gabinete do Secretário para a Economia e Finanças, Ku Mei Leng, a Directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, o Subdirector da DST, Cheng Wai Tong, a par com representantes da Secretaria para a Economia e Finanças, da Secretaria para os Assuntos Sociais e Cultura, da Secretaria para os Transportes e Obras Públicas, da DST, dos Serviços de Alfândega, do Instituto de Formação Turística, do Instituto Cultural, da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais, da Direcção dos Serviços de Economia e de Ciência e Tecnologia, do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, da Autoridade de Aviação Civil, do Conselho de Consumidores, da indústria turística e sectores relacionados.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar