Marcação da Terceira dose da vacina contra a COVID-19 relaxadas a partir Segunda-feira (15 Novembro)


O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus informa que, a partir de hoje (dia 15 de Novembro), as condições para a marcação da terceira dose da vacina contra a COVID-19 podem ser relaxadas, sendo que todos os indivíduos com idade igual ou superior a 18 anos que tenham sido vacinados com duas doses da vacina inactivada há mais de 6 meses e sem contra-indicações, podem efectuar a marcação da inoculação da terceira dose da vacina contra a COVID-19.

Aqueles que tenham sido vacinados com duas doses da vacina mRNA há mais de 6 meses, só podem marcar a inoculação da terceira dose desde que cumpram uma das seguintes condições:

1) Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos;

2) Pessoas com idades compreendida entre 18 e 59 anos e que possuam imunidade relativamente baixa;

3) Pessoas com idades compreendidas entre 18 e 59 anos que tenham elevado risco de exposição ou maior impacto após a infecção. Estes indivíduos, quando marcarem a terceira dose, é recomendável que optem pelo mesmo tipo de vacina que administraram nas duas primeiras doses, contudo caso seja o seu desejo optar por outra , podem escolher uma outra vacina.

Os indivíduos com função imunológica relativamente baixa , nomeadamente aqueles que estejam em tratamento devido a cancro, doenças cerebrovascular (como acidente vascular cerebral), obesidade, doença pulmonar obstrutiva crónica, diabetes (tipo 1 e tipo 2), doenças cardíacas (como insuficiência cardíaca, doença arterial coronária ou cardiomiopatia), bem como doentes renais crónicos, fumadores ou ex-fumadores; e aqueles com elevado risco de exposição ou com maior impacto após a infecção incluem:

  1. Trabalhadores de instituições médicas, correccionais, instituições de serviços sociais, de educação, estabelecimentos de observação médica;
  2. Outros indivíduos que tenham contacto frequente com doentes, idosos, pessoas com deficiência;
  3. Indivíduos que tenham contacto frequente com indivíduos vindos do exterior ou com um grande número do público;
  4. Indivíduos que morem em locais de residência colectiva;
  5. Trabalhadores de postos fronteiriços, de investigação epidemiológica e de cadeia fria;
  6. Trabalhadores que mantenham em funcionamento os serviços básicos da sociedade (água, electricidade, telecomunicações, transporte, distribuição de alimentos frescos e vivos);
  7. Indivíduos que pretendam deslocar-se a zonas de alto risco;
  8. Outros indivíduos com elevado risco de exposição ou com maior impacto depois de serem infectados.

Os indivíduos com imunossupressão moderada a grave devem administrar a terceira dose da vacina contra a COVID-19, 28 dias após a administração da segunda dose da vacina.

Caso já tenham inoculado a vacina há mais de 6 meses, podem marcar, por si próprios, a administração de terceira dose. Caso contrário, os seguintes indivíduos só podem ser vacinados após a avaliação de médicos:

  1. Os que estão a receber tratamento activo para combater o cancro (como quimioterapia ou radioterapia);
  2. Os que receberam transplantes de órgãos e estão a tomar medicamentos imunossupressores;
  3. Os que receberam transplante de células-tronco há menos de 2 anos ou os que ainda estão a tomar medicamentos imunossupressores;
  4. Os com imunodeficiência primária moderada ou grave (como Síndrome de DiGeorge, Síndrome de Wiskott-Aldrich);
  5. Os com infecção por HIV em estágio avançado ou os que não serem tratados;
  6. Os que estão a receber tratamento activo de doses elevadas de corticosteróides ou de outros medicamentos que podem suprimir a resposta imunológica.
Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar