Cerimónia de Inauguração da Exposição sobre o Apoio de Macau a Congjiang da Província de Guizhou na Lutra Contra a Pobreza realizada em Macau

Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U, preside à cerimónia de abertura da exposição online sobre o apoio de Macau à luta contra a pobreza em Congjiang, da província de Guizhou.

Na tarde do dia 15 de Novembro, realizou-se na sala polivalente do Edifício N1 da Universidade de Macau, a Cerimónia de Inauguração da Exposição sobre Apoio de Macau a Congjiang da Província de Guizhou na Lutra Contra a Pobreza. A Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Ao Ieong U, o Subdirector do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Yao Jin, o Chefe do Departamento da Revitalização Rural de Guizhou, Mu Rongkun, o Presidente da Fundação de Macau, Wu Zhiliang, o Secretário-Geral Adjunto e Chefe do Departamento para os Assuntos Sociais, Huang Huagai, a membro do Comité Permanente do Partido Comunista da China (PCC), Chefe do Departamento de Propagação e Chefe do Departamento da Frente Unida do Distrito de Congjiang, Zhao Lingzhi estiveram presentes e co-presidiram a cerimónia.

No seu discurso, a Secretária para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da RAEM, Ao Ieong U, revelou que nos três anos de trabalho para a redução da pobreza, o Governo da RAEM e personalidades dos diversos sectores da sociedade responderam, por iniciativa própria, ao apelo do Estado e participaram activamente, desempenhando, de forma pragmática, as vantagens e o papel de plataforma de Macau. Os serviços públicos, as associações e as empresas da RAEM conduziram a assinatura de um total de 27 acordos de redução de pobreza, persistindo no princípio de “ajudar as pessoas a aumentar a sua confiança e aptidões através da educação por forma a alcançar a erradicação da pobreza” e concentrando-se no “alívio preciso da pobreza e na erradicação da pobreza”, através do reforço na construção de instalações escolares, da realização de acções de formação educativa, do financiamento de estudantes carenciados, da promoção da redução da pobreza junto do sector, da potencialização científica e tecnológica da medicina tradicional chinesa de Macau para criar uma base de cultivo de “Yao Herbs” com vista a envidar os seus esforços para o efeito. A participação dos compatriotas de Macau nos trabalhos de luta contra a pobreza demonstrou o seu amor pela Pátria, os seus laços de sangue e de família com o Interior da China, a sua beleza na tradição de ajudar os outos e os necessitados, bem como trouxe à luz os valores essenciais do patriotismo de “amor pela Pátria e por Macau” dos diversos sectores da sociedade de Macau.

Por sua vez, Zhao Lingzhi, em representação do Distrito de Congjiang, agradeceu a todas as associações, empresas, instituições e personalidades dos diversos sectores da sociedade de Macau que ajudaram a combater a pobreza em Congjiang e afirmou que os compatriotas dos dois locais estão unidos de mãos dadas e de coração, assumindo a responsabilidade histórica do renascimento da nação chinesa, partilhando as grandes glórias da próspera e forte Pátria e caminhando em conjunto para uma vida melhor.

O administrador-delegado do Conselho de Administração, Zhang Jie, em representação da Companhia de Engenharia e de Construção da China (Macau), Limitada, afirmou que, em conjunto com outras empresas de capitais chineses, responderam activamente ao apelo do Governo da RAEM e do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e têm participado activamente nos trabalhos para a redução da pobreza em Congjiang, bem como continuarão, como sempre, a dar o seu contributo às necessidades da sociedade de Macau.

O Director-Geral do Departamento de Apoio Social do Instituto Nacional de Revitalização Rural, Li Fujun, fez um discurso através de vídeo, dizendo que ao longo dos últimos três anos, Macau tem insistindo no princípio de conjugação entre as “vantagens de Macau” e as “necessidades de Congjiang” e investiu um valor acumulado de doação de cerca de 110 milhões de renminbim, demonstrando o amor dos compatriotas de Macau pelo País. A exposição para além de demonstrar a eficácia do apoio, revela ainda grande significado, contando ao público história da erradicação da pobreza. Após vencer a batalha contra a pobreza, o foco do trabalho da China no âmbito de “três aspectos rurais: agricultura, ruralidade e agricultor” será historicamente voltado para a promoção da revitalização rural. Espero que as partes de Macau participem activamente no desenvolvimento da redução da pobreza e contribuam para a revitalização das zonas rurais, potencializando as vantagens e demonstrando as responsabilidades de Macau.

Esta exposição é uma demonstração do balanço sobre o apoio de Macau a Congjiang da Província de Guizhou na lutra contra a pobreza, nos últimos três anos. Após a cerimónia de inauguração, a exposição terá lugar sob a forma de exposição online com a duração de seis meses. Os interessados podem aceder através do link https://fmac.org.mo/fp/ ou das páginas electrónicas do Portal do Governo da RAEM, do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e da Direcção dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional para visitar a exposição.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar