Estatísticas da actividade internacional do sector bancário de Macau em Setembro de 2021

Estatísticas da actividade internacional do sector bancário de Macau em Setembro de 2021

De acordo com as estatísticas publicadas hoje pela AMCM, a proporção da actividade internacional do sector bancário de Macau diminuiu no terceiro trimestre de 2021. A quota das aplicações financeiras nos mercados internacionais, no activo total do sistema bancário, decresceu de 86,2%, taxa registada no final de Junho de 2021 para o nível de 85,9%, taxa reportada ao final de Setembro de 2021; e as responsabilidades internacionais no passivo total do sistema bancário desceram do nível de 83,9%, registado no final de Junho de 2021 para o nível de 83,8%.

A moeda não local é a unidade principal nas transacções bancárias internacionais. No final de Setembro de 2021, a pataca ocupava, uma quota de 0,6% e 0,7%, respectivamente, no total do activo e no total do passivo financeiro internacional. O dólar de Hong Kong, o dólar dos Estados Unidos, renminbi e outras moedas estrangeiras representaram 33,6%, 44,8%, 16,2% e 4,9%, respectivamente, do total do activo internacional e 38,7%, 42,2%, 15,0% e 3,4%, respectivamente, do total da responsabilidade internacional.

Activos internacionais do sector bancário de Macau

No final de Setembro de 2021, o total dos activos internacionais do sector bancário de Macau decresceu 0,9% relativamente ao trimestre anterior e registou um crescimento de 13,7% em relação ao ano anterior, tendo atingido MOP2.157,9 mil milhões (USD269,1 mil milhões). Sendo de assinalar um crescimento de 15,9%, correspondendo a MOP1.639,3 mil milhões das disponibilidades sobre o exterior e um crescimento de 7,3%, correspondendo a MOP518,6 mil milhões dos activos locais em moedas estrangeiras. Os empréstimos de entidades não bancárias sobre o exterior que constituíram a maior parte dos activos internacionais aumentaram 13,9%, tendo atingido MOP750,2 mil milhões.

Responsabilidades internacionais do sector bancário de Macau

O total das responsabilidades internacionais do sector bancário de Macau atingiu MOP2.104,1 mil milhões (USD262,4 mil milhões), tendo registado um decrescimento de 0,6% quando comparado com a taxa registada há três meses, mas aumentou 15,1%, relativamente ao ano anterior. Em relação ao ano anterior, sendo de assinalar um crescimento de 28,1%, correspondendo a MOP1.256,6 mil milhões das responsabilidades para com o exterior e um crescimento de 0,1%, correspondendo a MOP847,5 mil milhões das responsabilidades internas em moedas estrangeiras. Os depósitos em moedas estrangeiras dos residentes e do Governo da RAEM nos bancos locais continuaram a representar a maior componente no total das responsabilidades internacionais. Esses depósitos diminuíram 1,7%, relativamente ao ano anterior, tendo atingido MOP692,4 mil milhões no final de Setembro de 2021.

As áreas de activo e passivo sobre o exterior do sector bancário de Macau

A actividade bancária internacional de Macau distribuiu-se principalmente pela Ásia e Europa. Até final de Setembro de 2021 as quotas das disponibilidades do sistema bancário de Macau no Interior da China e em Hong Kong, foram de 43,4% e 28,1%, respectivamente; em relação ao Luxemburgo e a Portugal, ambos quotas foram de 0,9%, no total de activo exterior. Entretanto, as quotas das disponibilidades nos países de língua portuguesa e nos países localizados ao longo da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” ocuparam 1,3% e 8,0%, respectivamente. Quanto ao passivo sobre o exterior, registaram quotas de 39,8% e 36,0% para o Interior da China e Hong Kong, respectivamente; no que respeita ao passivo sobre o Reino Unido e a França, as suas quotas foram de 5,0% e 4,2% do total de passivo sobre o exterior. Relativamente aos países de língua portuguesa e aos países localizados ao longo da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” registaram quotas de 0,6% e 7,6%, respectivamente.

As estatísticas da actividade internacional do sector bancário de Macau são elaboradas de acordo com os métodos indicados pelo “Bank for International Settlements”, a fim de assegurar a participação da RAEM no projecto de “Estatísticas regionais da actividade bancária internacional” da referida entidade.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar