# Instalação Performativa

A memória colectiva não é realmente uma "memória", mas um tipo de "convenção social"

Algumas pessoas sofrem de transtornos decorrentes de stress pós-traumático depois de sofrerem uma grande ameaça ou desastre e o sintoma comum é reviverem esse acontecimento traumático em sonhos ou memórias. Se for a única pessoa envolvida, como enfrentaria tal situação?

Esta produção é baseada em incidentes reais de violência sexual e no caso de Shiori Ito. Os participantes assumem o papel de inquilinos e entram em cena para espiar, observar e sentir o lado negro da consciência colectiva ou individual, reflectindo assim sobre o que significa ser agressor e o que significa ser vítima. A empatia é simplesmente construída sobre normas sociais ou pode ser uma réstia de luz que prepara o caminho para um revés do destino?

Duração: Aproximadamente 50 minutos
Interpretado em Cantonense
Limitado ar maiores de 13 anos (conteúdo para adultos e contém linguagem grosseira)

Observações:
1.Não será permitida a entrada a pessoas que cheguem atrasadas.
2. Os participantes vão precisar de caminhar, pelo que se recomenda o uso de roupas confortáveis

Texto e Directora: Wu May Bo
Produção: Ip Ka Man
Direcção Técnica, Direcção de Palco e Cenógrafo: Lam Hoi Weng
Cenógrafo e Adjunta da Direcção de Palco: Lao Chi Wai
Desenho de Instalação e Cenógrafo: Lam Ka Pik
Desenho de Iluminação: Tou Kuok Hong
Desenho de Som: Chan Kwun Wang
Design Gráfico e Animação: Raymond Nogueira
Desenho de Vídeo: Yip Ting Hang Daniel
Artista: Lao Ka Hong
Frente da Sala: Mok

Mais detalhes

Vida em Suspenso: uma Instalação Performativa em 5 Capítulos


Conteúdo fornecido por: Instituto Cultural (IC)

Última actualização: 2020-12-16 17:24

Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar