Prescrição de medicamento em dose errada CHCSJ instaura o processo de averiguações

Relativamente ao incidente de uma mulher que relatou na rede social sobre a suspeita de que um médico do Serviço de urgência pediátrica do Centro Hospitalar Conde de São Januário ter prescrito ao seu filho uma dosagem superior ao normal de um medicamento, o CHCSJ instaurou um processo de averiguações. O incidente ocorreu no dia 26 de Janeiro, pelas 19:30, um menino de 6 anos de idade foi consultar na sala de urgência pediátrica e recebeu a prescrição de medicamento. A dosagem desta prescrição de medicamento foi confirmada errada, os respectivos prescrição e medicamentos já foram devolvidos, o incidente foi notificado ao sistema de notificação de 24 horas dos Serviços de Saúde e foi definido “Quase-Acidente”, o caso também foi exposto na rede social.

O processo de averiguações irá abordar todo procedimento de trabalho de prescrição de medicamento e medidas de prevenção e controlo de segurança de prescrição de medicamentos, bem como avaliar a formação contínua dos actuais profissionais de saúde, designadamente médicos, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos, especialmente a necessidade de reforço para as medidas de formação de acreditação para os trabalhadores em início de funções. A Equipa de segurança de medicamentos do Hospital também irá reforçar o sistema electrónico da prescrição de medicamentos, tais como o sistema de alerta para situações em que possa existir a prescrição exagerada de medicamentos e identificar a prescrição suspeita de ter erro para assegurar a segurança da prescrição.

Além disso, o Hospital irá tomar medidas para evitar a ocorrência de incidentes idênticos nomeadamente advertência a todos os médicos clínicos do hospital que só após verificação cuidadosa das receitas prescritas é que estas podem ser entregues aos pacientes, bem como reforçar a divulgação e formação sobre a segurança da prescrição efectuada por profissionais de saúde em linhas de frente, aumentando a comunicação com as farmácias externas ao hospital para assegurar a segurança da prescrição.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar