A DSPA lança a actividade “É fácil descartar as lâmpadas usadas”

Caixas de recolha para a actividade “É fácil descartar as lâmpadas usadas”

Para concretizar a política de tratamento de resíduos que visa a reciclagem de materiais, a Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) lança, em Maio do corrente ano, a actividade “É fácil descartar as lâmpadas usadas”, em cooperação com aAssociação de Administração de Propriedades de Macau, a União Geral das Associações dos Moradores de Macau, a Aliança de Povo de Instituição de Macau, a Associação dos Merceeiros e Quinquilheiros de Macau e a Associação da União dos Fornecedores de Macau. Actualmente há mais de 500 edifícios, supermercados e entidades comerciais que participam neste programa e disponibilizam pontos de recolha, com vista a incentivar os cidadãos a praticar os comportamentos ecológicos.

Esta actividade tem por objectivo recolher as lâmpadas mais usadas na vida quotidiana, tais como, lâmpadas fluorescentes, lâmpadas economizadoras, lâmpadas LED, lâmpadas de tungsténio, lâmpadas de halogéneo, lâmpadas de descarga de alta intensidade e outras lâmpadas com teor de mercúrio. Na substituição de lâmpadas, deve-se colocar as lâmpadas usadas sujeitas à recolha nas embalagens ou caixas (por exemplo, nas embalagens ou caixas das lâmpadas novas) e, depois, depositar-se cuidadosamente na caixa de recolha e fechar bem a sua tampa. As lâmpadas recolhidas são transportadas para a instalação de pré-tratamento, para depois serem classificadas e desmanteladas, bem como para serem removidas as suas embalagens. A seguir, as mesmas, após o procedimento de trituração e de pesagem, são colocadas em barris de ferro para a posterior exportação para as instalações de tratamento de qualidade, com vista a tratamento inócuo e transformação em materiais. Mais informações sobre a actividade podem ser consultadas no website da DSPA (www.dspa.gov.mo).

Por outro lado, a DSPA promove, activamente, a reciclagem de materiais. A fim de aproveitar e tratar com eficácia os fertilizantes orgânicos resultantes dos resíduos alimentares, e para consciencializar os cidadãos sobre a protecção ambiental, foram adquiridas máquinas de compostagem, através das quais os materiais orgânicos resultantes dos resíduos alimentares são submetidos ao processo de fermentação para a sua transformação em fertilizantes orgânicos. Os mesmos são embalados em pacotes pequenos e os cidadãos podem obtê-los gratuitamente na DSPA (Estrada de D. Maria II, n.os 32-36, Edifício CEM, 1.º andar, Macau). Aqueles serão ainda distribuídos aos cidadãos durante as actividades.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar