Left off-canvas

An off-canvas can hold any content you want.

Close this off-canvas by clicking on the backdrop or press the close button in the upper right corner.

 

Some details

  • Width
    240px
  • Height
    100%
  • Body scroll
    disabled
  • Background color
    Default

Aparição exposição de Heidi Lau organizada pelo Museu de Arte de Macau foi inaugurada em Veneza

Brinde pelo Chefe do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da RAEM, Ip Peng Kin; pela Presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian; pela artista Heidi Lau e pela curadora Lam Sio Man, para celebrar a inauguração da exposição

A Exposição Internacional de Arte La Biennale di Venezia é o mais antigo evento cultural do mundo, derivando a sua fama da escala e variedade que a caracterizam e providenciando uma plataforma única para artistas culturais e grupos artísticos de todo o mundo. Aparição exposição de Heidi Lau, organizada pelo Museu de Arte de Macau (MAM), sob a égide do Instituto Cultural, foi inaugurada no espaço reservado à exposição Macau-China, no âmbito da 58.ª Exposição Internacional de Arte - Bienal de Veneza, em Veneza, no dia 9 de Maio, pelas 17:45 horas (hora local). Em 2007, o MAM foi convidado pela primeira vez a representar Macau (China) na Bienal de Veneza, sendo esta a sétima vez que este evento internacional de arte conta com a participação de artistas de Macau. A exposição, intitulada Aparição, apresenta 10 instalações de cerâmica da autoria da jovem artista Heidi Lau, com o objectivo de “tornar visível” o “invisível” de Macau, dando igualmente eco ao título da Bienal deste ano May You Live in Interesting Times.

A cerimónia de inauguração foi presidida pelo Chefe do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura do Governo da RAEM, Ip Peng Kin; pela Presidente do Instituto Cultural, Mok Ian Ian; pela artista Heidi Lau e pela curadora Lam Sio Man. No seu discurso, Mok Ian Ian expressou a esperança de que a exposição possa abrir os olhos do público para as referências históricas e os impulsos artísticos expressos na arte contemporânea de Macau, bem como aprofundar o conhecimento sobre a cidade. A artista Heidi Lau e a curadora Lam Sio Man expressaram a sua gratidão aos convidados, às suas famílias e aos membros da equipa organizadora, agradecendo ainda o grande apoio da Organização. Lam observou que as obras de Lau reflectem uma Macau contemporânea que está a crescer a um ritmo sem precedentes, revelando muitas lembranças pessoais e familiares que são normalmente descuradas e explorando ainda a história da indústria do jogo em Macau. As suas obras materializam diálogos sobre identidade, história e futuro, possuindo ao mesmo tempo o poder de transcender a realidade.

A cerimónia de inauguração contou igualmente com o apoio de vários outros convidados: os membros da comissão organizadora do Pavilhão Nacional da China na Bienal de Veneza, Wang Chen, Li Rui, Xie Yanyi e Li Yunyun; o curador do Pavilhão Nacional da China, Wu Hongliang; os artistas participantes do Pavilhão Nacional da China, Chen Qi, Fei Jun, He Xiangyu e Liu Dapeng; a Secretária Permanente dos Assuntos Internos do Governo da RAE de Hong Kong, Cherry Tse; a Representante Especial para os Assuntos Económicos e Comerciais de Hong Kong junto da União Europeia no Gabinete Económico e Comercial (ETO) do Governo da RAE de Hong Kong em Bruxelas, Shirley Lam; o Presidente do Conselho de Desenvolvimento das Artes de Hong Kong, Wilfred Wong; o artista do Pavilhão de Macau do ano anterior e membro do júri deste ano, Wong Cheng Pou; e ainda vários profissionais de diversas áreas do sector artístico e aficionados das artes provenientes de Macau.

Na cerimónia de inauguração esteve ainda presente uma delegação da equipa organizadora do “Arte Macau”, mega-evento internacional de arte e cultura que será inaugurado em Macau no próximo mês de Junho. A delegação incluiu como elementos constituintes (por ordem aleatória): a Assessora do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Lam Wan Nei; o Director do Galaxy Entertainment Group, Philip Cheng; a Directora dos Assuntos Governamentais da Melco Resorts & Entertainment Limited, Maggie Ma; a Vice-Presidente da Arte e Cultura do MGM China Holdings Limited, Cristina Kuok; a Directora Executiva do Gestão e Desenvolvimento dos Projectos Especiais da Sands China, Catherine Kong; o Consultor Sénior do Marketing da Sociedade de Jogos de Macau, S.A., Bernard Yiu; a Assistente do Vice-Presidente de Eventos Especiais da Wynn (Macau) Limited, Yolanda Lao; o Director Geral Adjunto do Nam Kwong (Group) Company Limited, Song Xiaodong; e a Vice-Presidente do Conselho para as Indústrias Culturais do Governo da RAE de Macau, Hsu Hsiu-Chu.

A exposição explora a história e as crenças esquecidas de Heidi Lau através de uma análise das suas memórias de infância, visando revelar a identidade complexa e a história única de Macau no estilo típico da ficção sobrenatural clássica chinesa e envolvendo o público numa profunda reflexão através da sua interpretação bizarra e extraordinária. A exposição estará patente diariamente em frente ao Arsenale, principal local da Bienal, das 10:00 às 18:00 horas (horário local), até ao dia 10 de Novembro, encerrando às segundas-feiras. Endereço: Arsenale, Campo della Tana. Castello 2126/A, Veneza, Itália. Para mais informações, é favor consultar a página electrónica www.MAM.gov.mo.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar