Títulos de dívida do Estado marcam a entrada do mercado financeiro de Macau numa nova era

Cerimónia, realizada na sede do Governo da RAEM, que marca a emissão dos títulos de dívida do Estado, em Macau, pelo Governo Central.

O Chefe do Executivo, Chui Sai On, afirmou, hoje (5 de Julho), que a primeira emissão de títulos de dívida do Estado em renminbi demonstra o apoio do Governo Central ao desenvolvimento do sector financeiro de Macau, uma iniciativa importante para a promoção do território como Plataforma de Prestação de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa, marcando a entrada do mercado financeiro de Macau numa nova etapa histórica, de modo a optimizar a sua estrutura sectorial da economia.

A cerimónia de celebração da primeira emissão de títulos de dívida do Estado em renminbi, pelo Governo Central da República Popular da China, na Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), realizou-se, esta manhã na Sede do Governo, contando com a presença do Chefe do Executivo, Chui Sai On, da vice-ministra das Finanças, Zou Jiayi, do subdirector do Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM, Xue Xiaofeng, do comissários-adjuntos dos Negócios Estrangeiros da RPC na RAEM, Wang Dong, do secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong, e outros representantes do sector bancário. Durante o evento discursaram Chui Sai On, Zou Jiayi, o vice-presidente do Banco da China, Zheng Guoyu, o presidente do Bank of Communications Co., Ltd, Ren Deqi, e o director executivo do Banco Nacional Ultramarino, Tou Kei San.

Ao discursar na ocasião, o Chefe do Executivo expressou, em nome do Governo da RAEM, os sinceros agradecimentos pelo contributo que os diversos sectores prestaram para o sucesso da emissão de títulos de dívida do Estado em Macau. Recordou que este ano comemora-se o 70.º aniversário da Implantação da RPC e o 20.º aniversário do regresso de Macau à pátria, e que esta primeira emissão de títulos de dívida em renminbi pelo Governo Central em Macau, num momento de tão grande significado histórico, demonstra bem o apoio do Governo Central ao desenvolvimento do sector financeiro de Macau, assim como marca a entrada do mercado financeiro local numa nova etapa histórica.

O mesmo responsável disse ainda que com vista a promover a diversificação adequada da economia, o Governo da RAEM tem-se empenhado no desenvolvimento de actividades financeiras com características próprias e, enquanto «Um Centro» e «Uma Plataforma», tem vindo a promover a construção da Plataforma de Prestação de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa de modo a optimizar a estrutura sectorial da economia local e a dar uma nova vitalidade ao desenvolvimento sustentável de Macau.

Chui Sai On afirmou que esta primeira emissão de títulos de dívida do Estado em Macau, lançada pelo Ministério das Finanças e pelo Governo da RAEM, é uma iniciativa importante para a promoção activa da construção da Plataforma de Prestação de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que permite acelerar o desenvolvimento das infra-estruturas do mercado de títulos de Macau, contribui para a consolidação de uma base sólida para o futuro crescimento deste mercado, fortalece e aperfeiçoa o papel de Macau como Plataforma de Prestação de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa, sendo muito significativo para o desenvolvimento das actividades locais em renminbi.

Acrescentou ainda que, no âmbito desta emissão de títulos de dívida do Estado que se destina a investidores institucionais, será também lançada uma emissão a retalho que visa proporcionar à população de Macau uma opção de investimento seguro.

O Chefe do Executivo manifestou a sua satisfação pela possibilidade do Ministério das Finanças continuar a aproveitar Macau como plataforma para a promoção, a emissão e a subscrição de títulos de dívida diversificados e atractivos, no sentido de apoiar o desenvolvimento de um mercado financeiro local orientado para a construção de Macau como Plataforma de Prestação de Serviços Financeiros entre a China e os Países de Língua Portuguesa e que, em articulação com as grandes estratégias do desenvolvimento nacional, irá contribuir para Macau ascender a um novo patamar.

Por sua vez, a vice-ministra das Finanças, Zou Jiayi, destacou que a ligação económica e comercial entre Macau e China continental é cada vez mais estreita, e a RAEM tem integrado o desenvolvimento nacional, contribuindo para a construção da Grande Baía Guangdong, Hong Kong e Macau e a iniciativa “ Uma Faixa, Uma Rota”.

Zou Jiayi frisou que a decisão do Governo Central para a emissão de títulos de dívida do Estado em Macau num valor de dois mil milhões de renminbi, demonstra o apoio ao avanço financeiro com características próprias de Macau, sendo uma iniciativa importante para impulsionar o desenvolvimento sustentável da diversificação adequada da economia da RAEM, como também uma forma de celebrar o 20º aniversário do retorno de Macau à pátria, sendo de extrema importância para incentivar a integração económica e financeira de Macau nos mercados internacionais.

A mesma responsável indicou ainda que o preço, a custódia e liquidação, e negociação no mercado secundário desta emissão de títulos de dívida do Estado são feitos através de instituições locais, e esta experiência impulsiona, de forma eficiente, a criação de sistemas de emissão, inscrição e liquidação no âmbito de títulos de dívida em Macau, contribuindo para a atracção de mais instituições e investidores a participarem no fomento do mercado de títulos de dívida local, a fim de consolidar os alicerces para o desenvolvimento deste mercando, a longo prazo.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar