Simpósio da “Faixa e Rota” e o desenvolvimento de Macau 2019 realizado em breve

A iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” foi proposta em Outono de 2013, sob a orientação do princípio “consulta mútua, construção conjunta e compartilhamento de frutos”, e obteve resultados faseados marcantes. Conforme as estatísticas, até Abril de 2019, já 131 países e 30 organizações internacionais assinaram, no total, 187 documentos de cooperação para a construção conjunta de “Uma Faixa, Uma Rota”, e a convicção e ideologia de cooperação daquela iniciativa foram já inseridas sucessivamente nos documentos das Nações Unidas, G20, Cooperação Económica Ásia-Pacífico, Organização para a Cooperação de Shangai e de outras organizações internacionais relevantes. Ademais, a Itália, um país desenvolvido, tornou-se o primeiro país-membro do G7 a aderir à iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”. Desde a iniciativa proposta há mais de cinco anos, as ideias de “coordenação de políticas”, “conectividade de infraestrutura”, “livre fluxo de comércio”, “integração financeira” e “entendimento entre os povos” têm vindo a obter respostas activas e sido promovidas de forma empenhada, o que confirma as palavras do Presidente Xi Jinping: “‘Uma Faixa, Uma Rota’ tem origem na China, mas pertence ao mundo”.

Durante o 2º Fórum “Uma Faixa, Uma Rota” para a Cooperação Internacional realizado recentemente em Abril passado, o Presidente Xi Jinping afirmou que “é necessário aproveitar bem os papéis de think tanks e contruir a aliança e a rede de cooperação de think tanks”, e criou-se o sub-fórum de “Intercâmbio de think tanks”. A proposta obteve recepção unânime e apoio de todos os representantes do Fórum.

Nessa perspectiva e no intuito de resumir profundamente as experiências de sucesso obtidas, discutir as novas oportunidades provindas de “Uma Faixa, Uma Rota” para o desenvolvimento económico mundial e pensar no novo papel e nova contribuição de Macau na iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, a Direcção dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional do Governo da RAEM, a Fundação Macau e a Grand Thought Think Tank irão organizar em conjunto o Simpósio “ ‘Faixa e Rota’ e o desenvolvimento de Macau 2019”, no dia 9 de Julho de 2019, em Macau. O tema “Cidade mundial na ‘Faixa e Rota’ – Macau”, destina-se a debater sobre novas oportunidades, novos desempenhos e novas contribuições de Macau no desenvolvimento da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Foram convidados a presenciar no simpósio de intercâmbio, o Dr. Xiang Bing, Presidente Fundador da Cheung Kong Graduate School of Business e Professor do comércio da China e globalização, e o Dr. Hu Angang, Director do Instituto de Estudos Contemporâneos da China da Universidade de Tsinghua, Professor e Orientador de Doutoramento na Escola de Políticas Públicas e Gestão da mesma universidade, para proferirem discursos sobre principais temas. Além disso, sobre os temas da integração financeira, entendimento entre os povos, livre fluxo de comércio, intercâmbio de think tanks e jovens, convidaram-se o Dr. Li Guang, Presidente da Sucursal de Macau do Banco da China, o Dr. Lao Ngai Leong, Presidente da Associação Geral dos Chineses Ultramarinos de Macau, o Dr. Ma Iao Lai, Presidente da Associação Comercial de Macau, o Professor Hao Yufan, Presidente da Direcção do Grand Thought Think Tank, o Dr. Mok Chi Wai, Presidente da Federação de Juventude de Macau e o Dr. Jorge Valente, Presidente da Associação dos Jovens Macaenses, para fazerem discursos dos temas especiais. Acredita-se que os discursos dos académicos e especialistas vão aprofundar os conhecimentos e as inspirações dos participantes em relação à iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e ao desenvolvimento de Macau.

(Direcção dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional do Governo da RAEM, Fundação Macau, Grand Thought Think Tank)



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar