4 sociedades concorreram à prestação dos serviços de “Monitorização e Avaliação Ambiental das Zonas de Depósito de Cinzas Volantes”

A DSPA realizou hoje o concurso público para a prestação dos serviços de “Monitorização e Avaliação Ambiental das Zonas de Depósito de Cinzas Volantes”.

A Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental (DSPA) realizou hoje (dia 9) o concurso público para a prestação dos serviços de “Monitorização e Avaliação Ambiental das Zonas de Depósito de Cinzas Volantes”, tendo sido recebidas 4 propostas. Após a apreciação e a confirmação da comissão de abertura das propostas foram admitidas 3 propostas, cujo preço varia entre 14 milhões e 23 milhões de patacas.

O prazo do contrato para a prestação dos serviços de “Monitorização e Avaliação Ambiental das Zonas de Depósito de Cinzas Volantes” é de 32 meses. A sociedade adjudicatária deve instalar os instrumentos de monitorização de qualidade do ar nas zonas de depósito temporário de cinzas volantes do Aterro para Resíduos de Materiais de Construção (ARMC) de Macau e nas áreas marítimas adjacentes ao ARMC, e no aterro de cinzas volantes de Ká-Hó, que se encontra fechado, e na sua envolvente. Estes instrumentos fazem periodicamente a amostragem de água e fornecem os serviços de monitorização e avaliação ambiental, permitindo assim o conhecimento sobre o estado ambiental das zonas em causa e garantindo que, deste modo, não haja qualquer impacto sobre o ambiente envolvente.

Ver galeria

Anexos



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar