Inicia amanhã as visitas e aprendizagem intitulada «Caminhar juntos na Nova Era»

Cerimónia de entrega de bandeiras na cerimónia de juramento que marca o início das visitas e aprendizagem intitulada “Caminhar juntos na nova era”.

Foi realizada, hoje (13 de Julho), a cerimónia que marca o início das visitas e aprendizagem intitulada «Caminhar juntos na Nova Era». No período entre 14 e 25 do corrente mês, 500 jovens locais, distribuídos em cinco grupos, liderados pelos vários dirigentes do Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) e do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, deslocam-se às Províncias de Hebei, Guizhou, Jiangsu, Guangdong e Hunan.

O Chefe do Executivo, Chui Sai On, no seu discurso da cerimónia, expressou as três expectativas que tem dos jovens, através das quais espera que estes possam ter a coragem de assumir a herança do espírito do patriotismo e do amor a Macau, de serem protagonistas da implementação do princípio «um País, dois sistemas» e de assumirem a nova dinâmica da grande revitalização da Nação.

Com vista a celebrar o 70.o Aniversário da Implantação da República Popular da China e o 20.o Aniversário do Retorno de Macau à Pátria, o Governo da RAEM, o Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e a Comissão Organizadora de Actividades das Diversas Associações de Juventude de Macau vão organizar, com a colaboração do Ministério de Educação do Estado e da Federação da Juventude da China, uma série de actividades alusivas à «dupla celebração» destinadas à juventude de Macau. De entre elas, destacam-se o programa da visita de estudo «Caminhar juntos na Nova Era» e a sessão subordinada ao tema «Eu e a minha Pátria» que será realizada em Macau no dia 3 de Agosto.

O Chefe do Executivo, o director do Gabinete de Ligação, Fu Ziying, os cinco secretários do Governo da RAEM, os quatro subdirectores do Gabinete de Ligação, os representantes da Comissão Preparatória de Actividades Constituída pelas Diversas Associações da Juventude e os jovens que participam nas cinco rotas estiveram, esta tarde, presentes na cerimónia que marca o início da actividade, no Centro de Exposições e Centro de Convenções Internacional de Macau na Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental de Macau, como testemunhas das cerimónias de entrega de bandeiras e de juramento.

Durante o seu discurso, Chui Sai On destacou a grande envergadura do presente programa de visitas, destacando não só alto nível como também o profundo significado que as mesmas representam e referiu que permitem atingir um conhecimento mais vasto e profundo da situação do País. Juntamente com a sessão de partilha sobre o tema «Eu e a minha Pátria» será a combinação perfeita unir a educação patriótica aos trabalhos na área da juventude com as actividades da «dupla celebração».

O mesmo responsável frisou ainda que, sob a orientação do Governo Central, o Governo da RAEM tem vindo a empenhar-se na promoção de acções vocacionadas para a juventude tendo em conta que a valorização dos trabalhos dos jovens foi incluída nas ideias fundamentais, gerais e estratégicas do princípio «um País, dois sistemas». Assim, numa conjugação de esforços, as Secretarias e os Serviços do Governo da RAEM têm coordenado no sentido de intensificarem as iniciativas que visam reforçar a formação e a educação dos jovens.

As cinco delegações que, serão lideradas, respectivamente, pelo Chefe do Executivo e pelos secretários do Governo da RAEM terão como consultores o director do Gabinete de Ligação, Fu Ziying, e demais dirigentes do mesmo Gabinete. Chui Sai On referiu que se trata de uma importante iniciativa do Governo da RAEM, do Gabinete de Ligação do Governo Central em Macau e dos diversos sectores da sociedade, que visa reforçar a complementaridade das vantagens e a inovação dos modelos de cooperação e aprofundar, na nova era, o trabalho realizado pelos jovens. Com vista a criar boas condições de crescimento, a formação e o sucesso da juventude de Macau são importantes factores na transmissão dos grandes valores do patriotismo e do amor a Macau de geração em geração.

Sublinhou ainda que as rotas das visitas de estudo incluem as principais províncias da China Oriental, da China Ocidental, do Sul da China, do Norte da China e do Centro da China, e incidem sobre diversas e importantes estratégias nacionais, como a iniciativa «Uma Faixa, Uma Rota», a «Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau», o «Desenvolvimento integrado de Pequim, Tianjin e Hebei», a «Faixa Económica do Rio Yangtze» e a «Erradicação da pobreza», em vários domínios de relevância, tais como a política, a economia, a sociedade, a cultura e a ecocivilização. Irão ainda ser realizadas visitas a locais onde se ensina a educação patriótica assim como projectos nacionais de grande envergadura o que permitirá interagir e participar nas sessões de intercâmbio organizadas no contexto do 70.o aniversário da implantação da Pátria, do 20.o aniversário do Retorno de Macau e do centenário do “Movimento 4 de Maio”, e reforçará o conhecimento dos jovens de Macau sobre o invulgar processo de desenvolvimento da Nação, que se ergueu, enriqueceu e fortaleceu.

O Chefe do Executivo disse também que a presente cerimónia não só serve para assumir o compromisso solene desta Visita de Estudo, mas também permite, nesta nova era, que os jovens de Macau caminhem juntos com a Pátria, partilhando das mesmas convicções. Aproveitou ainda a oportunidade para expressar a todos os jovens amigos de Macau as suas expectativas (três): 1. Tenham a coragem de assumir a herança do espírito do patriotismo e do amor a Macau, elevar e reforçar, na nova era, a consciência nacional e o espírito patriótico, tendo sempre presente o patriotismo e o amor a Macau como valores basilares orientadores das suas vidas; 2. Tenham coragem de ser protagonistas da implementação do princípio «um País, dois sistemas». Esta política orientadora proporciona o sistema ideal para que Macau mantenha a prosperidade e a estabilidade, sendo fundamental que todos os jovens de Macau zelem e actuem unidos com empenho, em defesa de «um País», aproveitando as vantagens do segundo sistema. Devem igualmente abraçar esta nova era de desenvolvimento, para que saibam melhor planear o seu futuro com acções proactivas, contribuindo para a continuidade da implementação estável e duradoura em Macau do princípio «um País, dois sistemas»; 3. Tenham a coragem de assumir a dinâmica da grande revitalização da nação, a caminho de uma nova era. A jovem geração de Macau, por iniciativa própria e em articulação com o desenvolvimento nacional, devem elevar as suas capacidades e assumir as responsabilidades, lutando com força em prol da grande revitalização da nação.

Por sua vez, o director do Gabinete de Ligação, Fu Ziyin, durante o seu discurso, sublinhou que, o Governo Central está atento à educação e aos jovens de Macau, especialmente, o Presidente Xi Jinping, que tem ensinado constantemente com paciência, o que demonstra o amor do dirigente do País por Macau e reflecte a atenção e as expectativas que este tem perante o futuro desenvolvimento do território, na apresentação de orientações para o ensino dos jovens, os quais se mostram determinados e empenhados nas missões a desempenhar.

O mesmo responsável frisou ainda que, a presente actividade de visitas representa uma concretização das importantes instruções do Presidente Xi, as quais são bastante significativas, e reforçam, deste modo, os trabalhos dedicados à educação dos jovens. O mesmo considera que também apoia o reforço dos conhecimentos patrióticos, concluindo integralmente o fruto dos trabalhos da educação ao amor à Pátria, após o retorno de Macau à Pátria. Bem como, demonstra o grande sucesso do desempenho de Macau na concretização do regime «um País, dois sistemas».

Fu Ziying expressou ainda, aos jovens de Macau, as suas expectativas (três): 1. Mantenham-se fiéis às suas aspirações iniciais e fortaleçam conscientemente o cultivo do sentimento ao País; 2. Tenham em mente a missão e o esforço na concretização do regime «um País, dois sistemas» em Macau; 3. Lutem para efectivar o valor próprio durante a procura do "sonho chinês".

O presidente da Comissão Preparatória de Actividades Constituída pelas Diversas Associações da Juventude e o subchefe da delegação a Hebei, Mok Chi Wai, apontou ainda que com o esforço envidado pelo Governo Central, o Governo da RAEM e os diversos sectores da sociedade conferem uma enorme atenção ao crescimento da juventude de Macau.

O mesmo espera que estes aproveitem as oportunidades com gratidão, como forma de aprenderem, sentirem e demonstrarem o espírito e a vivacidade de Macau. Reforçou que, no regresso a casa, devem partilhar com os amigos o que testemunharam sobre o desenvolvimento nacional e expressar orgulho pelos resultados obtidos pelo País, transmitindo de geração em geração o espírito de «amar Pátria, amar Macau».

As cerimónias encerraram com os convidados e os jovens participantes nas visitas a cantarem as músicas “Canção dos Sete Filhos” e "Eu e minha pátria".

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar