Serviços de Saúde esclarecem falsos rumores que circulam em rede social e garantem que auditoria a clínica não foi realizada no dia da denuncia

Circulam informações numa rede social que relatam que um fiscal dos Serviços de Saúde aconselhou uma enfermeira de uma clinica, que estava a ser investigada por eventual suspeita de administrar uma vacina fora do prazo de validade a um bebé, a descartar as vacinas fora do prazo da validade naquele mesmo dia.

Para que não existam dúvidas de como decorreu o processo os Serviços de Saúde esclareceram que o pessoal dos Serviços de Saúde não realizou uma fiscalização na instalação da clinica em apreço no dia do incidente, mas foram apenas notificados do incidente após o encerramento da clinica ( na noite do dia 24 de Setembro). Após a notificação os Serviços de Saúde contactaram os familiares da vítima, que se encontrava no hospital, para entender a situação. No dia seguinte, quando a clínica já estava aberta, os Serviços de Saúde enviaram o seu pessoal para proceder a uma fiscalização no local.

Os Serviços de Saúde destacam que na clinica não foi encontrado nenhum armazenamento de vacinas durante a auditoria, mas foram instaurados um auto de notícia e um processo, de modo a acompanhar e apurar as responsabilidades legais do pessoal envolvido.

Os Serviços de Saúde alertam que as clínicas privadas devem cumprir as normas da Guia sobre o Controlo de Medicamentos em Consultórios e Clínicas Médicas. Caso os residentes locais detectem qualquer ilegalidade médica, tenham qualquer dúvida, consulta de informações ou queixa, podem contactar a Unidade Técnica de Licenciamento das Actividades e Profissões Privadas de Prestação de Cuidados de Saúde dos Serviços de Saúde (Tel: 28713734, E-mail: utlap@ssm.gov.mo).

Os Serviços de Saúde reiteram que foram notificados do incidente após o encerramento da clínica de noite do incidente (24 de Setembro). Não foi realizada nenhum inspecção naquele dia.

Os Serviços de Saúde recomendam que os residentes, antes de transmitir qualquer mensagem através de plataforma on-line ou mídia social, devem verificar cuidadosamente a sua autenticidade e não devem enviar indiscriminadamente para evitar adivinhações e pânico desnecessários.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar